O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-09T22:06:51-03:00
Carolina Gama
SERVIÇOS FINANCEIROS

Maquininhas com dias contados? Apple usa iPhone como arma na briga dos pagamentos por aproximação

No Brasil, a Stone já deu um passo nessa direção com o TapTon, ferramenta que permite transações de crédito ou débito por meio de cartões de aproximação através do celular

8 de fevereiro de 2022
18:07 - atualizado às 22:06
Foto de um iPhone da Apple
Imagem: Shutterstock

A vida das maquininhas de cartão ficou mais difícil com a chegada do Pix. E, agora, o setor terá que enfrentar um peso-pesado da tecnologia: a Apple. A gigante trilionária anunciou um recurso que permitirá o uso do iPhone para pagamentos por aproximação. 

O ponto forte do serviço é que o Tap to Pay permitirá que empresas e varejistas aceitem a carteira Apple Pay, cartões de crédito e débito por aproximação, assim como outras carteiras digitais, sem qualquer outro hardware necessário.

Embora essa seja uma novidade nos Estados Unidos, aqui no Brasil, a Stone já deu um passo nessa direção com o TapTon, ferramenta que permite transações de crédito ou débito por meio de cartões de aproximação (NFC) através do celular.

O anúncio é a mais recente investida da gigante da tecnologia no setor de serviços financeiros. Atualmente, a empresa de Tim Cook opera o Apple Pay, um serviço de pagamento sem contato; o Apple Pay Cash, um serviço de pagamentos peer-to-peer; e o Apple Card, um cartão de crédito orientado a aplicativos para iPhone operado em conjunto com o Goldman Sachs.

Novidade da Apple chega primeiro nos EUA

A função Tap to Pay estará disponível tanto para plataformas de pagamento quanto para desenvolvedores que queiram integrar o serviço aos seus aplicativos de iOS. 

Inicialmente, o pagamento por aproximação via iPhones estará limitado aos Estados Unidos. O recurso usará o chip NFC dos celulares da Apple e também aceitará Apple Pay, Visa, American Express, Mastercard e Discover.

Stripe e Shopify Point of Sale serão as primeiras a implementar o serviço. Embora não haja uma data definida, espera-se que o serviço seja lançado a partir de março nos Estados Unidos.

Receita com serviços em alta

A Apple registrou US$ 19,52 bilhões em receita de serviços no primeiro trimestre fiscal de 2022, que corresponde ao período de outubro a dezembro de 2021, um salto de 24% em base anual. O Apple Pay e o Apple Card são pequenos componentes desse segmento.

"À medida que mais e mais consumidores estão utilizando o Tap to Pay em carteiras digitais e cartões de crédito, esse recurso no iPhone fornecerá às empresas uma maneira segura, privada e fácil de aceitar pagamentos sem contato", disse Jennifer Bailey, vice-presidente da Apple Pay e Apple Wallet da Apple.

A big tech indicou ainda que não terá acesso ao que está sendo comprado ou quem está comprando via seu novo recurso. Segundo a empresa, os dados de pagamento são criptografados e protegidos pela mesma tecnologia usada para o seu Apple Pay.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies