A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-04-25T17:29:50-03:00
Estadão Conteúdo
Relações entre BC's

Presidente do Banco Central Europeu demonstra preocupação com autonomia do Fed

Mario Draghi alertou que uma possível perda de autonomia do Fed poderia afetar a credibilidade das políticas da instituição

14 de abril de 2019
10:42 - atualizado às 17:29
mario-draghi
Mario Draghi, ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE) e primeiro-ministro da Itália - Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, demonstrou preocupação com a independência do Federal Reserve (Banco Central dos EUA).

A autoridade financeira alertou que uma possível perda de autonomia do Fed poderia afetar a credibilidade das políticas da instituição. "Estou certamente preocupado com a independência do banco central em outros países, especialmente... na mais importante jurisdição no mundo", disse Draghi, se referindo aos Estados Unidos.

As declarações foram concedidas, em coletiva de imprensa, no encerramento do encontro do Comitê Financeiro e Monetário Internacional (IMFC, na sigla em inglês) do Fundo Monetário Internacional do (FMI), ocorrido neste sábado, em Washington.

Os comentários do líder europeu ocorrem em meio a incertezas do nível de interferência do governo norte-americano sobre a gestão do Banco Central, com o presidente dos EUA, Donald Trump, demandando corte no nível de juros e nomeando executivos controversos para o conselho da instituição.

"Se o Banco Central não é independente, então as pessoas começam a pensar que as decisões de política monetária seguem orientações políticas em vez de avaliações objetivas sobre o cenário econômico", acrescentou.

"Dentro (de seu) mandato, no entanto, os bancos centrais devem ficar livres para escolher qual o melhor caminho para cumprir sua gestão", afirmou Draghi.

"Porque se você não deixá-los livres, então não podem ser responsabilizados. Esse é o referencial de trabalho para bancos centrais desde os anos 1980 em todo o mundo".

Por fim, Draghi argumentou que não vê ameaça semelhante à autonomia do BCE, em virtude das garantias legais e do pouco reflexo de interferência em outras instituições na confiança global.

Quanto à economia europeia, Draghi apontou que muitos dos fatores globais que pesam sobre o crescimento
parecem estar diminuindo, enaltecendo as expectativas de uma recuperação no segundo semestre deste ano.

Por outro lado, ele ponderou que fatores que minam a confiança, incluindo o risco de um Brexit radical e uma guerra comercial global, continuam elevados, colocando o crescimento em risco.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

IMPASSE CONTINUA

Vitória do governo ameaçada? FUP vai à Justiça para anular resultado de assembleia que elegeu novo conselho da Petrobras (PETR4)

19 de agosto de 2022 - 20:20

A FUP vai centrar argumentação contra a eleição a conselheiros de dois nomes barrados pelo Comitê de Elegibilidade da estatal

1ª troca em 20 anos

Americanas (AMER3) anuncia Sergio Rial, ex-CEO do Santander, para o comando da companhia no lugar de Miguel Gutierrez

19 de agosto de 2022 - 19:17

Trata-se da primeira troca no cargo de diretor presidente da varejista em 20 anos; Rial assumirá cargo no início do ano que vem

Acionistas felizes

Dividendos: Telefônica (VIVT3) e Marfrig (MRFG3) pagam nova rodada de proventos. Veja as condições para receber

19 de agosto de 2022 - 19:14

A Telefônica não fixou data para o pagamento dos dividendos, mas segundo a companhia, os créditos serão realizados até 31 de julho de 2023

VAI DISPARAR?

Polo Capital aumenta participação na Tenda (TEND3) e se aproxima do gatilho para “poison pill”; construtora discutirá fim do mecanismo em assembleia

19 de agosto de 2022 - 18:36

O movimento ocorre poucos dias após a companhia anunciar que, atendendo a um pedido da gestora, vai convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para discutir a exclusão da “poison pill” de seu estatuto social

FECHAMENTO DO DIA

Frente fria chega ao Ibovespa e índice recua 1,12% na semana; dólar vai a R$ 5,16

19 de agosto de 2022 - 18:33

Apesar da semana calma, o Ibovespa refletiu a cautela com os juros americanos e a queda das commodities

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies