O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-05T18:33:51-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
A NATA DA B3

Vale (VALE3) na preferência e a volta de Magazine Luiza (MGLU3). Confira as ações mais recomendadas por 13 corretoras para abril

Quem seguiu a recomendação das corretoras e incluiu a Vale na carteira desde dezembro já garantiu uma valorização de mais de 36%

4 de abril de 2022
6:50 - atualizado às 18:33
Ações do mês | Vale VALE3
Confira aqui todos os papéis apontados pelas 13 corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro. Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Se a trajetória de valorização das ações na bolsa pudesse ser representada pelo movimento de um trem nos trilhos da rentabilidade, escolher o melhor ponto de entrada para incluí-las na carteira seria como tentar descobrir qual é o momento certo para pular em um dos vagões de um trem real em movimento.

A maior parte dos investidores só percebe que aquele ativo representa uma oportunidade de ganho para suas carteiras quando o trem já está muito acelerado e o salto fica mais difícil.

A Vale (VALE3), por exemplo, é a ação mais indicada pelas corretoras que fazem parte da seleção do Seu Dinheiro desde o final do ano passado. Com quatro recomendações neste mês, a mineradora está novamente em primeiro lugar.

Quem seguiu a recomendação e pulou nos vagões da companhia em dezembro garantiu uma valorização de mais de 36%. A locomotiva movida a minério de ferro ganhou força com as perspectivas de recuperação da demanda de seu principal produto e o início da guerra entre Rússia e Ucrânia.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

O conflito no leste europeu levou a uma disparada das commodities, incluindo a matéria-prima do aço. Como seu produto tem qualidade reconhecida internacionalmente, a Vale estava pronta para aproveitar o momento. 

Com o cenário refletindo positivamente nas ações, o leitor que ainda não tem VALE3 na carteira pode pensar que já perdeu esse trem, acelerado demais para o salto em um dos vagões ainda ser lucrativo.

A boa notícia é que o combustível falhou em alguns momentos do mês passado e os papéis recuaram 3,4% em março. Ou seja, o trem perdeu um pouco de força, desacelerou na ferrovia e abriu novos pontos de entrada para os investidores.

Já a medalha de prata está movimentada com locomotivas de seis ações diferentes apitando. Com duas recomendações cada, Bradesco (BBDC4), BRF (BRFS3), CSN (CSNA3), Itaú Unibanco (ITUB4), Natura (NTCO3) e PetroRio (PRIO3) mostram que também há oportunidades na bolsa além do universo das commodities.

Mas foi a volta de outro papel, também com duas indicações, que chama mais atenção no trem das ações do mês. Estou falando de Magazine Luiza (MGLU3). A varejista foi uma das mais castigadas da bolsa no ano passado, mas vem esboçando sinais de reação neste ano.

A perspectiva do fim do ciclo de alta da taxa básica de juros em maio traz outro sinal positivo para as ações do Magazine Luiza. Caso esse cenário mais favorável para a Selic se confirme, os papéis do Magalu podem lamber as feridas recentes e engatar novas altas na B3.

Confira aqui todos os papéis apontados pelas 13 corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro:

Entendendo a Ação do Mês: todos os meses, o Seu Dinheiro consulta as principais corretoras do país para descobrir quais são suas apostas para o período. Dentro das carteiras recomendadas, normalmente com até 10 ações, os analistas indicam as suas três prediletas. Com o ranking nas mãos, selecionamos as que contaram com pelo menos duas indicações.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

Vale — ninguém para o trem do minério e as ações VALE3

Quem diria que o minério de ferro seria mais eficaz que o carvão para mover um trem. Apesar de não ter lógica no mundo real, a troca faz muito sentido quando se trata da Vale (VALE3). 

O preço da commodity já subiu cerca de 30% desde o início do ano e garante o combustível necessário para que a locomotiva da mineradora avance forte no caminho de ferro da rentabilidade. A companhia foi novamente uma das escolhas preferidas de Guide Investimentos, Inter, Necton e Santander para o mês.

Mesmo antes da disparada do minério, a mineradora já vinha apresentando resultados para investidor e analista nenhum botar defeito. A Vale encerrou 2021 com um lucro líquido de US$ 22,4 bilhões, salto de 360% em relação ao valor registrado no ano anterior.

É verdade que a base de comparação é fraca: durante 2020 respingaram no caixa os impactos da pandemia e indenizações após o rompimento da barragem de Brumadinho — as cifras dos acordos de indenização individual somaram mais de R$ 3 bilhões. Ainda assim, o montante impressiona.

Conhecida por ser uma das maiores pagadoras de dividendos da B3, a Vale também não decepcionou nesse quesito e, junto ao balanço, anunciou que distribuirá US$ 3,5 bilhões aos acionistas.

E, além do minério, outro produto também pode passar a ter uma representatividade maior no combustível da mineradora em breve: o níquel. A notícia ainda não foi confirmada por nenhuma das partes, mas, segundo a Bloomberg, a empresa fechou um contrato com a Tesla para fornecimento de níquel nos próximos anos.

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM: lá você vai receber análises de mercado, notícias exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira; basta clicar aqui

O metal é essencial para a fabricação de baterias para veículos elétricos — o principal ramo de atuação da montadora de carros elétricos. E a companhia de Elon Musk tem uma meta ambiciosa de aumentar sua produção em 50% neste ano; para isso, vai precisar cada vez mais de níquel.

Repercussão — estação movimentada

Com alta de 6,06%, o Ibovespa foi um dos melhores investimentos de março. Mas o ímpeto do principal índice acionário brasileiro não contagiou as ações mais recomendadas no mês. A Vale, primeira colocada, recuou 3,4%.

A queda foi ainda mais acentuada para as petroleiras que ocuparam a segunda e a terceira posições do pódio: a PetroRio (PRIO3) caiu quase 15%, enquanto a Petrobras (PETR4) anotou perdas de 5%.

A notícia é boa para quem esperava que os trens movidos a petróleo desacelerassem um pouco e abrissem uma oportunidade de incluir as ações na carteira com desconto.

Já na ponta positiva o destaque ficou com a Natura, que subiu mais de 16%. Veja a lista completa:

Aliás, falando em ações, a Petrobras (PETR4) está para pagar dividendos elevados nos próximos meses e analistas estimam o barril do petróleo brent a US$ 125 no segundo semestre de 2022, o que pode gerar novos aumentos no preço da gasolina (ruim para a população em geral), mas pode ser bom para o bolso do investidor.

Confira abaixo pelo nosso Instagram e aproveite para nos seguir (basta clicar aqui). Lá você vai receber análises de mercado, reportagens exclusivas, insights de investimentos em ações, criptomoedas, renda fixa e dicas de carreira:

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Una publicación compartida por Seu Dinheiro (@seudinheiro)

Antes de ir, veja como escolher uma ação barata com o Ibovespa em alta no vídeo abaixo e inscreva-se no canal do Seu Dinheiro no Youtube para mais conteúdos exclusivos:

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies