🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-03T18:34:39-03:00
Camille Lima
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Temores com alta dos juros nos EUA interrompem sequência de ganhos do Ibovespa e índice recua 0,75% na semana; dólar fecha em queda de 0,2%, a R$ 4,77

3 de junho de 2022
9:11 - atualizado às 18:34

RESUMO DO DIA: Bolsas internacionais operam sem direção definida, à expectativa do payroll nos Estados Unidos, que amarga o bom humor desta sexta-feira. Ibovespa aguarda divulgação dos PMIs de serviços e composto.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

FECHAMENTO DO IBOVESPA

Fora o tropeço na segunda-feira (30), o Ibovespa caminhava para encerrar a semana no azul, com uma sequência de quatro altas consecutivas. Mas, eis que, nesta sexta-feira (3), caiu água no chopp do principal índice acionário brasileiro.

E o responsável por estragar o happy hour da B3 foi uma notícia que é positiva para a população norte-americana, mas péssima para as bolsas: a forte criação de empregos em maio.

Por aqui, um velho conhecido também deu as caras: o risco fiscal. A renovação das preocupações nessa área ocorreu após o governo admitir que não descarta apelar para novo estado de calamidade pública.

SAIBA MAIS

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Depois de abrir a semana dando a impressão de que caminharia para próximo dos R$ 4,70, o dólar acabou começando junho com uma alta importante, o que fez com que a moeda norte-americana acabasse ganhando força.

Nesta sexta-feira, o dólar recuou 0,20% e vale R$ 4,7787. Na semana, a valorização ficou em 0,50%. O euro, por sua vez, recuou 0,39% e vale R$ 5,1275. Na semana a moeda avançou 0,94%.

VEJA O QUE MOVIMENTOU O CÂMBIO HOJE

IBOVESPA CAMINHA PARA QUEDA

Em um dia negativo para os mercados acionários no Brasil e no exterior, o Ibovespa caminha para um fechamento vermelho.

Por volta das 16h25, o índice recuava 1,06%, a 111.207 pontos.

O dólar, que chegou a subir pela manhã, recuava 0,07% no mesmo horário, a R$ 4,784.

MUSK NA GAIOLA?

O passarinho azul cansou de esperar. Agora, Elon Musk foi encurralado à gaiola. O Twitter (TWTR34) informou que o período de espera para a compra da rede social pelo CEO da Tesla chega ao fim nesta sexta-feira (03).

Em abril, Elon Musk propôs um acordo para a aquisição da rede social por US$ 44 bilhões, sendo US$ 54,20 por ação.

As negociações precisam ser concluídas ainda nesta semana e passar pelo crivo dos trâmites legais para serem efetivadas.

SAIBA MAIS AQUI

O Ibovespa segue em terreno negativo, com queda de 1,10%, aos 111.162 pontos.

O dólar à vista, por sua vez, o dólar é negociado a R$ 4,7933, uma queda de 0,09%.

100 DIAS DE GUERRA

Em 24 de fevereiro, às 5h30 (horário de Moscou), os canais de televisão estatais russos interromperam a programação para transmitir um discurso do presidente Vladimir Putin anunciando uma “operação militar especial” no leste da Ucrânia. Começava uma guerra que já dura 100 dias.

Mas, se Putin esperava uma guerra rápida e fácil, com pouca oposição ucraniana ou internacional — como na tomada da Crimeia, em 2014 — certamente ele está desapontado.

CONFIRA AQUI TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A INVASÃO DA UCRÂNIA PELA RÚSSIA

SOBE E DESCE

O Ibovespa segue o movimento negativo observados nas bolsas norte-americanas no início desta tarde.

Por volta das 13h35, o principal índice acionário da B3 recuava 0,93%, aos 111.394 pontos.

Veja quais ações lideram a ponta negativa do Ibovespa:

CÓDIGO NOME ULT VAR
CASH3 Meliuz ON R$ 1,82 -5,70%
MGLU3 Magazine Luiza ON R$ 3,61 -5,00%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 15,86 -4,74%
POSI3 Positivo Tecnologia ON R$ 8,28 -4,28%
AMER3 Americanas S.A R$ 18,71 -4,25%

Confira também as maiores altas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
NTCO3 Natura ON R$ 17,67 3,27%
RADL3 Raia Drogasil ON R$ 21,44 1,42%
GETT11 Getnet units R$ 4,53 1,34%
TAEE11 Taesa units R$ 41,17 0,98%
PETR3 Petrobras ON R$ 33,20 0,85%
MAR VERMELHO EM WALL STREET

A situação em Wall Street fica cada vez mais nebulosa para as bolsas de valores.

Os principais índices de Nova York aprofundam as quedas desta manhã, com destaque para a bolsa de tecnologia Nasdaq, que chegou a cair quase 3%.

Enquanto o Dow Jones caía 0,92% por volta de 12h40 e o S&P 500 tinha queda de 1,58%, no mesmo horário,  o Nasdaq recuava 2,52%, aos 12.006 pontos. A derrocada é puxada pelas ações da Tesla (TSLA), que amargaram perdas de 8,09% no mesmo horário.

O movimento negativo da fabricante de veículos elétricos começou com o anúncio de que o CEO Elon Musk quer cortar a força de trabalho da empresa em 10%.

Depois, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse à imprensa que ignorará o “sentimento super ruim” de Musk em relação à economia norte-americana e ainda brincou: “Muita sorte em sua viagem à lua”.

Ibovespa renova mínima do dia e recua 1,23% por volta de 12h08, aos 111.008 pontos.

O dólar à vista sobe 0,12% no mesmo horário, cotado a R$ 4,8024.

Além de derrubar os mercados em Nova York, a aversão ao risco dos investidores depois do payroll fez ações de varejistas, mineradoras, construtoras, operadoras de saúde e de consumo despencarem na B3 nesta manhã.

O receio voltou a pesar sobre as bolsas devido à expectativa de que o Fed vai colocar o pé no acelerador dos juros para conter a inflação.

O Méliuz (CASH3) lidera as quedas do Ibovespa por volta das 11h10, com baixa de 5,18%, seguido por Magazine Luiza (MGLU3), que recuava 4,21%, Yduqs (YDUQ3), com desvalorização de 3,90%, Americanas (AMER3), -3,74%, e Positivo (POSI3), que caiu 3,35%.

Apenas nove papéis avançavam na B3 às 11h10. A Natura (NTO3) lidera os ganhos, com alta de 2,22%.

A Petrobras (PETR3) também tenta aliviar as baixas e sobe 0,64% na bolsa brasileira, acompanhando o movimento positivo do petróleo.

Por volta das 11h20, a commodity do tipo Brent avançava 0,95%, a US$ 118,73 o barril.

 

PMIS AQUI E LÁ FORA

A S&P Global divulgou nesta sexta-feira os  os índices gerentes de compras (PMIs, na sigla em inglês) do setor de serviços e composto do Brasil, EUA e Zona do Euro.

No Brasil, o PMI de serviços recuou em maio, ao passar de 60,6 em abril para 58,6 no último mês. 

Por sua vez, o PMI composto, que inclui indústria e serviços, caiu de 58,5 em abril para 58,0 em maio.

Apesar o recuo, o resultado acima de 50 indica que houve crescimento da atividade econômica.

Já nos Estados Unidos, o índice gerente de compras de serviços passou de 55,6 em abril para 53,4 em maio.

Enquanto isso, o PMI composto recuou de 56 a 53,6 entre abril e maio.

As principais bolsas dos Estados Unidos operam em queda nesta manhã e a cautela do exterior contagiou o Ibovespa, que já estava de mau humor desde o pré-mercado.

O principal índice da B3 renovou as mínimas do dia. Por volta das 10h40, o indicador recuava 0,72%, aos 111.581 pontos.

Em Nova York, as quedas foram mais profundas. Com o payroll melhor que o esperado, o fantasma do duro aperto monetário nos EUA retornou para assombrar os investidores, com a expectativa de que o Fed vai acelerar a escalada dos juros.

O Dow Jones caiu 0,61%, acompanhado pelo Nasdaq, com baixa de 1,70%, e pelo S&P 500, com recuo de 1,13%.

O Ibovespa reduziu as perdas e encerrou o leilões de abertura em queda de 0,66%, aos 111.655 pontos.

Por sua vez, o dólar à vista passou a caminhar no vermelho após divulgação do payroll. No mesmo horário, a moeda norte-americana era negociada em queda de 0,09%, cotada a R$ 4,7920.

Ibovespa futuro aprofunda quedas para 0,81% e perde o patamar de 112 mil pontos, aos 111.960 pontos.

Por sua vez, o dólar à vista avança 0,48%, cotado a R$ 4,8194.

PAYROLL ACIMA DAS EXPECTATIVAS

Os Estados Unidos criaram 390 mil empregos em maio, de acordo com o relatório de emprego (payroll) do Departamento de Trabalho norte-americano.

O resultado veio acima das projeções de 328 mil postos segundo analistas consultados pelo Broadcast.

A taxa de desemprego se manteve em estabilidade no mês passado, a 3,6%. As expectativas eram de 3,5%.

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

O nosso colunista Nilson Marcelo identificou uma oportunidade de swing trade na B3 hoje: a compra dos papéis da Indústrias Romi (ROMI3).

Confira a recomendação na íntegra.

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

A produção industrial subiu 0,1% em abril em relação a março deste ano, segundo dados do IBGE.

O avanço veio em linha com o esperado pelo mercado. As projeções dos analistas consultados pelo Broadcast iam de queda de 1% a alta de 1%.

No comparativo anual, o indicador teve queda de 0,5%. O recuo também está dentro das expectativas dos analistas, que esperavam desde baixa de 2,4% a avanço de 0,9%.

Desse modo, a produção acumulou baixa de 3,4% em 2022 e de 0,3% nos 12 meses encerrados em abril.

O Ibovespa futuro abriu a sessão desta sexta-feira em queda de 0,54%, aos 102.265 pontos.

O dólar à vista começou o dia em alta, negociado em valorização de 0,42% no mesmo horário, cotado a R$ 4,8168.

BOLSAS PELO MUNDO

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira, influenciadas pelo bom desempenho dos mercados em Wall Street no último pregão.

Por falar das bolsas norte-americanas, os futuros de Nova York não conseguiram sustentar o bom humor de ontem nesta manhã, afetados pela expectativa dos investidores pelo tão aguardado payroll de maio.

Na Europa, os mercados operam com leves ganhos pela manhã, também à espera do relatório de emprego nos Estados Unidos.

Confira aqui:

  • Dow Jones futuro: -0,40%
  • S&P 500 futuro: -0,62%
  • Nasdaq futuro: -1,02%
  • Euro Stoxx 50: +0,06%
  • Xangai (China): +0,42% (fechado)
  • Nikkei (Japão): +1,27% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 117,38 (-0,20%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 140,47 (+3,77%)
TESLA EM QUEDA

Os futuros das bolsas de Nova York ainda estão sendo pressionados pela queda das ações da Tesla antes da abertura dos mercados.

O movimento negativo veio após o CEO da fabricante de veículos elétricos, Elon Musk, anunciar que cortará em 10% os empregos na empresa.

Os papéis TSLA recuam 4,78% no Nasdaq, a bolsa de tecnologia norte-americana, negociados a US$ 737,96.

ESQUENTA DOS MERCADOS

A tensão dos investidores, à expectativa do payroll nos Estados Unidos, amarga o bom humor desta sexta-feira (03).

Isso porque o relatório de empregos norte-americano pode influenciar nos próximos passos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) em relação aos juros.

A tendência é que, se os dados vierem piores que o esperado, isso impeça o Fed de assumir uma postura mais dura em relação às taxas.

A agenda econômica desta sexta-feira vem recheada, tanto no cenário doméstico quanto lá fora. O principal dado esperado hoje é justamente o payroll de maio, que sairá às 09h30. O calendário dos EUA ainda reserva o índice ISM de serviços de maio.

Hoje serão divulgados pela S&P Global os índices gerentes de compras (PMIs) do setor de serviços e composto do Brasil, EUA e Zona do Euro.

No Brasil, ainda sairão os dados de produção industrial de abril pelo IBGE.

Prepare-se para o dia e saiba o que movimenta a bolsa, o dólar e o Ibovespa hoje.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

A UM PASSO DA REGULAÇÃO

Parecer da lei de criptomoedas retira propostas que dão mais segurança ao investidor; confira mudanças no texto

5 de julho de 2022

O texto precisa ser aprovado em sessão no plenário da Câmara; sem maiores alterações, vai para a sanção presidencial

É CEDO OU TARDE DEMAIS…

UBS vê potencial de valorização menor para Hapvida — será que é hora de dar adeus à HAPV3?

5 de julho de 2022

O banco cortou o preço-alvo das ações, de R$ 15,40 para R$ 9,00, o que representa um potencial de valorização de 49% em relação ao fechamento de segunda-feira (05)

O MEDO SE ESPALHA

Por que o petróleo tomba mais de 10% e arrasta as ações da Petrobras (PETR4) e PRIO (PRIO3) hoje

5 de julho de 2022

A projeção pessimista vem em um momento em que as cotações estão sob pressão. Desde o início do ano, quando as tensões entre Rússia e Ucrânia se intensificaram, o preço do barril saltou mais de 40%

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

ELEIÇÕES 2022

Pode isso, Arnaldo? Lula critica orçamento secreto enquanto oposição discute divisão das verbas em 2023

5 de julho de 2022

O orçamento secreto envolve a distribuição, sem transparência, de recursos federais a redutos eleitorais de deputados e senadores. O governo usa os pagamentos para comprar apoio político no Congresso.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies