⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-13T20:32:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Bolsonaro diz que vai ‘passar a faixa’ e se aposentar caso não consiga se reeleger

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

13 de setembro de 2022
5:47 - atualizado às 20:32
Urna Eletrônica Central das Eleições SD
Urna Eletrônica - Imagem: Shutterstock / Montagem Brenda Silva

RESUMO DO DIA: O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ganhou dois pontos porcentuais na nova rodada da pesquisa Ipec (ex-Ibope) e voltou a flertar com a possibilidade de vitória em primeiro turno. Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro (PL) sinalizou a possibilidade de se aposentar caso não seja reeleito em outubro.

Projeto piloto: TSE aprova testes de integridade com biometria; entenda

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (13) a resolução que cria um projeto piloto do teste de integridade com biometria realizado no local de votação.

 O objetivo é verificar se os votos depositados na urna são os mesmos contabilizados pelo TSE. 

Esse tipo de teste já vinha sendo realizado em eleições anteriores, mas neste ano, o número de urnas que serão avaliadas subiu de 100 para 640.

Antes, o teste era realizado com urnas sorteadas que eram levadas aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). 

A mudança era uma das principais sugestões das Forças Armadas. 

O que Bolsonaro, Lula e Ciro querem para o Brasil? Confira o programa de governo dos presidenciáveis

As eleições deste ano estão sendo marcadas por uma enxurrada de acusações para todos os lados, mas pouco se fala sobre o que Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Ciro Gomes (PDT) planejam para o Brasil caso vençam a corrida ao Palácio do Planalto em outubro. 

Os três presidenciáveis, no entanto, já apresentaram seus respectivos programas de governo.

Um prioriza transformar o Brasil em uma potência econômica, o outro foca na restauração das condições de vida da população e o terceiro destaca aspectos econômicos e educacionais. 

Confira os principais pontos dos programas de governo de Bolsonaro, Ciro e Lula.  

Ciro Gomes nega que está ajudando Bolsonaro com ataques a Lula

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, rebateu nesta terça-feira (13) as críticas de que estaria beneficiando o presidente Jair Bolsonaro (PL) ao intensificar os ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Por que sou candidato? Desculpa, a democracia me permite ser candidato ou preciso pedir permissão ao São Lula para ser candidato? Ah, eles estão muito enganados”, disse Ciro durante evento na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), em Salvador (BA).

O pedetista voltou a dizer que Lula foi responsável pelo surgimento de Bolsonaro e chamou o adversário de “grande traidor do Brasil”.

Será que vai dar? Lula pede ajuda por voto útil em 1º turno

O candidato do PT à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, pediu nesta terça-feira (13) empenho por uma campanha que amplie o chamado “voto útil” que possa levá-lo a uma vitória em primeiro turno.

Ele ainda orientou os aliados a adotar uma linguagem de leve, mas com ânimo e amor.

“Transmitam muita solidariedade e fraternidade nas mensagens que vocês vão dar daqui para frente”, disse ele durante encontro reservado e virtual com comunicadores.

O apelo de Lula pelo voto útil veio um dia após o Ipec reacender no PT a esperança de uma vitória no primeiro turno. 

A pesquisa mostrou Lula com 51% dos votos válidos ante 35% do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição. O foco do ex-presidente é absorver votos antibolsonaristas da chamada terceira via, ou seja, de Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB).

*Com informações do Estadão Conteúdo

Governo de SP: Rodrigo Garcia promete escolas de tempo integral a todos os alunos do ensino fundamental

O governador de São Paulo Rodrigo Garcia (PSDB) disse que, caso seja reeleito,  todos os alunos do ensino fundamental estudarão em escolas de tempo integral no Estado.

Já no ensino médio, o Garcia assumiu compromisso de oferecer o MedioTec, cursos de educação profissional técnica de nível médio na forma concomitante para o aluno das redes públicas estaduais e distrital de educação.

“Isso vai evitar evasão escolar, vai formar o aluno e o jovem para o mercado de trabalho e vai dar oportunidade a ele também de recuperar grande parte desse aprendizado”, afirmou Garcia em sabatina à TV Globo.

Precisa-se de doações: Flávio diz que campanha de Bolsonaro necessita de dinheiro

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou nesta terça-feira (13) que a campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) precisa de recursos e divulgou, nas redes sociais, os dados para que as doações sejam feitas.

No mês passado, o filho do chefe do Executivo viajou para Mato Grosso (MT) e conseguiu arrecadar verba de empresários do agronegócio, que lideram o financiamento à tentativa de reeleição do presidente. No entanto, o comitê bolsonarista ainda avalia que o ritmo de doações está mais lento do que o esperado.

“Surgiu espontaneamente uma campanha de doação de R$ 1,00 para a campanha do Presidente Bolsonaro (assim como há outra de R$ 1.022,00 de produtores rurais). Informo que doação de qualquer valor é bem-vinda, desde que seja do seu coração. E, sim, estamos precisando. Seguem os dados”, escreveu Flávio, no Twitter.

A campanha de Bolsonaro já recebeu R$ 21,9 milhões em doações. Metade do valor saiu do repasse do fundo eleitoral do PL. A outra metade, de pessoas físicas. O maior doador é o produtor de soja sul-mato-grossense Oscar Luiz Cervi, que destinou R$ 1 milhão para o comitê bolsonarista. 

Em 2015, o Supremo Tribunal Federal proibiu doações de empresas para campanhas eleitorais, mas os empresários podem direcionar recursos para políticos como pessoa física. 

Para a eleição deste ano, o PL tem disponível R$ 268 milhões do fundo eleitoral. No entanto, o foco é eleger uma bancada grande de deputados em outubro. (Estadão Conteúdo)

Bolsonaro sinaliza que vai se aposentar se não conseguir reeleição

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou a possibilidade de se aposentar caso não seja reeleito em outubro.

Numa entrevista concedida em um podcast orientado ao público cristão, Bolsonaro falou em “passar a faixa” e recolher-se.

“Se essa for a vontade de Deus, eu continuo. Se não for, a gente passa aí a faixa e vou me recolher, porque, com a minha idade, não tenho mais nada a fazer aqui na terra se acabar essa minha passagem pela política aqui em 31 de dezembro do corrente ano”, declarou.

O comentário vem à tona a menos de 20 dias do primeiro turno das eleições presidenciais.

App do TSE recebe mais de 10 mil denúncias de propaganda eleitoral irregular em menos de um mês

O aplicativo Pardal, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), recebeu 10.870 denúncias de propaganda eleitoral irregular em menos de um mês de campanha.

A maior parte das denúncias envolve campanhas a deputado estadual e Pernambuco é o Estado com mais queixas.

O app criado em 2014 foi atualizado e voltou a funcionar em julho, mas recebendo principalmente denúncias de propaganda antecipada.

Com o início do período de propaganda eleitoral, em 16 de agosto, já com candidatos registrados, o aplicativo passou a receber denúncias de anúncios irregulares, além de compra de votos, uso da máquina pública e outros crimes eleitorais.

Conforme o TSE, as denúncias são distribuídas para a Justiça Eleitoral, de acordo com o município informado. A apuração delas compete ao Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral).

Das mais de 10 mil denúncias recebidas até agora, 1.485 envolvem a campanha para a Presidência da República.

TRE-RJ barra candidatura do 'faraó dos bitcoins'

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) barrou a candidatura de Glaidson Acácio dos Santos (DC), conhecido como ‘faraó dos bitcoins’, a deputado federal.

A decisão foi tomada por unanimidade. Santos está preso preventivamente sob suspeita de comandar um esquema de pirâmide com criptomoedas.

Os desembargadores decidiram que Glaidson deveria ficar inelegível por constar como sócio em empresas denunciadas por crimes contra o sistema financeiro nacional. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O caso veio a público em agosto do ano passado na Operação Kryptos.

A Polícia Federal (PF) revelou um esquema bilionário de transações fraudulentas no mercado de criptomoedas iniciado em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, e atribuído a Glaidson.

Pesquisa Ipec: Lula tem 17 pontos de vantagem sobre Bolsonaro em segundo turno

A nova rodada da pesquisa Ipec (ex-Ibope) sinaliza uma possível vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em primeiro turno.

Entretanto, a necessidade de um tira-teima entre Lula e o presidente Jair Bolsonaro (PL) segue no radar.

E, caso a votação vá para o segundo turno, Lula tem 17 pontos porcentuais de vantagem sobre Bolsonaro.

Se a votação ocorresse hoje, Lula teria 53% dos votos, contra 36% de Bolsonaro.

Em termos de rejeição, 50% dos eleitores dizem que não votariam pela reeleição de Bolsonaro sob nenhuma circunstância. Já a rejeição a Lula encontra-se em 35%.

A pesquisa ouviu 2.512 pessoas entre 9 e 11 de setembro em 158 municípios. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Confira a agenda dos candidatos hoje

Quase todos os candidatos à Presidência da República  têm agenda pública prevista para esta terça-feira, 12 de setembro.

Somente José Maria Eymael (DC) e Léo Péricles (UP) não divulgaram compromissos hoje.

Confira a seguir as agendas dos candidatos:

Ciro Gomes (PDT): Participa da inauguração do comitê do PDT em Irecê, na Bahia. À tarde, Ciro vai à Apae e se encontra com pessoas com deficiência na cidade de Pituba. À noite, Ciro tem live agendada que será transmitida de Salvador.

Felipe D’Ávila (Novo): O candidato cumpre agenda em Curitiba e Região Metropolitana. De manhã ele faz caminhada no calçadão da XV de São José dos Pinhais e às 11h30 faz visita à Associação Comercial e Industrial de São José dos Pinhais (Aciap). Já em Curitiba, às 14h, ele faz visita ao Recanto da Esperança. No fim do dia, às 18h, realiza uma caminhada no Calçadão da cidade.

Jair Bolsonaro (PL): O candidato à reeleição participa de motociata e comício em Sorocaba.

Lula (PT): Terá reunião virtual às 9h com comunicadores de partidos aliados, centrais sindicais, comitês populares e movimentos sociais.

Padre Kelmon (PTB): A agenda do candidato será na cidade de Macapá. Padre Kelmon e, seu vice Pastor Gamonal, tomam café da manhã com lideranças participantes da construção do Pacto pela Cristandade.

Simone Tebet (MDB): Na parte da manhã Simone Tebet estará em Salvador. Às 9h30 ela tem uma caminhada no Bairro da Liberdade. Às 10h ela visitará a Associação Cultural Ilê Aiyê. À tarde, por volta das 14h30 ela fará uma visita ao Núcleo de Tecnologia Estratégicas em Saúde da Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande. Às 15h30, a candidata fará uma caminhada pelo bairro Monte Castelo, acompanhada pelo candidato ao governado da Bahia, Pedro Cunha Lima.

Sofia Manzano (PCB): Em Recife, Sofia Manzano visitará um assentamento com a comissão Pastoral da Terra. À tarde, fará panfletagem na Unicap. Logo após, participa de um ato de lançamento da agenda política da Agroecologia, no Sindicato dos Trabalhadores da Previdência Social.

Soraya Thronicke (União): A candidata cumpre uma extensa agenda nas cidades de Ribeirão Preto (SP) e São José do Rio Preto (SP). De manhã, os compromissos são em Ribeirão Preto. Entre eles estão o encontro, às 9h30, com o prefeito da cidade e corpo a corpo com os eleitores às 10h. Na parte da tarde ela visita ao projeto social Novo Mundo, em São José do Rio Preto. Às 19h ela tem encontro com lideranças políticas da cidade.

Vera Lucia (PSTU): Nesta terça, às 9h30, Vera grava entrevista com a Band em São Vicente (SP). Na parte da tarde, às 15h, participa de outra entrevista, desta vez com a TV Santa Cecília em Santos (SP). Mais tarde, às 19h30, Vera participa de live com a Coletiva Mulheres de Quinta, de Ribeirão Preto (SP).

Na CNN, Lula promete replicar ‘fórmula que foi sucesso extraordinário’

O candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, pretende reproduzir a política econômica de seus mandatos anteriores caso seja eleito em outubro.

“Vou insistir na fórmula que foi um sucesso extraordinário”, declarou em sabatina promovida pela CNN Brasil na noite de ontem.

Ele não detalhou, contudo, se a ideia é retomar a política econômica adotada em 2003, sob a gestão Antônio Palocci, e marcada por ajustes fiscais, ou se aplicaria a Nova Matriz Econômica, iniciada em seu segundo mandato pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

Na entrevista, o ex-presidente mais uma vez se distanciou da gestão Dilma Rousseff (PT) – “vou falar do meu mandato” -, garantiu ter responsabilidade fiscal e lembrou os sucessivos superávits primários conquistados em seu governo.

“A economia só funciona bem se eu não gastar mais do que recebo”, destacou o candidato.

Em aceno ao agronegócio, setor com o qual está estremecido após dizer no Jornal Nacional que parte dele é fascista, o candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou na sabatina que entre os produtores de alimentos há “muita gente responsável”, “que cuida do meio ambiente” e “está tentando preservar”.

“Tem empresários grandes no agro que se comportam dignamente”, declarou Lula à CNN Brasil.

Bolsonaro admite que 'aloprou' durante a pandemia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) admitiu na segunda-feira que “aloprou” e “perdeu a linha” na pandemia quando disse que não era “coveiro”.

O comentário do presidente e candidato à reeleição foi feito em entrevista a um podcast para jovens cristãos ao ser questionado sobre o número de brasileiros mortos por covid-19.

“Dei uma aloprada, sim. Perdi a linha”, declarou o chefe do Executivo. “Eu sou o chefe da nação, sei disso. Lamento o que eu falei, não falaria de novo. Você pode ver que de um ano para cá meu comportamento mudou. Minha cadeira é um aprendizado”, emendou.

A resposta foi dada a um entrevistador que perdeu o sogro para a covid-19.

Apesar do comentário, Bolsonaro voltou a defender o “tratamento precoce”, ineficaz contra a doença.

Lula volta a flertar com vitória em primeiro turno

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a flertar com a possibilidade de vitória em primeiro turno.

É o que mostra a nova rodada da pesquisa Ipec (ex-Ibope), contratada pela Rede Globo.

O porcentual de intenção de voto no candidato petista cresceu dois pontos porcentuais em relação à rodada anterior, passando de 44% para 46%, e supera a soma da preferência por todos os seus demais concorrentes.

Entretanto, o resultado encontra-se dentro da margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Jair Bolsonaro, candidato à reeleição pelo PL, permaneceu estável com 31%.

Confira os números:

  • Lula (PT): 46%;
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%;
  • Ciro Gomes (PDT): 7%;
  • Simone Tebet (4%);
  • Soraya Thronicke  (União Brasil): 1%;
  • Felipe D’Avila (Novo): 1%.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O caminho mais seguro

Por que você ainda deve investir em Tesouro Selic, mesmo que os juros tenham parado de subir

7 de outubro de 2022 - 13:19

Para o Itaú BBA, Selic pode permanecer alta por mais tempo do que o mercado espera, e investidor deve manter 60% da sua carteira de títulos públicos em Tesouro Selic

ELEIÇÕES 2022

Simone, Ciro “envergonhado” e até FHC: aonde esses apoios podem levar um eventual governo Lula

7 de outubro de 2022 - 13:15

O petista se movimenta de modo a angariar o máximo apoio possível e confirmar, no fim de outubro, um favoritismo que lhe é atribuído desde sua ressurreição para a política

ELEIÇÕES 2022

Zema, Moro, Garcia e Dallagnol: como esses apoios podem ajudar Bolsonaro no segundo turno?

7 de outubro de 2022 - 13:07

Presidente vem reforçando seu time para a fase final das eleições com nomes da direita da política brasileira; confira os apoios que podem fazer a diferença na reeleição de Bolsonaro

NÃO VAI COLAPSAR?

Ressuscitou? Credit Suisse tenta tranquilizar investidores sobre risco de calote e ações avançam em NY

7 de outubro de 2022 - 12:49

Entre as soluções anunciadas, a instituição financeira recomprará bilhões em dívidas e venderá um famoso hotel de quase 200 anos de história

RECALIBRANDO A CARTEIRA

Rali recente da bolsa brasileira limita potencial de ganhos do Bradesco (BBDC4) e JP Morgan rebaixa ações

7 de outubro de 2022 - 12:38

Com a alta recente e a perspectiva mais conservadora para os resultados do terceiro trimestre, os analistas do JP MOrgan rebaixaram as ações do Bradesco (BBDC4)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies