Menu
2019-08-28T15:07:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
azedou

Premiê britânico quer suspender Parlamento; medida acelera Brexit sem acordo

Oposição classifica fechamento da Casa como “uma afronta escandalosa” à democracia; libra reage em forte baixa

28 de agosto de 2019
9:04 - atualizado às 15:07
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.
Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. - Imagem: Shutterstock

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vai pedir à rainha Elizabeth 2ª para suspender as atividades do Parlamento por cinco semanas, entre meados de setembro e 14 de outubro, disse a BBC. Na prática, a medida deve deixar o brexit mais longe de um acordo.

A libra reagiu em forte baixa ao gesto de Johnson. Às 7h55 (de Brasília), a moeda britânica recuava a US$ 1,2207, de US$ 1,2287 no fim da tarde de ontem, após atingir mais cedo a mínima intraday de US$ 1,2155.

O premiê britânico quer suspender o Parlamento a partir de 11 de setembro e programar o chamado Discurso da Rainha - para apresentar planos do governo - para 14 de outubro, marcando a volta dos trabalhos legislativos.

Com medida, os deputados, que agora estão em recesso, terão menos tempo para impedir que o Reino Unido saia da União Europeia sem acordo. A data limite é 31 de outubro.

Johnson chegou a dizer que deseja sair da UE em 31 de outubro com um acordo, mas que está disposto a um brexit sem um acordo, em vez de perder o prazo.

Apesar de críticas de que o Parlamento não terá condições de tentar evitar um Brexit sem acordo, Johnson disse que haverá "bastante tempo" para os legisladores debaterem o assunto.

O vice-líder trabalhista, Tom Watson, tuitou que a medida era uma "afronta escandalosa à nossa democracia". Já o ex-chanceler do governo de Theresa May, o deputado Tory Philip Hammond, a chamava de "profundamente antidemocrática".

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O melhor do seu dinheiro

MAIS LIDAS: Cogna, o trade da moda, virou pó

Um trade da moda chamou a atenção recentemente: as opções de compra (call) de Cogna, a antiga Kroton. O papel atraiu diversas pessoas físicas e movimentou as discussões nas redes sociais. Para quem não está familiarizado com investimento em opções, basicamente a ideia neste caso era pagar um valor para ter o direito de compra […]

Popularidade em alta

Para 47%, Bolsonaro não tem nenhuma culpa por mortes relacionadas à Covid-19

Quase metade dos brasileiros, 47%, considera que o presidente Jair Bolsonaro não tem culpa pelos óbitos relacionados à Covid-19 no Brasil, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, 15, pelo jornal Folha de S. Paulo. Os que acham que Bolsonaro tem responsabilidade somam 52%. A pesquisa foi feita por telefone com 2.065 brasileiros adultos que têm […]

Popularidade recorde

Eurasia aponta que chances de impeachment de Bolsonaro caem para 10%

Melhora na popularidade do presidente Jair Bolsonaro reduz as chances, que já eram remotas, de um impeachment, segundo avaliação da consultoria de risco político.

Contaminação

Setor vê jogada comercial da China em notícia sobre frango com Covid-19

Embora a China não deva anunciar embargo à carne do Brasil, a divulgação já prejudicou o produto nacional. Segundo fontes, podem haver motivos políticos e comerciais envolvidos.

MEDO DE PERDER DINHEIRO FAZ BEM

As vantagens de ser um investidor covarde

Você tem que ter medo. O excesso de confiança é muito perigoso. O Bobby Axelrod fala isso em um episódio do Billions: ‘eu sinto o gosto do medo na garganta, eu não quero ficar pobre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements