Menu
2018-09-22T12:31:25-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Eleições 2018

Datafolha: Bolsonaro lidera corrida, mas Haddad ganha fôlego

Bolsonaro foi de 26% a 28% nas intenções de voto; Fernando Haddad, do PT, foi de 13% a 16%

20 de setembro de 2018
6:52 - atualizado às 12:31
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, candidato pelo PSL, lidera intenções de voto com 28%, segundo Datafolha - Imagem: Shutterstock

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) continua à frente na corrida eleitoral, com 28% das intenções de voto, de acordo com pesquisa do Datafolha divulgada na madrugada desta quinta-feira (20). Anteriormente, o candidato tinha 26%.

Ao lado do capitão reformado do Exército, Fernando Haddad (PT) subiu de 13% a 16%. A nova pesquisa levantou uma nova preocupação ao mercado, colocando em cena novamente Ciro Gomes (PDT), que está empatado tecnicamente com o petista, com 13% das intenções.

Empatado com o pedetista no limite da margem de erro, está Geraldo Alckmin (PSDB), que manteve os 9%. Marina Silva (REDE), por sua vez, oscilou de 8% para 7% e está empatada com o tucano.

Difícil subir

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) permaneceram com 3% e Henrique Meirelles (MDB) oscilou para 2%. Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU) também permaneceram com 1%. Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram.

Votos brancos e nulos passaram de 13% para 12%. Não souberam ou não opinaram, de 6% para 5%.

A pesquisa do Datafolha foi encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo. Ao todo, foram ouvidos 8.596 eleitores em 323 municípios de todo o país entre 18 e 19 de setembro. O nível de confiança é de 95%.

Lá no segundo turno...

Bolsonaro empata com Haddad (41% e 41%), com Alckmin (40% e 39%), Marina (41% e 41%), mas perde para Ciro (45% e 39%).

Rejeição

Bolsonaro teve leve queda na rejeição, de 44% a 43%. Já Haddad subiu de 26% a 29% enquanto a de Ciro foi de 21% a 22%. Marina foi de 30% a 32% enquanto a rejeição de Alckmin caiu de 25% a 24%.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Esquenta dos mercados

China segue comprando soja dos EUA e notícia anima os mercados globais

A notícia de que, ao contrário do que circulou ontem, a China continuará comprando soja dos Estados Unidos, mantendo a parceria comercial entre as duas maiores economias do mundo, impulsiona os mercados acionários globais nesta manhã. Além disso, os investidores seguem esperançosos com os últimos dados econômicos, que indicam uma recuperação pós-coronavírus nos países onde […]

questões do governo

PGR dá aval para prorrogar inquérito

Procuradoria vai avalizar pedido da Polícia Federal (PF) para prorrogar por 30 dias as investigações sobre a suposta tentativa do presidente Jair Bolsonaro de interferir politicamente na corporação

em busca de soluções

Fim de acordo com a Boeing pressiona Embraer a correr para se reestruturar

Atenção do setor agora se volta para as medidas que a fabricante brasileira vai tomar para superar esse duro revés

manifestações americanas

Trump ameaça usar militares para conter atos contra racismo

EUA registraram ontem o sétimo dia seguido de manifestações antirracistas, após a morte de George Floyd, um homem negro de 46 anos, asfixiado por um policial branco

mundo pós-covid

Não podemos entrar em briga tola contra a globalização, diz Mansueto

Secretário do Tesouro afirmou que o Brasil precisa expandir a presença no mercado internacional e aumentar tanto as exportações quanto as importações

R$ 4 bi a mais

CMN amplia limite para contratação de operações de crédito sem garantia da União

Ministério da Economia afirma que os novos limites entram em vigor a partir desta segunda-feira, 1º

mudança histórica

Opportunity vai transformar Hotel Glória em residências de luxo

Inaugurado em 1922 para ser o primeiro cinco estrelas do Brasil, o Glória, em quase um século de existência, foi prestigiado por 19 chefes de Estado, além de artistas e políticos do mundo todo

Ações do mês

Vale, Magazine Luiza, Petrobras e JBS: como se comportaram as principais indicações das corretoras em maio?

As ações mais indicadas pelas corretoras tinham um perfil comum: resiliência e capacidade de adaptação. Elas foram muito testadas durante os últimos 30 dias, mas passaram com louvor

CAÇADOR DE ASSIMETRIAS

Direto ao ponto: comprar ou não comprar dólar?

A verdade é que ninguém sabe se o dólar vai cair, subir, andar de lado, dar cambalhota ou mortal carpado. Diante disso, quando me perguntam “comprar ou não comprar dólar”; eu devolvo com um segunda questionamento: “depende, você já tem dólar?”

Decisão em plenário

Toffoli marca julgamento sobre inquérito das fake news para semana que vem

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, marcou para a próxima quarta, 10, o julgamento sobre a continuidade ou não das apurações do inquérito das fake news

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements