2021-11-18T19:04:17-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
RECOMENDOU COMPRA

Méliuz (CASH3) avança mais de 10% e lidera altas do Ibovespa hoje; BofA estima que os papéis ainda podem subir mais 79%

Considerando o cenário macroeconômico mais desafiador, o banco de investimentos cortou o preço-alvo das ações, mas o potencial de alta continua elevado

18 de novembro de 2021
14:38 - atualizado às 19:04
Os analistas afirmam que o valuation atual da Méliuz, estimado em 5x EV/Vendas para 2022, é um “ponto de entrada atraente” para os investidores. Imagem: Shutterstock

O prejuízo de R$ 2,9 milhões registrado pela Méliuz (CASH3) no terceiro trimestre, revertendo o lucro de R$ 4,7 milhões reportado há um ano, não azedou o apetite pelas ações da companhia nesta quinta-feira (18).

Os papéis da companhia de cupons de desconto e cashback lideraram a ponta positiva do Ibovespa com alta de 10,22%, a R$ 4,10.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

E o bom desempenho das ações — os papéis já acumulam alta de mais de 12% neste mês — não é o único motivo que a empresa tem para celebrar hoje. Acompanhando de perto os últimos movimentos da Méliuz, o Bank of America elevou de neutro para compra a recomendação para CASH3.

Mas, considerando o cenário macroeconômico mais desafiador, o banco de investimentos cortou o preço-alvo dos ativos de R$ 9,00 para R$ 7,20. Ainda assim, o novo potencial de alta continua elevado: de 79,55% em relação à cotação atual.

“Vemos a Méliuz mais forte hoje, com um histórico de execução rápido, mas forte, junto com M&A e mais talento adicionado à equipe”, escrevem os analistas Fred Mendes e Mirela Oliveira em relatório divulgado mais cedo.  

Ponto de entrada atrativo

Os analistas afirmam que o valuation atual da Méliuz, estimado em 5x EV/Vendas para 2022, é um “ponto de entrada atraente” para os investidores.

O múltiplo, que relaciona o valor das empresas e seu faturamento com vendas, indica se as companhias estão “baratas” ou não em relação a seu valor intrínseco.

Para efeitos de comparação, o relatório destaca que, à época de seu IPO (Oferta Pública Inicial de ações, da sigla em inglês), em novembro do ano passado, o valuation inicial projetado para a Méliuz era similar ao atual, de cerca de 6X EV/Vendas.

Espírito empreendedor agrada

Além dos múltiplos atrativos da companhia, os analistas indicam ainda que o forte histórico de execução da empresa também sustenta a tese de investimento: “a Méliuz passou de 140 funcionários em seu IPO para 800 em 21 de setembro e cerca de 400 ex-fusões e aquisições”.

O espírito empreendedor da companhia, que deve lançar seu próprio cartão em janeiro do próximo ano, também é bem-visto pelo banco de investimentos. “Embora precise de alguns meses de testes, achamos que [o cartão] pode ser um divisor de águas”. 

Os analistas esperam que a iniciativa impulsione os números do próximo ano e abra caminho para o lançamento de novos produtos.

Destaques do balanço

Apesar da visão otimista do BofA, os bons fundamentos da Méliuz ainda não se refletem no resultado financeiro.

Além do prejuízo consolidado, o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, da sigla em inglês) operacional da empresa ficou negativo em R$ 9,3 milhões no terceiro trimestre.

Em nota, a companhia diz que o número é “majoritariamente explicado pelo aumento das despesas na linha de pessoal, o que está em linha com a nossa estratégia”.

A receita líquida, por outro lado, saltou 129% na comparação anual e chegou a R$ 58,7 milhões no período, com a maior parte, ou R$ 51 milhões, vinda das operações no Brasil.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia morno com exterior negativo, mas termina semana com ganho de 1,88%; dólar fecha em alta, mas acumula queda de 1,05% no período

Bolsa terminou o dia em baixa, com dólar e juros em alta, com piora no exterior e preocupações fiscais

CASOS DE FAMÍLIA

Elon Musk pega pesa pesado com o Twitter após integração de NFTs; veja o que o bilionário falou

Rede social passou a permitir que usuários do iOS, sistema da Apple, utilizassem os chamados tokens não fungíveis como fotos de seus perfis

Renda fixa

Nubank lança fundo para reserva de emergência que busca retorno entre 100% e 105% do CDI – mas tem uma pimentinha

Nu Reserva Imediata é o primeiro fundo de renda fixa da família Nu Reserva; embora seja de baixo risco, ele tem opção de investir em títulos privados