Menu
2019-04-04T09:52:13-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novo governo

Paulo Guedes deve indicar Rogério Marinho para secretaria de Previdência

Marinho foi relator da reforma da Previdência; indicação tem o intuito de sinalizar a importância da Previdência para o próximo governo

7 de dezembro de 2018
9:51 - atualizado às 9:52
Deputado Rogério Marinho
Rogério Marinho - Imagem: PSDB/Divulgação

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, deve indicar o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) para a secretaria de Previdência dentro da estrutura do novo ministério.

A informação é do "Broadcast", do Estadão, desta sexta-feira, 7.

Deputado federal pelo PSDB, Marinho não foi reeleito nas eleições passadas, mas Guedes pretende escolher o deputado para sinalizar a importância da aprovação da reforma.

Marinho foi relator da reforma trabalhista e tem experiência para ajudar nas negociações com o Congresso Nacional, que serão necessárias para aprovar a reforma da Previdência.

Com uma nova secretaria, o ministério da Economia terá sete secretarias. A ideia inicial era que a Previdência ficasse numa secretaria de Previdência e Arrecadação, comandada por Marcos Cintra.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

EUA X China

Trump X TikTok: empresa chinesa tenta impedir proibição de downloads

Decisão judicial pode barrar restrição, que passaria a valer a partir de meia-noite deste domingo nos Estados Unidos.

A 38 dias da eleição

Trump anuncia nomeação de Barrett para a Suprema Corte

Nomeação ainda precisa ser confirmada pelo Senado, que hoje tem maioria Republicana.

Últimos ajustes

Guedes se reúne com líder do governo na Câmara para discutir Reforma Tributária

Segundo o deputado Ricardo Barros, na segunda-feira a proposta já estará fechada para uma rodada de discussão com os líderes da base governista no Congresso.

Em 2020

Pandemia tira R$ 12 bilhões em investimentos

Investimentos públicos em infraestrutura deverão ser 10% menores em relação ao estimado antes da pandemia de covid-19.

Entrevista

“A crise econômica será severa e prolongada”, diz de Bolle

Em novo livro, economista defende que é preciso romper com padrões estabelecidos de estratégia econômica – como o teto de gastos – para responder aos desafios trazidos pelo novo coronavírus.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements