Como ter a chance de ficar milionário, começando em 2023; veja vídeo aqui

Cotações por TradingView
2019-04-01T11:06:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Mais uma vez

BRF faz recall voluntário de lotes de produtos Perdigão por risco de salmonella

Empresa vai recolher 164,7 toneladas de carne de frango in natura no mercado nacional e 299,6 toneladas destinadas ao exterior; em comunicado na CVM, BRF disse que decisão é “precaução”

13 de fevereiro de 2019
7:36 - atualizado às 11:06
loja da BRF
Imagem: Geraldo Bubniak/AGB-Estadão Conteúdo

A BRF anunciou nesta quarta-feira, 13, um recall de produtos da marca Perdigão por risco de presença da bactéria Salmonella enteritidis.

A informação é do "Broadcast", do Estadão.

Ao todo, os lotes de alguns produtos de carne de frango in natura somam 164,7 toneladas no mercado doméstico.

A ação também inclui a retirada preventiva de 299,6 toneladas destinadas ao exterior, produzidas nos dias 30 de outubro e entre os dias 5 e 12 de novembro do ano passado, na unidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

Em comunicado, divulgado nesta quarta-feira, a BRF disse que os produtos podem apresentar risco à saúde.

"A BRF esclarece que caso esses alimentos não sejam completamente fritos, cozidos, assados ou manuseados conforme descrito nas embalagens, a Salmonella enteritidis representa risco à saúde", diz a empresa.

Em comunicado ao mercado disponível na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a BRF explica que "a decisão de recolher todos os lotes, ao invés de partes da produção afetadas, segue o princípio da precaução e o compromisso da BRF com Segurança Alimentar, Qualidade e Transparência", e que o incidente e o recolhimento dos produtos foram reportados a autoridades brasileiras como o Ministério da Agricultura e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com a qual acordou as bases do recolhimento voluntário.

A companhia diz que iniciou proativamente o inventário e recolhimento dos produtos em rota ou junto aos clientes no mercado interno e externo, e destacou um grupo de especialistas para investigar as origens "deste único caso para garantir a adoção das medidas apropriadas para evitar recorrência".

A produção em Dourados segue "sob um processo rigoroso de manutenção e liberação dos produtos para assegurar que a ocorrência foi pontual e não se repetirá".

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Bolsa agora: Com NY instável, Ibovespa futuro abre em alta após ata do Copom; dólar recua

7 de fevereiro de 2023 - 7:08

RESUMO DO DIA: A terça-feira começa com a expectativa diante do teor da ata do Copom. A atenção dos investidores também estará voltada para discursos dos presidentes do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, e do Federal Reserve, Jerome Powell. No mundo das balanços, a expectativa envolve os resultados do Itaú Unibanco, previstos apenas […]

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Quem vai falar mais grosso: Lula ou Roberto Campos Neto?

7 de fevereiro de 2023 - 6:45

Da maneira como o debate foi colocado, fica difícil estabelecer qualquer entendimento saudável das intenções do governo Lula

Temporada de balanços

Itaú Unibanco (ITUB4) deve renovar lucro recorde em 2022. Saiba o que esperar do balanço

7 de fevereiro de 2023 - 6:35

Resultado consolidado do Itaú Unibanco no ano passado deve superar em 15% o recorde anterior do banco, de 2021

LOTERIAS

Quina acumula, mas Lotofácil tem 2 acertadores; veja de onde eles são

7 de fevereiro de 2023 - 5:58

E enquanto a Lotofácil segue fazendo a festa dos apostadores, a Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

DIA 37

Da defesa ao ataque: Lula fala — de novo — da inflação, do BC e, agora, do BNDES

6 de fevereiro de 2023 - 20:32

Presidente solta o verbo mais uma vez e questiona o nível elevado da taxa de juros, ironiza os efeitos negativos de suas críticas à política monetária e ainda destaca o papel do BNDES para impedir que o Brasil “afundasse”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies