🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
A NATA DA B3

Vale (VALE3) na preferência e a volta de Magazine Luiza (MGLU3). Confira as ações mais recomendadas por 13 corretoras para abril

Quem seguiu a recomendação das corretoras e incluiu a Vale na carteira desde dezembro já garantiu uma valorização de mais de 36%

Larissa Vitória
Larissa Vitória
4 de abril de 2022
6:50 - atualizado às 18:33
Ações do mês | Vale VALE3 Suzano SUZB3 Itaú ITUB4 Ação | Vivara VIVA3
Confira aqui todos os papéis apontados pelas 13 corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro. Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Se a trajetória de valorização das ações na bolsa pudesse ser representada pelo movimento de um trem nos trilhos da rentabilidade, escolher o melhor ponto de entrada para incluí-las na carteira seria como tentar descobrir qual é o momento certo para pular em um dos vagões de um trem real em movimento.

A maior parte dos investidores só percebe que aquele ativo representa uma oportunidade de ganho para suas carteiras quando o trem já está muito acelerado e o salto fica mais difícil.

A Vale (VALE3), por exemplo, é a ação mais indicada pelas corretoras que fazem parte da seleção do Seu Dinheiro desde o final do ano passado. Com quatro recomendações neste mês, a mineradora está novamente em primeiro lugar.

Quem seguiu a recomendação e pulou nos vagões da companhia em dezembro garantiu uma valorização de mais de 36%. A locomotiva movida a minério de ferro ganhou força com as perspectivas de recuperação da demanda de seu principal produto e o início da guerra entre Rússia e Ucrânia.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

O conflito no leste europeu levou a uma disparada das commodities, incluindo a matéria-prima do aço. Como seu produto tem qualidade reconhecida internacionalmente, a Vale estava pronta para aproveitar o momento. 

Com o cenário refletindo positivamente nas ações, o leitor que ainda não tem VALE3 na carteira pode pensar que já perdeu esse trem, acelerado demais para o salto em um dos vagões ainda ser lucrativo.

A boa notícia é que o combustível falhou em alguns momentos do mês passado e os papéis recuaram 3,4% em março. Ou seja, o trem perdeu um pouco de força, desacelerou na ferrovia e abriu novos pontos de entrada para os investidores.

Já a medalha de prata está movimentada com locomotivas de seis ações diferentes apitando. Com duas recomendações cada, Bradesco (BBDC4), BRF (BRFS3), CSN (CSNA3), Itaú Unibanco (ITUB4), Natura (NTCO3) e PetroRio (PRIO3) mostram que também há oportunidades na bolsa além do universo das commodities.

Mas foi a volta de outro papel, também com duas indicações, que chama mais atenção no trem das ações do mês. Estou falando de Magazine Luiza (MGLU3). A varejista foi uma das mais castigadas da bolsa no ano passado, mas vem esboçando sinais de reação neste ano.

A perspectiva do fim do ciclo de alta da taxa básica de juros em maio traz outro sinal positivo para as ações do Magazine Luiza. Caso esse cenário mais favorável para a Selic se confirme, os papéis do Magalu podem lamber as feridas recentes e engatar novas altas na B3.

Confira aqui todos os papéis apontados pelas 13 corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro:

Entendendo a Ação do Mês: todos os meses, o Seu Dinheiro consulta as principais corretoras do país para descobrir quais são suas apostas para o período. Dentro das carteiras recomendadas, normalmente com até 10 ações, os analistas indicam as suas três prediletas. Com o ranking nas mãos, selecionamos as que contaram com pelo menos duas indicações.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

Vale — ninguém para o trem do minério e as ações VALE3

Quem diria que o minério de ferro seria mais eficaz que o carvão para mover um trem. Apesar de não ter lógica no mundo real, a troca faz muito sentido quando se trata da Vale (VALE3). 

O preço da commodity já subiu cerca de 30% desde o início do ano e garante o combustível necessário para que a locomotiva da mineradora avance forte no caminho de ferro da rentabilidade. A companhia foi novamente uma das escolhas preferidas de Guide Investimentos, Inter, Necton e Santander para o mês.

Mesmo antes da disparada do minério, a mineradora já vinha apresentando resultados para investidor e analista nenhum botar defeito. A Vale encerrou 2021 com um lucro líquido de US$ 22,4 bilhões, salto de 360% em relação ao valor registrado no ano anterior.

É verdade que a base de comparação é fraca: durante 2020 respingaram no caixa os impactos da pandemia e indenizações após o rompimento da barragem de Brumadinho — as cifras dos acordos de indenização individual somaram mais de R$ 3 bilhões. Ainda assim, o montante impressiona.

Conhecida por ser uma das maiores pagadoras de dividendos da B3, a Vale também não decepcionou nesse quesito e, junto ao balanço, anunciou que distribuirá US$ 3,5 bilhões aos acionistas.

E, além do minério, outro produto também pode passar a ter uma representatividade maior no combustível da mineradora em breve: o níquel. A notícia ainda não foi confirmada por nenhuma das partes, mas, segundo a Bloomberg, a empresa fechou um contrato com a Tesla para fornecimento de níquel nos próximos anos.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

O metal é essencial para a fabricação de baterias para veículos elétricos — o principal ramo de atuação da montadora de carros elétricos. E a companhia de Elon Musk tem uma meta ambiciosa de aumentar sua produção em 50% neste ano; para isso, vai precisar cada vez mais de níquel.

Repercussão — estação movimentada

Com alta de 6,06%, o Ibovespa foi um dos melhores investimentos de março. Mas o ímpeto do principal índice acionário brasileiro não contagiou as ações mais recomendadas no mês. A Vale, primeira colocada, recuou 3,4%.

A queda foi ainda mais acentuada para as petroleiras que ocuparam a segunda e a terceira posições do pódio: a PetroRio (PRIO3) caiu quase 15%, enquanto a Petrobras (PETR4) anotou perdas de 5%.

A notícia é boa para quem esperava que os trens movidos a petróleo desacelerassem um pouco e abrissem uma oportunidade de incluir as ações na carteira com desconto.

Já na ponta positiva o destaque ficou com a Natura, que subiu mais de 16%. Veja a lista completa:

Aliás, falando em ações, a Petrobras (PETR4) está para pagar dividendos elevados nos próximos meses e analistas estimam o barril do petróleo brent a US$ 125 no segundo semestre de 2022, o que pode gerar novos aumentos no preço da gasolina (ruim para a população em geral), mas pode ser bom para o bolso do investidor.

Confira abaixo pelo nosso Instagram e aproveite para nos seguir (basta clicar aqui). Lá você vai receber análises de mercado, reportagens exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira:

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Una publicación compartida por Seu Dinheiro (@seudinheiro)

Antes de ir, veja como escolher uma ação barata com o Ibovespa em alta no vídeo abaixo e inscreva-se no canal do Seu Dinheiro no Youtube para mais conteúdos exclusivos:

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar