Menu
2019-04-25T17:29:50-03:00
Estadão Conteúdo
Relações entre BC's

Presidente do Banco Central Europeu demonstra preocupação com autonomia do Fed

Mario Draghi alertou que uma possível perda de autonomia do Fed poderia afetar a credibilidade das políticas da instituição

14 de abril de 2019
10:42 - atualizado às 17:29
mario-draghi
Mario Draghi - Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, demonstrou preocupação com a independência do Federal Reserve (Banco Central dos EUA).

A autoridade financeira alertou que uma possível perda de autonomia do Fed poderia afetar a credibilidade das políticas da instituição. "Estou certamente preocupado com a independência do banco central em outros países, especialmente... na mais importante jurisdição no mundo", disse Draghi, se referindo aos Estados Unidos.

As declarações foram concedidas, em coletiva de imprensa, no encerramento do encontro do Comitê Financeiro e Monetário Internacional (IMFC, na sigla em inglês) do Fundo Monetário Internacional do (FMI), ocorrido neste sábado, em Washington.

Os comentários do líder europeu ocorrem em meio a incertezas do nível de interferência do governo norte-americano sobre a gestão do Banco Central, com o presidente dos EUA, Donald Trump, demandando corte no nível de juros e nomeando executivos controversos para o conselho da instituição.

"Se o Banco Central não é independente, então as pessoas começam a pensar que as decisões de política monetária seguem orientações políticas em vez de avaliações objetivas sobre o cenário econômico", acrescentou.

"Dentro (de seu) mandato, no entanto, os bancos centrais devem ficar livres para escolher qual o melhor caminho para cumprir sua gestão", afirmou Draghi.

"Porque se você não deixá-los livres, então não podem ser responsabilizados. Esse é o referencial de trabalho para bancos centrais desde os anos 1980 em todo o mundo".

Por fim, Draghi argumentou que não vê ameaça semelhante à autonomia do BCE, em virtude das garantias legais e do pouco reflexo de interferência em outras instituições na confiança global.

Quanto à economia europeia, Draghi apontou que muitos dos fatores globais que pesam sobre o crescimento
parecem estar diminuindo, enaltecendo as expectativas de uma recuperação no segundo semestre deste ano.

Por outro lado, ele ponderou que fatores que minam a confiança, incluindo o risco de um Brexit radical e uma guerra comercial global, continuam elevados, colocando o crescimento em risco.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

fechamento

Após sangria, Ibovespa acompanha Nova York e sobe 1,3%; juros recuam com Copom

Índice teve sessão de altos e baixos a princípio, mas acabou seguindo bolsas americanas e registrou maior alta em uma semana; Petrobras e Vale são destaques após balanços. Dólar marca leve ganho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies