Menu
2019-06-03T11:30:06-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
pit-stop

Alckmin anuncia pausa e diz que governo atrapalha a reforma da Previdência

Ex-governador Geraldo Alckmin falou, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, que fará um “pit-stop” na carreira política; para ele, o Executivo atual não tem agenda

3 de junho de 2019
11:28 - atualizado às 11:30
Presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) posa para foto antes de debate do SBT
O ex-governador de São Paulo disse que "não tenho nada de pessoal contra ele [o presidente Jair Bolsonaro]", mas que vê o oportunismo de querer se estigmatizar as instituições. - Imagem: Marcelo Chello/Seu Dinheiro

Derrotado nas eleições presidenciais ainda no primeiro turno, o ex-governador Geraldo Alckmin anunciou que fará um "pit-stop" na carreira política. O tucano falou ao jornal Folha de S. Paulo, em entrevista publicada nesta segunda-feira, 3.

Alckmin ainda disse que o governo indiretamente atrapalha a reforma da Previdência. Para ele, o Executivo não tem agenda, a não ser voltar com a CPMF. "Temos 13,2 milhões de desempregados, cadê a agenda de produtividade? [...] Cadê a reforma tributária, fiscal?", disse ao jornal em determinado trecho da entrevista.

O ex-governador de São Paulo disse que "não tenho nada de pessoal contra ele [o presidente Jair Bolsonaro]", mas que vê o oportunismo de querer se estigmatizar as instituições. Para ele, a democracia brasileira já deu provas de muita resistência.

"A melhor forma de fortalecê-la é com reformas, e a reforma política é parte importante", disse o político, que defende o sistema distrital misto. "E, no futuro, o parlamentarismo".

Mas, para ele o parlamentarismo não é uma opção enquanto não for feita a reforma política. "A sorte é que o [Rodrigo] Maia [presidente da Câmara] defende as reformas", falou.

Bens bloqueados

Alckmin foi também questionado pela reportagem sobre seus bens, que foram bloqueados por decisão da Justiça, em investigação sobre repasses não declarados da Odebrecht para a campanha de 2014.

Ele falou que isso é natural da vida pública e que "às vezes, há, num primeiro momento, sentimento de injustiça, e para isso existe o Judiciário, para corrigir".

Apesar disso, afirmou que não existe cabimento de entrar com ação de improbidade. "Fui prefeito aos 24 anos. Hoje tenho 66, um apartamento de dois quartos e um sítio de cinco alqueires em Pindamonhangaba. Mais nada", disse ao jornal.

Ele lembrou que abriou mão da aposentadoria especial e disse que vive de R$ 5.000 do INSS. "Se há um cuidado que eu sempre tive é o ético. Agora, pode ter questionamento? Pode. É explicar".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Não gostou

Conselheira da Petrobras critica forma da demissão de Castello Branco

Segundo ela, está havendo uma desintegração vertical e nacional da Petrobras, com a única finalidade de remunerar os acionistas, o que precisa ser mudado.

Esperança

Mundo pode crescer em 2021 mais que 5,5% previstos em janeiro, diz FMI

Kristalina Georgieva também defendeu crédito para empresas e famílias, a partir das circunstâncias de cada país, até a crise de saúde ser superada.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies