🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
SEM CÉU DE BRIGADEIRO

Vai desbancar a Airbus? A gigante “Made in China” que pode provocar turbulência na aviação global

Pequim criou uma empresa de aviação para bater de frente com rivais estrangeiras — e Airbus responde a concorrência à altura

Carolina Gama
20 de fevereiro de 2024
19:58 - atualizado às 19:00
Bandeira da China como pano de fundo e um avião da Airbus voando na direção das estrelas da bandeira
Imagem: Montagem Seu Dinheiro/Airbus/Canva

Os especialistas dizem que uma turbulência não derruba um avião, mas e se o chacoalhão vier da China? É isso que promete a Corporação de Aeronaves Comerciais da China, ou Comac, a empresa que quer rivalizar com Airbus e Boeing no mundo da fabricação de aeronaves comerciais. 

A Comac é o mais novo símbolo da estratégia “Made in China” de Pequim, que visa reduzir a dependência de fabricantes estrangeiros. 

E os chineses estão levando a empreitada a sério. No último domingo (18), o avião comercial C919 fez a primeira incursão fora de seu território, realizando um sobrevoo no Singapore Airshow.

Inclusive, foi na feira internacional de aviação que a Comac recebeu seus primeiros pedidos. A  Tibet Airlines, uma companhia aérea proeminente sediada na região do Tibete, na China, fechou um contrato que inclui a aquisição de 40 aeronaves C919 e 10 ARJ.

Segundo a Reuters, além do pedido da Tibet Airlines, o Henan Civil Aviation Development and Investment Group (HNCA), outra estatal chinesa, também assinou um acordo com a Comac para seis modelos derivados do jato regional ARJ21. 

Os modelos ARJ são destinados a combate a incêndios, serviços médicos e gestão de emergências, indicando a abordagem diversificada da Comac em atender várias necessidades de aviação.

A turbulência da China não faz a Airbus tremer

Confirmando a tese de que a turbulência não derruba um avião, a Airbus disse nesta terça-feira (20) que não teme a concorrência chinesa. 

Christian Scherer, CEO do negócio comercial de aeronaves da Airbus, reconheceu que o C919 é um esforço legítimo da China, mas “o mercado é grande o suficiente para a concorrência, saudamos a concorrência”.

“Não queremos enfiar a cabeça na areia... é normal ver mais concorrência”, disse Scherer.

Airbus versus Comac versus Boeing

Considerado um concorrente do Boeing 737 e do Airbus 320, o Comac C919 é um jato de fuselagem estreita desenvolvido pela Comac. 

O modelo foi certificado pela Administração de Aviação Civil da China em setembro de 2022 e entrou em serviço comercial com a China Eastern Airlines em maio do ano passado.

O Comac C919 usa o mesmo motor do avião de passageiros de fuselagem estreita da Airbus, o Airbus A320neo, equipado com motores CFM International LEAP.

Já o ARJ21 é um avião turbofan de curto e médio alcance que pode voar distâncias menores e é usado para voos regionais.

*Com informações da CNBC e da CNN

Compartilhe

NO ORIENTE MÉDIO

Membro do gabinete de Guerra de Israel ameaça pedir demissão caso não haja plano para conflito em Gaza

19 de maio de 2024 - 14:55

Benny Gantz reconheceu o impacto prejudicial que a guerra está tendo sobre os civis, mas insistiu que a “decisividade” é necessária

NO ORIENTE MÉDIO

Helicóptero que levava presidente e ministros do Irã faz pouso forçado; equipes tentam acessar o local

19 de maio de 2024 - 13:23

Houve registro de chuva forte e neblina com algum vento, o que poderia ter causado uma instabilidade na aeronave

SÓ UMA PROMESSA?

Vai fechar o banco central, Milei? A nova declaração do presidente da Argentina sobre o futuro do BC do país

17 de maio de 2024 - 18:45

O presidente argentino está na Espanha e deu diversas declarações polêmicas a um público que o aplaudiu calorosamente; veja o que mais ele disse

O CUSTO DA NOVA ORDEM MUNDIAL

Xi Jinping na Rússia: o presidente da China está disposto a pagar o preço pela lealdade de Putin?

16 de maio de 2024 - 18:37

O líder chinês iniciou nesta quinta-feira (16) uma visita de Estado de dois dias à Rússia e muito mais do que uma parceria comercial está em jogo, mas o momento para Pequim é delicado

UM SUSPIRO

Os juros continuarão altos nos EUA? Inflação de abril traz alívio, mas Fed ainda tem que tirar as pedras do caminho

15 de maio de 2024 - 14:54

O índice de preços ao consumidor norte-americano de abril desacelerou para 3,4% em base anual assim como o seu núcleo; analistas dizem o que é preciso agora para convencer o banco central a iniciar o ciclo de afrouxamento monetário por lá

DESINFLAÇÃO ACELERADA

Boas notícias para Milei: Argentina tem inflação de um dígito e Banco Central promove corte de juros maior que o esperado

15 de maio de 2024 - 10:19

Os preços tiveram alta de 8,8% em abril, em linha com o esperado pelo mercado, que estimavam um avanço de preços entre 8% e 9%

UM PRATO QUE SE COME FRIO

A vingança da China: EUA impõem pacote multibilionário de tarifas a carros elétricos chineses e Xi Jinping quer revanche

14 de maio de 2024 - 20:03

O governo chinês disse que o país tomaria medidas resolutas para defender os seus direitos e interesses e instou a administração Biden a “corrigir os seus erros”

VIVA EL DÓLAR

Vitória para Milei: FMI anuncia novo acordo para desembolsar quase US$ 1 bi em pacote de ajuda à Argentina

13 de maio de 2024 - 15:00

Segundo o fundo, a Argentina apresenta “desempenho melhor que o esperado”, com queda na inflação, reconstrução da credibilidade, programas de consolidação fiscal, entre outros

ESCOLHA A FRANÇA

Em busca de capital estrangeiro, Macron atrai gigantes como Amazon para impulsionar investimentos na França

12 de maio de 2024 - 17:03

O presidente francês garantiu investimentos da Amazon, Pfizer e Astrazeneca, enquanto Morgan Stanley prometeu adicionar empregos no país

TECNOLOGIA EM FOCO

Guerra dos chips: Coreia do Sul anuncia pacote de mais de US$ 7 bilhões para a indústria de semicondutores

12 de maio de 2024 - 13:02

O ministro das Finanças sul-coreano, Choi Sang-mok, disse que o programa poderia incluir ofertas de empréstimos e a criação de um novo fundo

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar