Menu
2020-09-09T20:45:05-03:00
Estadão Conteúdo
presidente faz gestos

Bolsonaro diz que STF é ‘santuário’ da Justiça: ‘Deus me ilumine ao indicar ministro’

Ele também afirmou que o sucessor do ministro Dias Toffoli, Luiz Fux, poderá contar com o apoio do governo federal

9 de setembro de 2020
20:45
Jair Bolsonaro
Imagem: Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro fez uma série de gestos de aproximação ao Supremo Tribunal Federal durante a sessão de despedida do ministro Dias Toffoli da presidência da Corte, no final da tarde desta quarta-feira (9). Após chegar de surpresa, Bolsonaro sentou ao lado de Toffoli e destacou a importância de ter ouvido conselhos sobre a harmonia, o diálogo e o entendimento em momentos difíceis. Ele também afirmou que o sucessor de Toffoli, Luiz Fux, poderá contar com o apoio do governo federal.

Bolsonaro também relembrou que, em breve, será o responsável por escolher um novo ministro para compor o Supremo, começando com a aposentadoria de Celso de Mello. "Cheguei aqui pelo voto e os senhores chegaram pela indicação de um Presidente da República. Peço a Deus que me ilumine quando a oportunidade se fizer presente, pela idade, de indicar alguém que possa cooperar com esta casa, com as suas responsabilidades. Porque aqui, muitas vezes, não apenas no Executivo, está em jogo a felicidade de um povo e o destino de uma nação", disse o presidente.

No início de sua fala, Bolsonaro também afirmou estar "emocionado" pela honra de sentar ao lado de Toffoli e disse que o plenário do STF, é "o verdadeiro santuário para a Justiça brasileira". "Até mesmo a bíblia nos diz como é difícil a missão de julgar, que Deus ilumine cada um dos senhores e das senhoras."

Ao falar sobre a relação com Toffoli, Bolsonaro contou que os dois se conhecem há 20 anos, quando um ainda era deputado federal e o outro "um honrado advogado". "Dizer que a harmonia, o diálogo, o entendimento em momentos difíceis, apesar de (tu) seres (Toffoli) bem mais novo do que eu, isso foi muito importante para o destino do nosso Brasil. Dizer-lhe quando em muitos momentos o chefe do Executivo procurou o Supremo, por muitas vezes, em decisões monocráticas, Vossa Excelência muito bem nos recebeu, e muitas vezes nos surpreendeu com a capacidade de se antecipar a problemas", elogiou.

Em seguida, Bolsonaro afirmou que espera contar com Fux da mesma forma. "Dizer ao prezado ministro Fux, ao qual tive a honra de receber o teu convite (para a posse) há poucos dias e, se Deus quiser, estarei aqui amanhã, torcendo e levando em minhas orações que Vossa Excelência conduza essa Casa da mesma forma que os teus antecessores. Tenho certeza disso", disse.

"Pode contar com o apoio do governo federal, se precisar de nós estamos à disposição. Assim como V. Excelência falou que o que eu precisar do STF, assim como tive com Dias Toffoli, terei também com Vossa Excelência", emendou o presidente.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

DESTAQUES DA BOLSA

Localiza e Unidas caem com temores sobre Cade; JHSF é destaque após prévia do 4º trimestre

Coronavírus, Cade e dólar alto… Confira as razões por trás dos melhores (e piores) desempenhos do dia

fique de olho

BC promove alterações na coleta e na divulgação de dados do Focus

Mudanças começam a partir da próxima terça-feira, dia 19, e estarão disponíveis para cerca de 140 instituições que abastecem a pesquisa

pessimismo com os papéis

Ação da ExxonMobil cai mais de 4% após notícia sobre investigação nos EUA

Gigante do setor energético supervalorizou um ativo-chave da bacia permiana, segundo denúncia; dia é de queda nos mercados

perspectivas para o país

‘É preciso formar profissionais com espírito empreendedor’, diz fundador da Embraer

Ozires Silva diz que a Embraer tem capacidade para se manter competitiva mesmo diante de um cenário adverso que reúne a pandemia da covid-19 e a frustração com o fim do acordo com a Boeing

entrevista

‘Acredito que ainda vale a pena investir no Brasil’, diz presidente da General Motors na AL

Em entrevista, Carlos Zarlenga afirma que o tamanho do mercado brasileiro ainda é atrativo para investimentos no setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies