🔴 ESTA CRIPTOMOEDA DISPAROU 4.200% EM 2 DIAS – VEJA SE VALE INVESTIR

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
DISPUTA SOCIETÁRIA

Gafisa (GFSA3): Esh entra na CVM para tirar pedido contra a gestora da pauta de assembleia

Gestora que trava disputa societária na incorporadora quer a interrupção do prazo da assembleia de acionistas da Gafisa até que a autarquia se manifeste sobre o assunto

Montagem com logotipo da Gafisa em formato de interrogação
Montagem com logotipo da Gafisa - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Em mais um round na disputa societária na Gafisa (GFSA3), a Esh Capital pediu a interrupção do prazo para a convocação da assembleia de acionistas da incorporadora, marcada para 7 de fevereiro.

A gestora de Vladimir Timerman pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para julgar uma possível ilegalidade na inclusão de um item da assembleia que vai avaliar a abertura de uma ação judicial contra a Esh.

Desse modo, a gestora quer a interrupção do prazo para esse item específico da pauta até que a autarquia se manifeste sobre o assunto. Em comunicado, a Gafisa informou que vai avaliar o pedido.

Enquanto isso, as ações da incorporadora na B3 passam por uma extrema volatilidade desde a convocação da assembleia, feita a pedido da própria Esh. O mercado atribui o movimento à compra dos papéis por acionistas que querem votar na AGE.

No pregão desta quarta-feira, as ações da Gafisa (GFSA3) recuavam 0,72%, por volta das 11h20, a R$ 11,00. Para efeito de comparação, os papéis estavam próximos ao patamar de R$ 6,00 antes da disputa mais recente.

A DINHEIRISTA - Serasa foi só o começo: “estou sendo processada e meus bens foram bloqueados por dívida com a faculdade”

Esh x Tanure: a história da assembleia

A Esh entrou com o pedido de convocação da assembleia de acionistas no fim de dezembro. Conhecida pelo ativismo, a gestora defende a suspensão dos direitos políticos de veículos de investimento supostamente ligados ao empresário Nelson Tanure na companhia.

Dias depois, contudo, dois acionistas pediram a inclusão na pauta da AGE de um pedido para que a administração da Gafisa "apure e avalie todos os prejuízos causados" pela Esh.

Além disso propõem que a companhia abra uma ação de responsabilidade contra a gestora de Vladimir Timerman, "contemplando pedido de bloqueio das ações".

Um dos autores do pedido é o fundo Estocolmo, que a Esh alega ser um dos veículos por meio dos quais Tanure detém participação na Gafisa.

O outro autor do pedido é o Ravello. Não se sabe quem está por trás do fundo, mas uma consulta à carteira mostra que, além da Gafisa, o Ravello tem posição em ações da Azevedo e Travassos — que também possui Tanure como acionista.

A Gafisa já tentou no ano passado convocar uma assembleia para votar um pedido contra a Esh, mas a CVM determinou que a incorporadora retirasse o item da pauta.

Entenda a disputa entre a Esh e Tanure

Conhecida pelo ativismo, a Esh Capital entende que Tanure deveria lançar uma oferta pública de aquisição (OPA) pelas ações da Gafisa na B3.

O estatuto da incorporadora prevê a realização da uma oferta quando um acionista ultrapassa os 30% do capital. O mesmo estatuto estipula que o acionista pode ter a suspensão dos direitos na companhia caso não faça a OPA.

No entendimento da gestora, o empresário ultrapassou esse limite e, portanto, teria que realizar a oferta aos demais acionistas. Essa participação estaria oculta em veículos sob gestão da Planner Corretora, Trustee DTVM e do Banco Master.

Aliás, esta não é a primeira vez que a Esh pede uma assembleia para tratar do tema. No início do ano passado, os acionistas da Gafisa rejeitaram a proposta de suspender os direitos políticos de Nelson Tanure e outros investidores supostamente ligados a ele.

Na ocasião, as instituições negaram ligações entre si e com Tanure. Agora, a Esh traz novos argumentos que supostamente provariam o vínculo entre os acionistas para embasar o pedido de assembleia. Você pode ler a íntegra da manifestação da gestora aqui.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai 3% na semana com peso da política monetária dos EUA e Petrobras (PETR4); dólar sobe a R$ 5,16

24 de maio de 2024 - 17:38

RESUMO DO DIA: A semana que parecia não ter fim acabou, mas sem alívio nos mercados: o Ibovespa completou seis pregões consecutivos de queda. O principal índice terminou o dia com baixa de 0,34%, aos 124.305 pontos. Na semana, o recuo acumulado foi de 3%. Já o dólar à vista avançou 0,27% ante o real […]

DESTAQUES DA BOLSA

Os números do PagBank (PAGS34) que ‘brilharam’ os olhos dos analistas e fazem as ações subirem na B3 e em NY 

24 de maio de 2024 - 14:53

A companhia teve um lucro líquido recorrente de R$ 522 milhões no primeiro trimestre, um crescimento de 33% na base anual

FUNDOS IMOBILIÁRIOS HOJE

Alianza Trust (ALZR11) fecha compra de imóveis do Oba Hortifruti; veja se há impacto nos dividendos do fundo imobiliário

24 de maio de 2024 - 11:47

A operação foi realizada na modalidade de “sale & leaseback”. Ou seja, os ativos serão locados pelo próprio vendedor

COMO SE ESPERAVA

Conselho de administração aprova e Magda Chambriard assume a presidência da Petrobras (PETR4)

24 de maio de 2024 - 9:41

Reunião do conselho de administração da Petrobras ocorreu na manhã desta sexta-feira; Magda Chambriard sucede Jean Paul Prates à frente da empresa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) e mau humor de Nova York pesam e Ibovespa cai pela quinta vez consecutiva; dólar tem leve queda 

23 de maio de 2024 - 17:33

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou romper o ciclo de quedas, mas a aversão ao risco dominou os investidores após dados econômicos mais fortes que o esperado nos Estados Unidos. Pela quinta vez consecutiva, o principal índice da bolsa brasileira fechou em queda de 0,74%, aos 124.729 pontos. O dólar fechou próximo da estabilidade […]

GRUPO DOS EXCLUÍDOS

B3 enquadra Infracommerce (IFCM3) para abandonar a condição de ‘penny stock’, mas solução ainda não foi encontrada  

23 de maio de 2024 - 10:35

Entre o período de 22 de março e 7 de maio deste ano, a dona da bolsa de valores acompanhou as cotações da companhia

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai 1% e volta aos 125 mil pontos com NY após ata do Fed; dólar sobe a R$ 5,15

22 de maio de 2024 - 17:10

RESUMO DO DIA: Os olhos dos investidores ficaram concentrados no exterior com a ata da última reunião do Federal Reserve (Fed). Por aqui, o Ibovespa acompanhou a deterioração das bolsas de Nova York, além da repercussão do noticiário corporativo local — que segue agitado com o fim da temporada de balanços. O índice terminou o […]

DESTAQUES DA BOLSA

Por que as ações da XP despencam 15% após o balanço do primeiro trimestre?

22 de maio de 2024 - 12:17

A corretora reportou lucro líquido de R$ 1 bilhão no período, alta de 29% ante os R$ 796 milhões registrados no início do ano passado

AÇÃO ESTÁ CARA?

XP tem apenas um motivo para rebaixar a recomendação das ações da Embraer (EMBR3) — e é por causa de uma assimetria

22 de maio de 2024 - 11:54

Para os analistas, a companhia deixou de atravessar os céus abertos e atingiu a ‘altitude de cruzeiro’ neste momento

EM BUSCA DE SALVAÇÃO

Unidas por Lemann? Americanas (AMER3) propõe grupamento de ações para deixar de ser ‘penny stock’ e abre espaço para aumento bilionário de capital

22 de maio de 2024 - 10:35

Na última terça-feira (21), as ações fecharam a R$ 0,53 na B3; veja o que muda para o acionista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar