Menu
2019-04-03T10:42:39-03:00
Estadão Conteúdo
Luta por um acordo final

May se esquiva de perguntas sobre reunião com oposição por acordo do Brexit

May não esclareceu se poderia aderir a bandeiras recentemente assumidas pelos trabalhistas, como a inclusão no acordo de uma união aduaneira entre o Reino Unido e o bloco ou a realização de uma consulta popular confirmatória sobre o acordo do Brexit

3 de abril de 2019
10:42
Theresa May
Theresa May - Imagem: Shutterstock

Menos de 24 horas após o pronunciamento em que chamou a oposição ao diálogo numa tentativa derradeira de encontrar um acordo do Brexit apoiado por uma maioria na Câmara dos Comuns do Reino Unido, a primeira-ministra Theresa May já enfrentou uma sessão de perguntas em Westminster, na qual tentou se esquivar de perguntas de parlamentares sobre que concessões poderia fazer ao líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn.

Espera-se que os dois se reúnam nas próximas horas em busca de um denominador comum sobre a declaração política para a relação futura com a União Europeia.

"O líder da oposição e eu concordamos sobre vários pontos no Brexit, como a necessidade de entregar o resultado do plebiscito, de deixar a União Europeia de forma ordenada e, tão logo quanto possível, encerrar a livre movimentação de pessoas e proteger empregos no Reino Unido", repetiu incansavelmente a conservadora durante pouco mais de uma hora de sessão no Parlamento. Ela também insistiu que os britânicos não tenham de concorrer nas eleições ao Parlamento Europeu.

Não chega a ser surpresa, mas em nenhum momento May esclareceu se poderia aderir a bandeiras recentemente assumidas pelos trabalhistas, como a inclusão no acordo de uma união aduaneira entre o Reino Unido e o bloco ou a realização de uma consulta popular confirmatória sobre o acordo do Brexit que eventualmente for aprovado em Westminster.

Corbyn, por sua vez, deu as "boas vindas" à disposição de May para encontrar um compromisso que resolva o impasse em torno da separação.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies