Menu
2021-05-17T23:00:55-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanço

De volta aos trilhos? Itaú supera projeções e tem lucro de R$ 6,4 bilhões no 1º trimestre

Resultado do maior banco privado brasileiro representa um avanço de 63,6% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado

3 de maio de 2021
19:17 - atualizado às 23:00
Itaú
Imagem: Shutterstock

Os lucros em alta voltaram para o Itaú Unibanco. Depois de quatro trimestres seguidos em queda, o resultado recorrente do maior banco privado atingiu R$ 6,398 bilhões nos três primeiros meses de 2021.

Trata-se de um avanço de 63,6% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, quando o balanço foi afetado por uma megaprovisão de R$ 10 bilhões para possíveis perdas com o chamado "efeito-covid".

O lucro do primeiro trimestre também superou a estimativa média dos analistas, que apontava para um resultado de R$ 5,7 bilhões, de acordo com dados da Bloomberg.

Com o lucro maior, a rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) do Itaú atingiu 18,5%. Apesar da melhora em relação aos 12,8% do primeiro trimestre de 2020, o retorno ficou abaixo dos 20,9% registrados pelo Santander Brasil.

Provisões em queda, tesouraria em alta

A volta dos lucros em alta do Itaú se deve principalmente à forte queda de 59,2% no chamado custo de crédito, que inclui as despesas com provisões, para R$ 4,1 bilhões.

Lembrando que a base de comparação do primeiro trimestre do ano passado é bem alta porque o banco reforçou o balanço para lidar com perdas com calotes diante da crise com a pandemia da covid-19.

O Itaú também se beneficiou do aumento da margem financeira, que avançou 4,7% em relação aos três primeiros meses de 2020, para R$ 18,6 bilhões.

Esse resultado, contudo, se deu principalmente graças ao resultado da tesouraria do banco, já que a margem no crédito seguiu pressionada e recuou 5,1%.

A carteira de crédito do Itaú encerrou março em R$ 906 bilhões, um avanço de 4,2% no trimestre e de 15% em 12 meses.

O índice de inadimplência se manteve comportado e ficou em 2,3%, estável no trimestre e 0,8 ponto percentual abaixo do primeiro trimestre de 2020.

Mas é sempre bom destacar que os bancos promoveram renegociações de dívidas em meio à crise, então a expectativa é que o nível de calotes aumente nos próximos balanços.

Tarifas e despesas

Outro ponto negativo do balanço do Itaú — pelo menos do ponto de vista dos acionistas — foi a receita com a prestação de serviços e a receita com seguros, que recuou 0,3% no primeiro trimestre, para R$ 11 bilhões.

O resultado está abaixo da projeção do banco para o ano, de um crescimento entre 2,5% e 6,5%.

O peso da competição das novas empresas de tecnologia financeira (fintechs) se reflete nas receitas em cartões, que caíram 4,5%, e na administração de fundos, que apresentou uma queda de 13,1%.

Já as despesas operacionais e com pessoal do Itaú aumentaram 3,2% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, para R$ 12,4 bilhões.

O aumento nos gastos foi puxado pelas operações do banco na América Latina, em razão da variação cambial.

Leia também:

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

IPO da Smart Fit: vai sair da jaula o monstro!

Eu nunca fui muito de academia, confesso. Já tive meus tempos de malhar regularmente, mas nunca consegui tomar gosto pela coisa. Exercícios repetitivos não me cativam, meu negócio sempre foi dançar, de preferência em turma, com professor e horário, se não eu falto. Como você deve imaginar, entre meus colegas jornalistas não é muito diferente. […]

atenção, acionista

Vale eleva valor de dividendo a ser em pago em 30 de junho para R$ 2,189 por ação

No dia 17 de junho, a empresa tinha informado o pagamento de R$ 2,177 de dividendo por ação; demais condições da distribuição não serão alteradas

de olho na inovação

Moeda digital é nova forma de representação da moeda já emitida, diz Campos Neto

Segundo ele, ela não se confunde com os criptoativos, como o bitcoin, que não têm característica de moeda, mas sim de ativos

em audiência

Yellen diz esperar apoio do G-20 para proposta de imposto corporativo global

Grupo das 20 maiores economias do mundo se reúne em julho e deve debater o assunto

retomada

PIB da Argentina sobe 2,6% no 1º trimestre

Na comparação com igual período do ano passado, o avanço foi de 2,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies