Menu
2019-09-23T11:54:07-03:00
Rodada de incentivo dos BCs

Presidente do BCE afirma ainda haver espaço para mais cortes de juros

Segundo o presidente da instituição, Mario Draghi, a retomada das compras líquidas de ativos ao ritmo de 20 bilhões de euros por mês sinaliza o compromisso do BCE para atingir o objetivo de estabilidade dos preços

23 de setembro de 2019
11:51 - atualizado às 11:54
Zona do Euro, União Europeia
Bandeira da União Europeia - Imagem: shutterstock

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmou nesta segunda-feira que, ao manter o viés de afrouxamento sobre taxas de juros na sua orientação futura (guidance) "aprimorada" na última reunião de política monetária, o conselho da instituição indica que ainda há espaço para cortar ainda mais os juros, "se necessário".

A retomada das compras líquidas de ativos, conhecidas como afrouxamento quantitativo (QE), ao ritmo de 20 bilhões de euros por mês a partir de novembro, disse o italiano no seu discurso em audiência do Comitê de Assuntos Econômicos e Monetários (ECON) do Parlamento Europeu, sinaliza o compromisso do BCE de usar "todos os instrumentos" para atingir o objetivo de estabilidade dos preços.

"Continuamos preparados para ajustar todos os nossos instrumentos, se justificado pela perspectiva para a inflação", reiterou.

Diante da fraqueza no setor industrial da zona do euro, Draghi alertou que, quanto mais tempo ela durar, tão maiores são os riscos de que outros setores da economia sejam afetados pela desaceleração. "À medida que o setor de serviços da zona do euro continue resiliente, não devemos ser complacentes sobre a sua capacidade de resistir a transbordamentos negativos."

Ao abordar o sistema de camadas anunciado para a taxa de depósitos negativa, o presidente do BCE pontuou se tratar de uma iniciativa para equilibrar a preservação de incentivos ao repasse por bancos dos estímulos monetários ao mesmo tempo em que mitiga os efeitos adversos dessas taxas negativas sobre a lucratividade dos bancos.

"A zona do euro precisa que intermediários financeiros permaneçam engajados e ativos na transmissão monetária, e o novo sistema de duas camadas vai assegurar que a capacidade dos bancos de estender empréstimos a seus clientes em termos favoráveis permaneça desimpedida", comentou.

Por fim, assim como na entrevista coletiva após a última reunião de política monetária, Draghi voltou a apelar ao acionamento pelos governos nacionais da zona do euro de suas políticas fiscais. "O BCE não opera em um vácuo e outras formulações de políticas, também."

"Em outras palavras, precisamos de uma estratégia econômica coerente na zona do euro que complemente e aprimore a efetividade da política monetária", discursou. "Um melhor mix de formulação de políticas, incluindo a política fiscal, reformas estruturais e medidas prudenciais, poderia ajudar a atingir esse objetivo [de a inflação se mover rumo à meta] mais rapidamente e com menos efeitos colaterais."

Já após ler o discurso preparado e respondendo a perguntas de eurodeputados, Draghi ressaltou que, ao pedir um papel maior da política fiscal, não está dizendo "de forma alguma" que a política monetária "se exauriu".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

projeções da corretora

XP Investimentos amplia cobertura e recomenda compra para dois FIIs de lajes corporativas

Cotas dos fundos PVBI11 e RECT11 têm potencial de alta de no mínimo 12% e oferecem rendimento de dividendo de até 8,4%

pandemia no país

Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes

O Brasil chegou a 4.455.386 casos de covid-19 desde o início da pandemia. Em 24 horas desde o boletim de ontem (16), foram registrados 36.303 novos diagnósticos positivos

seu dinheiro na sua noite

A inflação da Helena

Na semana passada, minha filha veio me perguntar sobre o aumento do preço do arroz. Ou melhor, bem ao estilo dela, nem me deu tempo de responder e trouxe na ponta da língua as razões para a disparada, incluindo a alta do dólar. A conversa me pegou de surpresa. A Helena completa 10 anos nesta […]

Bluechips salvam o dia

Ibovespa descola-se de ressaca global pós-overdose de bancos centrais e fecha em leve alta; dólar cai

Apesar da melhora pontual na bolsa brasileira, os investidores mantiveram um pé atrás pela ausência de sinalização de novas medidas de estímulo pelo Fed

larry kudlow

Casa Branca pede estímulos do Congresso para pequenos negócios nos EUA

“Um estímulo do Congresso aos pequenos negócios seria ainda melhor” para a recuperação econômica, afirmou o conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements