Menu
2020-09-14T12:33:18-03:00
Estadão Conteúdo
fala, ministro

‘Vamos entrar em rota de implosão fiscal’, diz Guedes, sobre novo fundo a estados

Ministro fez um forte discurso contra a criação de fundos para compensar os entes pela reforma tributária

14 de setembro de 2020
12:26 - atualizado às 12:33
Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Alan Santos/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a criação de novos fundos para destinar recursos federais para os Estados e municípios levará a União a uma rota de "implosão fiscal" e seria um "assalto a gerações futuras".

Em evento virtual da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Guedes fez um forte discurso contra a criação de fundos para compensar os entes pela reforma tributária.

Os secretários de fazenda defendem a criação de um fundo de desenvolvimento regional e de um fundo de exportações com recursos da arrecadação federal a ser dividido com Estados e municípios.

"Se anunciarmos que estamos criando mais fundos, a União pode quebrar e vai faltar dinheiro pra todo mundo. Vamos entrar em uma rota de implosão fiscal. Não podemos comprometer recursos que não temos, não podemos bancar", afirmou. "Tudo que conseguimos daqui pra frente vamos dividir, mas não podemos garantir o que não temos".

Guedes disse acreditar que a arrecadação de impostos vai subir nos próximos meses para União, Estados e municípios, mas que é preciso que todos "sigam juntos", sem esperar compensações do governo federal.

Ele afirmou que o governo dividiu o que tinha com os Estados e municípios durante a pandemia. "Não temos condições de duplicar agora. Não podemos ficar esperando que um ente dê garantia para o outro", completou.

Guedes repetiu que quem decide o timing das reformas é o Congresso Nacional e disse ser favorável à criação de um imposto único da União com os Estados e municípios, mas que não cabe ao Executivo propor o tributo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

varejo online

B2W tem alta de 56% nas vendas e diminui prejuízo, que chega a R$ 43,8 milhões

Linha final do balanço é 57% melhor do que há um ano, enquanto mercado falava em prejuízo de R$ 60 milhões no terceiro trimestre; receita teve alta de 58,5% no período

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies