Menu
2020-05-15T06:54:39-03:00
em vídeo

PGR defende no Supremo divulgação parcial de reunião ministerial

Aras afirmou que a divulgação íntegra da reunião ministerial contraria as regras e princípios constitucionais de investigação

15 de maio de 2020
6:54
Augusto Aras
Imagem: Dida Sampaio/Estadão

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu no Supremo Tribunal Federal (STF) apenas a divulgação das falas do presidente Jair Bolsonaro que estiverem relacionadas com a investigação sobre a reunião no Palácio do Planalto, realizada no dia 22 de abril. No parecer, Aras afirmou que a divulgação íntegra da reunião ministerial contraria as regras e princípios constitucionais de investigação.

A manifestação foi motivada pelo pedido do relator do caso, ministro Celso de Mello, que deu prazo de 48 horas para que as partes do inquérito se manifestem sobre a retirada do sigilo da gravação audiovisual da reunião, que foi citada pelo ex-ministro Sergio Moro em depoimento no início do mês. Moro acusou o presidente de tentar interferir na Polícia Federal e citou a reunião como prova.

No entendimento do procurador, somente as falas de Bolsonaro que tratem do objeto da investigação devem ser divulgadas. Segundo Aras, a medida é necessária para cumprir a legislação criminal e para evitar a polarização do inquérito.

“O procurador-geral da República não compactua com a utilização de investigações para servir, de forma oportunista, como palanque eleitoral precoce das eleições de 2022”, afirmou.

Mais cedo, a Advocacia-Geral da União (AGU) defendeu a divulgação de todas as falas do presidente Jair Bolsonaro durante reunião, exceto “falas de outras autoridades que estavam presentes sobre nações amigas” e comentários “potencialmente sensíveis” do ministro das Relações Exteriores e da Autoridade Monetária (Banco Central).

Ontem (13), a defesa de Moro também enviou sua manifestação e defendeu a divulgação da reunião na íntegra.

Após receber todas as manifestações, Celso de Mello vai decidir se o sigilo será retirado de forma total o parcial.

Desde a exoneração de Moro, o presidente nega que tenha pedido para o então ministro interferir em investigações da PF.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

debate sobre fake news

Em reação ao Twitter, Trump assina decreto que reduz poder de empresas de tecnologia

Plataforma havia inserido um alerta de notícia falsa em um tweet do presidente dos EUA; ação da empresa cai

balanço da estatal

Eletrobras tem lucro líquido de R$ 307 milhões no 1º trimestre

Estatal também reportou lucro líquido atribuído aos sócios da empresa controladora de R$ 300,15 milhões, montante 78,53% menor na comparação com o mesmo período do ano passado

fique atento

Receita paga nesta sexta-feira as restituições do 1º lote do Imposto de Renda 2020

Estão sendo depositados R$ 2 bilhões para 901.077 contribuintes

promessa

Se aparecer uma terceira vaga no STF, Augusto Aras entra fortemente, diz Bolsonaro

Segundo o presidente, o atual procurador-geral da República não deve ser indicado para nenhuma das duas vagas que serão abertas

de olho na crise

Senado aprova linha de crédito para profissionais liberais

Medida serve para reduzir os impactos financeiros do setor na pandemia

efeitos da pandemia

França e Itália têm queda de 5,3% do PIB no primeiro trimestre

Retração da ambas as economias evidenciam os impactos da crise do novo coronavírus

de olho no balanço

Hering e Marisa divulgam resultados do trimestre; confira

Hering registrou lucro líquido de R$ 5,043 milhões; Marisa, por outro lado, registrou prejuízo líquido de R$ 107,1 milhões; veja outros números

tentativa de esfriar os ânimos

Alcolumbre se reúne com Bolsonaro e prega ‘pacificação’

Reunião ocorreu horas após o Bolsonaro ameaçar descumprir decisões do Supremo

Exclusivo SD Premium

O erro de Michael Jordan – ­ e como levar dezenas de fundos imobiliários com um clique

O que me parece fazer mais sentido agora é buscar uma boa dose de diversificação e, na atual conjuntura, um belo fundo de fundos imobiliários (famosos FoFs) é uma opção bastante adequada

Sextou com o Ruy

Davi vs Golias: as vantagens de ser um pequeno investidor

Você, investidor comum, possui uma enorme vantagem contra os fundos de investimento bilionários na hora de encontrar as melhores oportunidades de investimento em ações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements