⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-16T17:22:57-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Cautela segue em alta no exterior e Ibovespa cai quase 1%; dólar desacelera ganhos

16 de setembro de 2022
9:04 - atualizado às 17:22

RESUMO DO DIA: Com a agenda esvaziada, as bolsas internacionais operam em tom negativo nesta sexta-feira (16). Os investidores seguem mais cautelosos na expectativa de alta de juros americanos pelo Federal Reserve e elevação da taxa Selic pelo Banco Central do Brasil, na próxima semana. O Ibovespa tende a acompanhar o exterior.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

O Ibovespa encerrou a semana com um recuo acumulado de 2,69%. Nesta sexta-feira, a queda foi de 0,61%, aos 109.280 pontos.

O dólar à vista encerrou o dia em alta de 0,38%, a R$ 5,2592.

ALERTA PÓS LEILÃO

O Bank of America manteve a recomendação de compra para as ações da Ecorodovias (ECOR3), mas alertou para os riscos ligados ao capex (investimentos) depois que a empresa arrematou um lote de rodovias no noroeste paulista.

A Ecorodovias venceu na quinta-feira (15) o leilão com um lance de R$ 1,23 bilhão, um ágio de mais de 16.000% em relação à outorga mínima estabelecida pelo governo, de R$ 7,6 milhões.

O pacote arrematado abrange 600 quilômetros de rodovias que atravessam municípios como São José do Rio Preto, Araraquara, São Carlos e Barretos e demandará investimentos estimados da ordem de R$ 10 bilhões.

O BofA lembra que a Ecorodovias ganhou outras duas concessões, somando mais de R$ 20 bilhões em capex exigidos. Nos cálculos do banco, com esse novo lance, o compromisso de capex da ECOR3 vai subir para R$ 47 bilhões — que, junto com a alavancagem, são considerados elevados pelo banco.

Ainda assim, o Bank of America recomenda a compra das ações ECOR3, com preço-alvo de R$ 11,10 — o que representa um potencial de valorização de 107% em relação ao fechamento de ontem, quando os papéis fecharam com queda de 11%.

Hoje, as ações recuperam parcialmente as perdas da sessão anterior, operando com mais de 2% de alta rumo ao fechamento do pregão.

O barril do Brent voltou a ter um dia de avanço, fechando a sexta-feira em alta de 0,56%, a US$ 91,35.

MELHORES DESEMPENHOS

Com a aversão ao risco imperando, a BB Seguridade segue sendo o grande destaque da semana, ainda surfando uma melhora de perspectivas do mercado para a companhia. Os analistas enxergam com bons olhos os últimos resultados operacionais da companhia, que mostrou alta previsibilidade de crescimento de caixa. Confira:

CÓDIGO NOME ULT VAR
BBSE3 BB Seguridade ON R$ 29,13 2,82%
AMER3 Americanas S.A R$ 16,46 2,11%
BEEF3 Minerva ON R$ 14,07 1,52%
PRIO3 PetroRio ON R$ 27,98 1,01%
GGBR4 Gerdau PN R$ 23,01 0,92%
ELEIÇÕES 2022

Falta pouco mais de duas semanas para o primeiro turno das eleições e a campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, encontra-se diante de uma questão existencial: o que resta fazer para garantir um segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)?

CONFIRA

As bolsas em Nova York seguem operando em forte queda, em compasso de espera pela decisão de política monetária do Federal Reserve na semana que vem. Confira:

  • Dow Jones: -1,25%
  • Nasdaq: -1,78%
  • S&P 500: -1,50%

Enquanto aguarda mais informações sobre as reestruturação que será promovida pela Natura & Co, que busca melhorar os seus resultados operacionais, as ações da companhia reagem com o pior desempenho do dia. Confira:

CÓDIGO NOME ULT VAR
NTCO3 Natura ON R$ 14,87 -11,01%
COGN3 Cogna ON R$ 2,64 -6,38%
SBSP3 Sabesp ON R$ 46,55 -5,17%
ALPA4 Alpargatas PN R$ 21,16 -4,38%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 10,95 -4,03%
  • Frankfurt: -1,66%
  • Londres: -0,66%
  • Paris: -1,31%
  • Stoxx-600: -1,35%
COMO ANDAM OS MERCADOS

A sexta-feira tem sido de queda nas bolsas internacionais, com maior cautela dos investidores em relação à trajetória de juros e possível recessão nos EUA.

Além disso, o Banco Central Europeu divulgou, nesta manhã, os dados da inflação de agosto. O CPI avançou 0,6% no mês ante julho, próximo da expectativa de alta de 0,5%.

Já o núcleo do CPI — que exclui os setores de alimentos e energia — avançou 4,3% nos últimos 12 meses na Zona Euro. 

Vale lembrar que, também nesta semana, o EUA apontou um avanço de 0,1% na inflação de agosto.

De olho na próxima reunião do Federal Reserve (Fed), que acontece no dia 21, o mercado projeta uma elevação entre 75 e 100 pontos-base na taxa de juros americana — o que reflete na queda acentuada das bolsas em Nova York, confira: 

  • Dow Jones: -1,03%;
  • S&P 500: -1,27%;
  • Nasdaq: -1,64%.

O Ibovespa acompanha o mau humor do cenário externo e cai a 0,90%, aos 108.965 pontos, ainda que as commodities tenha bons resultados hoje.

O petróleo tipo Brent valoriza a 1,70%, com o barril negociado a US$ 92,39. Contudo,  o minério de ferro em Dalian (China) tem queda de 1,24%, mas ainda negociado acima dos US$ 100.

Por fim, o dólar à vista opera em alta de 0,54%, cotado a R$ 5,2755.

 

 

ITAÚ BBA: SAÍDA DO NUBANK (NUBR33) DA B3 É RUIM

Os planos do Nubank para cancelar o registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e deixar de ser uma empresa listada na B3, anunciados ontem à noite (15), foram mal recebidos pelos analistas do Itaú BBA.

Em relatório, o Itaú BBA considerou o movimento como negativo tanto para os acionistas minoritários brasileiros quanto para a governança corporativa da fintech.

CONFIRA A AVALIAÇÃO COMPLETA DO ITAÚ BBA

 

NATURA (NTCO3) DESPENCA

Após confirmar a reorganização do negócio, a Natura&Co (NTCO3) é a maior queda do dia.

As ações da companhia caem a 10,47%, negociadas a R$ 14,98.

Segundo a Natura, a administração, auxiliada pelo Comitê de Transição, vem promovendo redesenho da estrutura organizacional da companhia, para “torná-la mais leve e eficiente”, bem como para “dar mais autonomia às unidades de negócio”.

Entre as mudanças estão a integração das marcas Avon e Natura LatAm para expansão da presença na América Latina. Além disso, a Aesop e a The Body Shop serão excluídas do guarda-chuva da holding de cosméticos.

IRB BRASIL (IRBR3) SE LIVRA DO REBAIXAMENTO DA S&P

Ainda que polêmicas, as estratégias que o IRB Brasil (IRBR3) vem traçando para sair do sufoco estão funcionando.

Nesta sexta-feira (16), a companhia informou que a agência de classificação de risco S&P retirou seu nome da lista para eventual rebaixamento.

Além disso, a S&P também reafirmou o rating “brAAA” — o mais alto em escala nacional — do IRB, mas com perspectiva negativa.

Na avaliação da agência, a recente emissão de R$ 1,2 bilhão e a venda de ativos, como a própria sede do IRB no Rio de Janeiro, são suficientes para preservar o rating da companhia — por enquanto.

CONFIRA OS DETALHES

BYE, BYE BRASIL: NUBANK (NUBR33) DESPENCA

As ações do Nubank abriram em queda em Nova York nesta sexta-feira (16), no primeiro pregão após a fintech anunciar planos de cancelar seu registro como companhia aberta na CVM.

Logo após a abertura, os papéis chegaram a cair quase 5%.

A queda acompanha os movimentos das bolsas de Nova York, que abriram no vermelho.

ABERTURA DE NOVA YORK

As bolsas americanas mantêm o mau humor do pré-mercado e iniciam o pregão com quedas superiores a !5, nesta sexta-feira.

Os investidores operam com mais cautela de olho na elevação da taxa de juros pelo Federal Reserve (Fed), na próxima quarta-feira (21).

Isso porque o mercado já projeta uma alta entre 75 e 100 pontos-base após o avanço da inflação em 0,1% em agosto, divulgado na última terça-feira (13).

Confira a abertura de Wall Street:

  • Dow Jones: -1,08%;
  • S&P 500: -1,00%;
  • Nasdaq: -1,29%.
SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Confira as maiores altas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
IRBR3 IRB ON R$ 1,21 2,54%
BBSE3 BB Seguridade ON R$ 28,71 1,34%
SUZB3 Suzano ON R$ 44,37 1,23%
EGIE3 Engie ON R$ 39,46 0,43%
GGBR4 Gerdau PN R$ 22,86 0,26%

 

E as maiores quedas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
NTCO3 Natura ON R$ 15,37 -8,02%
SBSP3 Sabesp ON R$ 46,55 -5,17%
MGLU3 Magazine Luiza ON R$ 4,19 -3,46%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 11,07 -2,98%
AZUL4 Azul PN R$ 16,63 -2,75%

Ibovespa abre em queda de 0,97%, aos 108.882 pontos e acompanha mau humor do exterior.

Os investidores mantêm maior cautela, nesta sexta-feira, de olho na elevação das taxas de juros nos EUA, pelo Federal Reserve, e no Brasil, pelo Banco Central.

As reuniões das autoridades monetárias acontecem na próxima quarta-feira (21).

No mesmo horário, o dólar à vista opera em alta de 0,72%, a R$ 5,2850

INFLAÇÃO NA ZONA DO EURO

O Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 0,6% em agosto ante julho na Zona do Euro.

O dado foi divulgado mais cedo pelo Banco Central Europeu (BCE), em linha com a previsão do mercado, que projetava alta de 0,5%.

Na comparação anual, o índice registra alta de 9,1%, conforme o previsto.

Já o núcleo do CPI — que exclui os setores de alimentos e energia — avançou 4,3% nos últimos 12 meses, também em linha com as expectativas dos analistas. 

Os investidores reagem à elevação da inflação, em maior cautela e previsão de nova alta de juros na próxima reunião do BCE. O Euro Stoxx 50 opera em queda de 1,28% nesta manhã.

Na semana passada, a autoridade monetária aumentou em 75 pontos-base a taxa de juros.

O Ibovespa futuro abre em queda de 0,42%, aos 110.160 pontos e acompanha o exterior.

No mesmo horário, o dólar à vista abriu em alta de 0,38%, cotado a R$ 5,2775.

BOLSAS NO EXTERIOR
  • Dow Jones futuro: -0,83%;
  • S&P 500 futuro: -0,88%;
  • Nasdaq futuro: -1,07%;
  • Euro Stoxx 50: -1,14%;
  • Xangai (China): -2,30% (fechado);
  • Nikkei (Japão): 1,11% (fechado);
  • Petróleo Brent: US$ 91,90 (+1,17%);
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 101,92 (-1,24%).
ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! A semana encaminha-se para o fim e os investidores parecem ter jogado a toalha. Pelo menos por hoje.

O sinal vermelho nas bolsas estrangeiras impõe-se como um dos obstáculos para que o Ibovespa recupere-se nesta sexta-feira das perdas acumuladas na semana.

Mas não é único.

Em Wall Street, os índices futuros apontam para mais uma abertura em queda, com o Nasdaq caminhando para sua pior semana desde junho deste ano.

Mas não é só nos Estados Unidos que o clima nos mercados financeiros amanhece em meio a chuvas e trovoadas.

Os principais índices de ações da Europa abriram em queda.

Por lá, os investidores estão preocupados com os riscos crescentes de uma recessão em meio ao aumento das taxas de juro e à persistente volatilidade no mercado de energia.

Como se isso não bastasse, a libra esterlina flerta com sua mais baixa cotação em relação ao dólar desde 1985 e o euro opera abaixo da paridade com a moeda norte-americana.

Para piorar, é improvável que a pressão sobre os ativos de risco diminua antes do meio da próxima semana, quando ocorrerá a chamada Super Quarta.

A Super Quarta é a forma como os investidores locais se referem à coincidência de datas das reuniões de política monetária do Banco Central do Brasil e do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

Apesar de os mais recentes números da inflação nos Estados Unidos continuarem apontando para uma desaceleração na alta dos preços, analistas consideram que o Fed vai manter uma postura agressiva no aperto monetário em andamento por lá.

Por aqui, a bolsa brasileira deve seguir colada no exterior e dificilmente conseguirá apontar para uma direção contrária dada a falta de indicadores locais e corrida eleitoral.

No pregão da última quinta-feira (15), o Ibovespa encerrou o dia em queda de 0,54%, aos 109.953 pontos. O dólar à vista avançou 1,18%, a R$ 5,2391.

Confira o que movimenta a bolsa, o dólar e o Ibovespa nesta sexta-feira (16).

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

SEXTOU COM O RUY

A ação da 3R Petroleum (RRRP3) disparou mais de 20% em uma semana. E pode ser apenas o começo

7 de outubro de 2022 - 6:09

Apesar dos maiores riscos, o potencial de valorização das ações da 3R Petroleum (RRRP3) também é enorme com a expectativa de demanda forte pelo petróleo por mais algumas décadas

A FORÇA DO VENTO

Copel (CPLE6) desembolsa R$ 1,8 bilhão por complexos eólicos no Rio Grande do Norte; veja detalhes

6 de outubro de 2022 - 19:49

A companhia destaca que os dois complexos estão um região que é considerada como “uma das melhores do mundo para a geração de energia de fonte eólica”

ELEIÇÕES 2022

Lula cede espaço para Bolsonaro no Nordeste e perde 9 pontos, segundo pesquisa Genial/Quaest

6 de outubro de 2022 - 19:25

O petista ainda segue liderando as intenções de voto na região onde sempre foi líder absoluto nas pesquisas, mas avanço do rival é um movimento significativo

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa emplaca mais uma alta, a disparada da Mobly (MBLY3) e o Nobel de Literatura; confira os destaques do dia

6 de outubro de 2022 - 18:51

Ao longo desta semana, o Ibovespa e os principais índices de Wall Street estão seguindo caminhos distintos.  Enquanto na B3 a alta do petróleo e a repercussão positiva do primeiro turno das eleições seguem levando a bolsa a patamares cada vez mais próximos dos 120 mil pontos, Nova York continua de olho na inflação e […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa pega carona com o petróleo mais uma vez e vai na contramão de NY; dólar também avança

6 de outubro de 2022 - 18:35

Embora o dólar tenha acompanhado a tensão internacional, o Ibovespa voltou a ir na contramão de Nova York com a ajuda do petróleo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies