Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-03T10:42:39-03:00
Estadão Conteúdo
Luta por um acordo final

May se esquiva de perguntas sobre reunião com oposição por acordo do Brexit

May não esclareceu se poderia aderir a bandeiras recentemente assumidas pelos trabalhistas, como a inclusão no acordo de uma união aduaneira entre o Reino Unido e o bloco ou a realização de uma consulta popular confirmatória sobre o acordo do Brexit

3 de abril de 2019
10:42
Theresa May
Theresa May - Imagem: Shutterstock

Menos de 24 horas após o pronunciamento em que chamou a oposição ao diálogo numa tentativa derradeira de encontrar um acordo do Brexit apoiado por uma maioria na Câmara dos Comuns do Reino Unido, a primeira-ministra Theresa May já enfrentou uma sessão de perguntas em Westminster, na qual tentou se esquivar de perguntas de parlamentares sobre que concessões poderia fazer ao líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn.

Espera-se que os dois se reúnam nas próximas horas em busca de um denominador comum sobre a declaração política para a relação futura com a União Europeia.

"O líder da oposição e eu concordamos sobre vários pontos no Brexit, como a necessidade de entregar o resultado do plebiscito, de deixar a União Europeia de forma ordenada e, tão logo quanto possível, encerrar a livre movimentação de pessoas e proteger empregos no Reino Unido", repetiu incansavelmente a conservadora durante pouco mais de uma hora de sessão no Parlamento. Ela também insistiu que os britânicos não tenham de concorrer nas eleições ao Parlamento Europeu.

Não chega a ser surpresa, mas em nenhum momento May esclareceu se poderia aderir a bandeiras recentemente assumidas pelos trabalhistas, como a inclusão no acordo de uma união aduaneira entre o Reino Unido e o bloco ou a realização de uma consulta popular confirmatória sobre o acordo do Brexit que eventualmente for aprovado em Westminster.

Corbyn, por sua vez, deu as "boas vindas" à disposição de May para encontrar um compromisso que resolva o impasse em torno da separação.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Debaixo do tapete

Cadê o teto que estava aqui? Sumário das contas públicas do Tesouro exclui avaliações sobre cenário fiscal após drible na regra

O documento já foi usado como instrumento para recados duros em outros momentos delicados, em que houve grande pressão para abrir a porteira dos gastos

Juros em alta

Rumo aos 6% + IPCA? Taxas do Tesouro Direto sobem forte após Copom, e títulos atrelados à inflação já pagam mais de 5,5% a.a. de juro real

Com alta da Selic para 7,75%, juros futuros dispararam nesta quinta, fazendo taxas do Tesouro Direto subirem ainda mais

De olho na estatal

Após novas falas de Bolsonaro sobre privatização, CVM vai investigar a Petrobras (PETR4)

A autarquia abre processo administrativos quando entende que precisa acompanhar os desdobramentos de algum assunto

ENRIQUEÇA ATÉ 2024

‘Investir muito em Bitcoin é coisa de imbecil’: estes 14 investimentos já dispararam até 1300% e têm potencial para te deixar rico

Apesar do hype das criptomoedas, existem outras ‘pechinchas exponenciais’ que estão fora do radar de muitos investidores; conheça

Um brinde

A Ambev (ABEV3) nunca vendeu tanta cerveja como no 3º trimestre. E as ações disparam na bolsa

A gigante de bebidas registrou lucro líquido de R$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 50% e acima do esperado pelo mercado. Hora de comprar a ação?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies