🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
FOLLOW ON

BRF (BRFS3) aprova oferta de 325 milhões de ações e abre caminho para o controle da Marfrig (MRFG3); entenda

O valor total do follow on ainda não está definido, mas, considerando o fechamento de hoje (R$ 24,75), a oferta pode ultrapassar os R$ 8 bilhões

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
17 de janeiro de 2022
20:29 - atualizado às 15:31
BRF
BRF - Imagem: Shutterstock

De olho em reduzir o endividamento e destravar a expansão financeira, a BRF (BRFS3) conseguiu na noite desta segunda-feira (17) o sinal verde de seus acionistas para realizar uma oferta pública de até 325 milhões de ações e ADRs, recibos de papéis negociados nos Estados Unidos.

O preço por ação e o valor total do follow on ainda não estão definidos, mas, considerando a cotação de fechamento de hoje (R$ 24,75), a oferta pode ultrapassar os R$ 8 bilhões. Desse montante, R$ 500 milhões vão para o capital social, enquanto o restante será destinado à formação de uma reserva de capital.

Além disso, a Assembleia Geral da companhia também aprovou um aumento do capital social além do limite estipulado pelo estatuto. As duas aprovações abrem a possibilidade de que a Marfrig (MRFG3), que hoje detém 31,66% da BRF, assuma o controle da empresa.

Por que a BRF quer fazer uma nova — e bilionária — oferta de ações?

Para responder a essa pergunta, é preciso observar com cuidado as finanças da empresa. Uma consulta ao balanço da dona da Sadia e da Perdigão no terceiro trimestre nos mostra uma pressão considerável no front do endividamento — a dívida líquida da BRF superava os R$ 16 bilhões ao fim de setembro —, o que trava as metas de expansão no médio prazo.

Sendo assim, a capitalização via oferta de ações aparece como uma alternativa interessante para aliviar o peso dessa âncora e permitir a expansão da companhia. Um objetivo que, ao menos por enquanto, compensa o efeito colateral da diluição da base acionária.

Em dezembro de 2020, a BRF revelou seu plano estratégico até 2030: a ideia é atingir uma receita líquida de mais de R$ 100 bilhões ao fim da década, com o Ebitda mais que triplicando no mesmo período. Para tal, a companhia estima investimentos da ordem de R$ 55 bilhões ao longo desse período.

Esse projeto vinha com alguns marcos temporais: até 2023, a receita líquida deveria atingir os R$ 65 bilhões; até 2026, o Ebitda deveria dobrar em comparação com o nível de 2020. O problema é que, com a estrutura de capital desfavorável, o cumprimento dessas metas ficou cada vez mais difícil.

Tanto é que, no começo de dezembro, a BRF atualizou o seu plano e adiou em um ano o cumprimento desses marcos: a receita de R$ 65 bilhões foi jogada para 2024, e o Ebitda dobrado, para 2027. Os objetivos finais para 2030 foram mantidos, mas com um ajuste de rota, digamos — o que causou alguma frustração no mercado.

Outro ponto crucial diz respeito às métricas de alavancagem. Segundo a empresa, a relação entre a dívida líquida e o Ebitda nos últimos 12 meses tem o patamar de três vezes como "limite prudencial". Só que, ao fim do terceiro trimestre, essa barreira foi rompida: a alavancagem da BRF chegou a 3,06 vezes.

Veja também - Bitcoin (BTC) na mira: maior corretora de criptomoedas no mundo, Binance vê 2022 como ano da regulamentação do mercado

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem após Nvidia reaquecer mercado de chips com balanço surpreendente; Ibovespa acompanha transição da Petrobras (PETR4)

23 de maio de 2024 - 7:23

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais começaram o dia em alta nesta quinta-feira. Os investidores reagem ao balanço mais que positivo da Nvidia, uma das maiores do ramo de Inteligência Artificial. No primeiro trimestre, o lucro da empresa deu um salto de mais de 600%, enquanto as projeções apontavam para um avanço de “apenas” 400%. […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai 1% e volta aos 125 mil pontos com NY após ata do Fed; dólar sobe a R$ 5,15

22 de maio de 2024 - 17:10

RESUMO DO DIA: Os olhos dos investidores ficaram concentrados no exterior com a ata da última reunião do Federal Reserve (Fed). Por aqui, o Ibovespa acompanhou a deterioração das bolsas de Nova York, além da repercussão do noticiário corporativo local — que segue agitado com o fim da temporada de balanços. O índice terminou o […]

DESTAQUES DA BOLSA

Por que as ações da XP despencam 15% após o balanço do primeiro trimestre?

22 de maio de 2024 - 12:17

A corretora reportou lucro líquido de R$ 1 bilhão no período, alta de 29% ante os R$ 796 milhões registrados no início do ano passado

AÇÃO ESTÁ CARA?

XP tem apenas um motivo para rebaixar a recomendação das ações da Embraer (EMBR3) — e é por causa de uma assimetria

22 de maio de 2024 - 11:54

Para os analistas, a companhia deixou de atravessar os céus abertos e atingiu a ‘altitude de cruzeiro’ neste momento

EM BUSCA DE SALVAÇÃO

Unidas por Lemann? Americanas (AMER3) propõe grupamento de ações para deixar de ser ‘penny stock’ e abre espaço para aumento bilionário de capital

22 de maio de 2024 - 10:35

Na última terça-feira (21), as ações fecharam a R$ 0,53 na B3; veja o que muda para o acionista

DANÇA DAS CADEIRAS

Mudanças no radar: Magda Chambriard se prepara para mexer em diretorias da Petrobras (PETR4) — mas não em todas

22 de maio de 2024 - 10:07

Embora algumas mudanças sejam esperadas, acredita-se que Magda Chambriard preservará parte dos atuais diretores da Petrobras

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Yduqs (YDUQ3) dispara e Ibovespa sustenta os 127 mil pontos na véspera da ata do Fed; dólar sobe a R$ 5,11

21 de maio de 2024 - 17:23

RESUMO DO DIA: Em um dia marcado pela volatilidade na bolsa local e o avanço mais contido em Nova York, faltou combustível para a tentativa do Ibovespa de recuperar as perdas da sessão anterior. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 0,27%, aos 127.411 pontos. Já o dólar à vista ficou a […]

PINGANDO NA CONTA

Dona da bolsa, B3 (B3SA3) mira ETFs pagadores de dividendos em nova versão do índice IDIV

21 de maio de 2024 - 15:36

Nova forma de cálculo do IDIV B3 permite que índice esteja atrelado a ETFs que repassam pagamentos de proventos aos cotistas

DESTAQUE DA BOLSA

Segredo revelado: Yduqs (YDUQ3) apresenta projeções para os próximos cinco anos e ações sobem mais de 10% na B3

21 de maio de 2024 - 13:05

Há uma semana, a companhia educacional reportou os resultados do primeiro trimestre e nada mais

GIGANTE DOS FIIs

Maxi Renda (MXRF11) quer captar até R$ 1 bilhão na bolsa e convoca assembleia para votar nova emissão de cotas; veja como participar

21 de maio de 2024 - 11:48

Se aprovada, essa será a décima emissão da carteira do FII e deve ser destinada a investidores em geral

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar