Menu
2021-06-07T17:03:35-03:00
Renato Carvalho
Para o alto e avante!

Eve, empresa de mobilidade urbana da Embraer, fecha segunda parceria em uma semana

Hoje foi anunciado acordo com a Helisul para criação do ecossistema de Mobilidade Aérea Urbana no Brasil, com pedido de até 50 veículos eVTOL

7 de junho de 2021
12:37 - atualizado às 17:03
eVTOL Eve
Veículo de mobilidade urbana aérea de subsidiária da Embraer - Imagem: Eve

Há quatro anos, a Embraer começou a apostar seriamente em inovação, e começou a incubar a startup de Mobilidade Aérea Urbana (UAM, na sigla em inglês) Eve, lançada em outubro de 2020. E os investimentos começam a dar frutos neste mês de junho de 2021.

Depois da parceria com a Halo para desenvolver produtos e serviços de UAM nos Estados Unidos e Reino Unido, na semana passada, hoje a Eve anunciou acordo com a Helisu para desenvolver o ecossistema deste novo tipo de transporte urbano no Brasil.

A Halo fez um pedido inicial de 200 veículos, e a Helisul reservou até 50 veículos para as operações no Brasil, com o início das entregas previsto para 2026.

O eVTOL é um veículo projetado para ser 100% elétrico, silencioso, com decolagem e pouso verticais, semelhante aos movimentos de um helicóptero.

A Embraer não divulga os valores investidos na Eve, empresa que foi tornada independente, inclusive com uma gestão separada da fabricante de aeronaves.

O CEO da companhia é André Stein, que liderou o time que lançou os E-Jets E2, segunda geração de jatos comerciais da Embraer.

Em comunicado conjunto, as duas empresas afirmam que o objetivo é “criar um ambiente seguro e escalonável” para expandir a atuação do eVTOL, inclusive com espaços para criação dos chamados “vertiportos”.

Eve e Helisul planejam iniciar a parceria trabalhando em uma prova de conceito, em que helicópteros serão utilizados para validar parâmetros da operação do novo veículo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS (o banco suíço) agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

seu dinheiro na sua noite

Anitta no conselho do Nubank, mais ofertas de ações e o ponto de inflexão do minério de ferro

Acostumado a fazer barulho no mercado, o Nubank fez, nesta segunda-feira, mais um anúncio que deu o que falar: a contratação da cantora e empresária Anitta para integrar o conselho de administração da empresa. A garota do Rio, nascida no bairro suburbano de Honório Gurgel e alçada à fama pelo funk carioca, ocupará uma cadeira […]

linhas 8 e 9

CCR assina acordo de acionistas com RuasInvest no Consórcio Via Mobilidade

Acordo prevê os porcentuais de participação de 80% da CCR e de 20% da RuasInvest no Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9

Microcaps

Panvel (PNVL3): é hora de investir?

A rede Panvel é queridinha no Sul do país. Sua recuperação tem mostrado que ela pode ser uma gema entre as microcaps da Bolsa. Descubra se vale a pena investir nela no Chama o Max de hoje.

sinal verde

Câmara aprova texto-base da MP que viabiliza privatização da Eletrobras

Placar foi de 258 votos contra 136; texto já havia sido aprovado pela Casa, mas voltou depois de alterações no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies