Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T14:21:13-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Rebaixado

S&P reduz rating da BRF de “BB” para “BB-“, com perspectiva estável

Agência justificou o rebaixamento pela alavancagem frágil e a menor capacidade da companhia em absorver choques externos

20 de fevereiro de 2019
20:28 - atualizado às 14:21
Operação Carne Fraca BRF
Imagem: Geraldo Bubniak/AGB-Estadão Conteúdo

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings rebaixou nesta quarta-feira, 20, o rating da BRF de 'BB' para 'BB-', com perspectiva é estável.

Segundo comunicado emitido pela agência, o rebaixamento da nota da processadora de carnes é um reflexo de uma alavancagem mais frágil em comparação às de outras companhias do mesmo setor. A S&P também colocou na conta a menor capacidade de absorver choques externos, considerados comuns na indústria de proteína animal. Entre esses choques, a agência cita a volatilidade dos preços de grãos, as flutuações de oferta e demanda e restrições comerciais.

Riscos para todos os lados

Ainda que a BRF venha promovendo um pacote robusto de vendas de ativos, refinanciamento de dívida e melhora gradual do desempenho operacional, a S&P afirmou em relatório que a alavancagem medida pela relação entre divida líquida e Ebitda da empresa estará entre 4,0 e 4,5 vezes ao fim de 2019, acima da previsão anterior da agência, de menos de 4,0 vezes.

A agência também aponta que a BRF continua exposta a possíveis passivos associados à Operação Carne Fraca, à volatilidade do mercado de exportação e à concorrência cada vez mais acirrada, o que pode afetar o lucro e atrasar ainda mais a melhora das métricas.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies