Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-24T18:37:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
NOCAUTE

Hapvida (HAPV3) vence a SulAmérica (SULA11) na disputa pela HB Saúde

Empresa de São José do Rio Preto tem posição estratégica para os planos dos grandes players do setor de saúde no território nacional

24 de setembro de 2021
10:38 - atualizado às 18:37
Fachada da unidade de pronto-atendimento da HB Saúde em Olímpia, no interior de São Paulo. A empresa está sendo disputada por Hapvida (HAPV3) e SulAmérica (SULA11)
Fachada da unidade de pronto-atendimento da HB Saúde em Olímpia, no interior de São Paulo - Imagem: Divulgação/HB Saúde

Pouca gente deu atenção quando a Hapvida (HAPV3) apresentou, em julho, proposta de R$ 450 milhões pela HB Saúde, um grupo com sede em São José do Rio Preto e boa presença no norte do interior paulista.

Atentos ao avanço da concorrente, porém, os executivos da SulAmérica (SULA11) tentaram atravessar o negócio em meados de setembro, apresentando uma oferta de R$ 563 milhões.

Mas a Hapvida não dormiu no ponto e rapidamente subiu sua oferta para R$ 650 milhões, 45% a mais do que a proposta original.

Vantagem competitiva

A SulAmérica pode até ter forçado a concorrente a desembolsar um valor maior do que o inicialmente pretendido pela HB Saúde, mas agora vê a Hapvida obter uma vantagem competitiva em uma região com 4 milhões de habitantes e 1,1 milhão de beneficiários de planos de saúde privados.

A Hapvida informou que os acionistas do Grupo HB Saúde aceitaram a oferta de R$ 650 milhões para a aquisição de até 100% da empresa, com desembolso previsto para cerca de 59% do capital total, aproximadamente R$ 383,5 milhões.

A vencedora do duelo ressaltou que segue aberta para adquirir os demais sócios pelas mesmas condições ofertadas.

Quando a SulAmérica tentou melar o negócio da rival, o repórter Victor Aguiar explicou o que está em jogo. Na manhã de hoje, HAPV3 e SULA11 passaram o dia em queda na B3, em linha com recuo do Ibovespa. HAPV3 fechou em baixa de 1,01%, a R$ 14,74, e SULA11 terminou o pregão com perda de 1,48%, a R$ 27,26.

Saliente-se que...

A consumação da transação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes adicionais, incluindo a coleta dos termos de adesão à proposta; a negociação bem-sucedida dos respectivos instrumentos contratuais de aquisição e suas respectivas formalizações, o que envolve também a condução de maneira satisfatória dos procedimentos de diligência legal, contábil e operacional; e a apreciação e aprovação pelos órgãos reguladores Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

GETT11 chega à bolsa com o pé direito, novo auxílio emergencial no horizonte e outros destaques do dia

Com as duas maiores economias do mundo frustrando as expectativas dos investidores e o futuro das contas públicas em um limbo, o Ibovespa não teve muito fôlego para escapar do vermelho e encerrou o dia em queda de 0,19%, aos 114.428 pontos. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês, que cresceu 4,9% no terceiro trimestre, veio […]

Arrumando a mala

Locaweb (LWSA3) vai deixar a B3? Empresa estuda listagem nos Estados Unidos, afirma portal

Avaliada em R$ 13,5 bilhões, a empresa estreou na B3 em fevereiro do ano passado, mas pode estar prestes a abrir capital em outro país

FECHAMENTO DO DIA

Getnet (GETT11) e Lojas Americanas (LAME4) sobem forte, mas Ibovespa derrapa e dólar avança 1%

Dados econômicos na China e nos EUA decepcionaram os mercados, indicando desaceleração nas duas principais economias do mundo

Três vezes sem juros

CPFL Energia (CPFE3) parcela pagamento de R$ 1,7 bilhão em dividendos; primeira fatia cai na conta dos acionista ainda neste mês

O pagamento das primeiras duas prestações está marcado para os dias 22 de outubro e 16 de novembro, enquanto a terceira e última fatia cairá na conta dos acionistas até 31 de dezembro

MagaLu fora das urnas

Luiza Trajano confirma que não disputará as eleições, mas reforça que é uma ‘pessoa política’; entenda o posicionamento da empresária

A presidente do conselho de administração do MagaLu pretende assumir uma posição política apartidária ‘para defender causas que sejam boas para o Brasil’

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies