Menu
2020-10-08T20:12:09-03:00
Estadão Conteúdo
sem mudanças

Guedes desconversa sobre pressão para fatiamento de Ministério: ‘Conversa fiada’

Aliados políticos do presidente Jair Bolsonaro intensificaram a cobrança sobre o governo para um desmembramento de parte do Ministério da Economia

8 de outubro de 2020
20:11 - atualizado às 20:12
49831576002_7566de40fd_c
Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala em Brasília, em 28 de abril - Imagem: Isac Nóbrega/PR

Em meio à pressão do Centrão para fatiar o Ministério da Economia e recriar as pastas do Trabalho e da Indústria, Paulo Guedes buscou desconversar sobre a possibilidade nesta quinta, 8.

"Não existe isso. É conversa fiada", disse o ministros na chegada à Câmara dos Deputados para participar do lançamento da agenda legislativa da reforma administrativa.

Como mostrou o Estadão, aliados políticos do presidente Jair Bolsonaro intensificaram a cobrança sobre o governo para um desmembramento de parte do Ministério da Economia. A discussão gira em torno da separação da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho da pasta e a recriação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, para ser entregue ao Centrão.

No Palácio do Planalto, como mostrou a reportagem, já se fala no planejamento de uma "pequena reestruturação". Apesar da ameaça de Paulo Guedes perder o status de superministro, auxiliares do presidente dizem que ele segue tendo o respaldo do governo.

Um dos secretários de Guedes, Carlos da Costa, foi indicado pelo governo à presidência do braço de investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o que poderia abrir a oportunidade para as mudanças.

A volta do Ministério de Trabalho e Previdência, antecipada pelo site Poder360, e a recriação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior vêm sendo discutidas desde o início da aliança do Centrão com o presidente Jair Bolsonaro, que se intensificou durante a pandemia e mudou a articulação do governo no Congresso.

A reforma ministerial começou a ser comunicada por líderes do governo, segundo relatos de interlocutores ao Estadão. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também tem acompanhando as conversas de perto e fazendo sondagem entre parlamentares sobre quem poderia ocupar as novas pastas de Trabalho e Indústria.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

começa hoje

Para evitar aglomeração, Via Varejo anuncia Black Friday antecipada

Durante o período, a ideia da campanha é que sejam anunciadas ofertas e vantagens para o cliente em todos os canais.

Infinito e além

SpaceX, de Elon Musk, quer colocar internet em Marte

Deste modo, seria possível criar uma rede de internet banda larga por meio de satélites

Tem grana vindo aí

CMN facilita captação externa com bancos multilaterais e agências

Essas contas serão usadas exclusivamente para depósito dos recursos do empréstimo ou financiamento concedido por esses agentes internacionais.

Forte queda

Governo teve necessidade de financiamento de R$ 366,9 bi em 2019, diz IBGE

O resultado é consequência de um crescimento de 8,6% da receita total, já as despesas totais das três esferas governamentais subiram 4,3%.

PELO TERCEIRO MÊS SEGUIDO

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

As aplicações de até R$ 1 mil representaram 67,42% das operações de investimento no mês. O valor médio por operação foi de R$ 4.602,00.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies