IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2019-04-04T13:42:58-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Gigante de alimentos

Guerra comercial EUA x China: uma nuvem negra para a BRF

Alta demanda dos chineses por grãos do Brasil gera pressão nos preços e encarece os custos de produção de aves e suínos dentro do país

19 de setembro de 2018
16:09 - atualizado às 13:42
Pedro Parente, CEO da BRF
Parente se diz alerta para os impactos da guerra comercial EUA x China - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

Uma das maiores empresas do mundo em processamento de carnes acompanha de olhos bem abertos o desenrolar da guerra comercial entre Estados Unidos e China. As decisões dos países de taxar produtos um dos outro afetará (e muito) os negócios da BRF.

O próprio presidente-executivo da companhia, Pedro Parente, disse durante o Seminário INTL FCStone, em São Paulo, que os grãos são o primeiro elo da cadeia de proteína animal, por serem os insumos para a ração, e compõem mais de 60% do custo de produção de aves e suínos. "Houve uma crescente demanda de produtos brasileiros para China" em decorrência das tensões entre chineses e norte-americanos, o que encarece os grãos internamente.

Ainda sobre a questão da alta dos insumos, Parente destacou o crescimento na demanda interna por milho para a produção de etanol em usinas de Goiás. Ele classificou o caso como uma tendência para o segmento de biocombustíveis.

Peste suína

Nas questões externas, o CEO da BRF comentou que o Brasil ainda está protegido do surto de febre suína. O problema foi constatado na China, distante geograficamente do Brasil, nas últimas semanas. Do ponto de vista sanitário, o tema é uma preocupação para o setor de proteína animal. "Temos uma relativa proteção porque estamos distantes, mas isso não quer dizer que estamos totalmente livres".

De olho na oportunidade

Já em uma visão comercial, Parente considerou que existe uma oportunidade de exportação pelo Brasil, caso os chineses precisem de uma demanda adicional para complementar a oferta interno no país.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Esquenta dos mercados: sombra Super Quarta pressiona e bolsas internacionais caem; Ibovespa acompanha primeiro dia de Copom

31 de janeiro de 2023 - 7:23

RESUMO DO DIA: O PMI chinês veio pior do que o esperado, mas rompeu a tendência de contração da atividade econômica. No entanto, isso não foi o suficiente para sustentar uma alta nas bolsas da Ásia. A Europa acompanha os dados preliminares da atividade na Zona do Euro. O prato principal da semana, porém, é […]

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Mas só se fala em política monetária? Então saiba o que esperar da Super Quarta dos bancos centrais

31 de janeiro de 2023 - 6:43

Os bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos decidem os juros na quarta-feira; na quinta-feira será a vez da zona do euro e da Inglaterra

LOTERIAS

Lotofácil tem 4 ganhadores, sendo 2 em uma mesma lotérica (de novo)

31 de janeiro de 2023 - 5:51

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

DIA 30

“Vocês fizeram falta, caro Lula” — a conversa com Olaf Scholz, o ministro alemão, que teve até recado duro para a China

30 de janeiro de 2023 - 20:26

Mercosul, OCDE e guerra na Ucrânia estiveram na pauta do encontro, mas teve um assunto que arrancou aplausos da plateia formada pela delegação da Alemanha: o meio ambiente

NÃO VAI VOLTAR?

Bolsonaro entra com pedido de visto de turista nos EUA — veja quanto tempo ele pode ficar por lá

30 de janeiro de 2023 - 19:05

O pedido foi apresentado na sexta-feira (27), de acordo com o Financial Times. O visto diplomático que ele usou para entrar no país em 30 de dezembro vence hoje.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies