Menu
2020-04-29T11:28:07-03:00
Estadão Conteúdo
crise coronavírus

Mortes por covid-19 devem ser direcionadas a governadores e prefeitos, diz Bolsonaro

Na terça-feira, uma fala do presidente repercutiu após ele ser questionado sobre o número recorde de mortos. “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?”, disse.

29 de abril de 2020
11:27 - atualizado às 11:28
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (29) que não se responsabiliza pelas mortes pela covid-19. Segundo ele, "a conta" deve ser direcionada para os governadores e prefeitos que adotaram medidas de restrição. Ele citou em especial João Doria (PSDB), governador de São Paulo, estado mais afetado pela doença.

"Não adianta a imprensa querer colocar na minha conta essas questões que não cabem a mim", destacou. "O Supremo (Tribunal Federal) decidiu que quem decide essas questões (sobre restrição) são governadores e prefeitos", disse.

Na terça-feira, uma fala do presidente repercutiu após ele ser questionado sobre o número recorde de mortos pelo novo coronavírus registrado nesta terça-feira (28). "E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre", respondeu sobre os números. Bolsonaro chegou a dizer, depois, que se solidarizava com as pessoas que perderam familiares por conta da doença, mas complementou: "É a vida. Amanhã vou eu".

Bolsonaro hoje voltou a lamentar o número de mortes, mas ressaltou que "sabia que ia acontecer". O chefe do Executivo destacou o impacto da pandemia na atividade econômica, repetindo que sua preocupação sempre foi "vidas e emprego".

Bolsonaro falou que a "segundo onda" do desemprego provocará uma "recessão gravíssima". Ele citou as ações do governo de combate a covid-19, como o pagamento do auxílio emergencial e a liberação de recursos extras para a Saúde.

"O que estou fazendo é sugerir ao Ministério da Saúde medidas para a gente voltar rapidamente, tá? Com responsabilidade, (voltar) a uma normalidade. Como disse um parlamentar aqui, os países que adotaram o isolamento horizontal foi onde mais faleceram (sic) gente", disse.

Bolsonaro estava acompanhado de deputados do PSL, seu antigo partido, que defenderam o presidente, o fim do isolamento social e retomada do trabalho. Nesta quarta, o presidente recebeu os parlamentares da legenda para um café da manhã no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro reforçou ainda seu posicionamento contrário a prisões feitas em Estados em função de quebra do isolamento. Segundo ele, essa era uma cobrança que fazia ao ex-ministro da Justiça Sergio Moro. "Vou divulgar agora a última, penúltima, reunião de ministros onde cobrei isso dele (sobre prisões por medidas de restrição)", declarou.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Dados do IBGE

Produção industrial cresce 0,4% em janeiro, mas segue abaixo do nível de 2011

Resultado da indústria divulgado pelo IBGE ficou dentro do esperado pelos analistas, cuja mediana apontava para os mesmos 0,4% de crescimento

Abertura

Ibovespa abre em alta motivado por exterior em recuperação

Wall Street reflete a queda nos Treasuries, títulos do Tesouro, que vem assombrando as bolsas pelo mundo na última semana

O melhor do Seu Dinheiro

Loucura de março

O mês de março é conhecido nos Estados Unidos pelo march madness, quando ocorre o principal torneio de basquete entre universidades do país. Diferentemente daqui, lá não existe categoria de base de clubes – os potenciais atletas passam primeiro pela faculdade, onde suas habilidades são lapidadas antes de irem para a NBA. E com a vantagem […]

Ministro da Economia

Presidente sempre nos apoia no momento decisivo, diz Guedes sobre PEC Emergencial

“A PEC é um compromisso com a saúde do povo e com a responsabilidade fiscal. Agradeço ao presidente Bolsonaro, que, no momento decisivo, sempre nos apoia”, afirmou Guedes

Esquenta dos Mercados

Índices futuros de NY invertem e operam em alta, mas indicador brasileiro cai

Veja o que será destaque para esta sexta-feira (05): Treasuries voltam a pressionar bolsas internacionais e ibovespa pode não resistir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies