Menu
2020-02-14T17:35:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Olho em 2022?

Bolsonaro diz não estar preocupado com reeleição: “com trabalho ela vem”

Na convicção do presidente, a recondução ao cargo é “algo natural”

14 de fevereiro de 2020
17:35
Presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa  ao chegar no Palácio da Alvorada
Presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa ao chegar no Palácio da Alvorada - Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil

Em discurso proferido na inauguração de um trecho pavimentado da BR-163, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a reeleição não é fonte de preocupação para ele. Na convicção de Bolsonaro, a recondução ao cargo é "algo natural", advinda do trabalho.

"Não estou preocupado com reeleição. A reeleição é algo natural, se você trabalhar ela vem. E não é com propaganda também. Fiz minha campanha com aproximadamente R$ 2 milhões que vieram através de vaquinha", disse Bolsonaro, que aproveitou a situação para dizer que ele "não precisa do fundão", em referência ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

O presidente deixou claro que o fundão é uma demanda que vem do Congresso. "Quis o Parlamento assim. Paciência, vamos seguir o nosso destino", falou Bolsonaro.

Falando sobre índios

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a mineração em terras indígenas, além do uso dessas terras para cultivo, arrendamento e até construção de hidrelétricas.

"Nós queremos integrar. Não admitimos aquele que querem que o índio permaneça como homem pré-histórico, preso em seu território", defendeu Bolsonaro.

"Apresentamos um projeto que não quer apenas dar direito a que se garimpe em terra indígena. Nós queremos que o índio tenha o mesmo direito que seu irmão ao lado, fazendeiro, tem, de garimpar, cultivar, arrendar sua terra, se for o caso construir PCH (Pequena Central Hidrelétrica), construir hidrelétricas. O índio é nosso irmão e estamos buscando integrá-lo à sociedade", explicou o presidente.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, foi elogiado pelo presidente da República, que acenou também para o Congresso Nacional. "O parlamento vem mudando também", disse Bolsonaro.

Aplaudido pela audiência, Bolsonaro demonstrou orgulho de ter interrompido a demarcação de terras indígenas e também de quilombos. Segundo ele, tais demarcações são "inadmissíveis". Bolsonaro disse se sensibilizar com produtores rurais que tinham a posse de suas terras questionadas na Justiça durante processos de demarcações de terras indígenas. "Isso não tem mais", garantiu.

'Amazônia é nossa!'

Bolsonaro também voltou a citar a Amazônia como pauta sensível à soberania do Brasil. "A Amazônia é nossa", bradou a um público repleto de militares. Sem citar nomes, o presidente se disse atacado em 2019 pelo "chefe de um grande Estado da Europa", em referência ao presidente da França, Emmanuel Macron.

O brasileiro disse que seu governo, ao suspender demarcações de terras, interrompeu "uma política totalmente equivocada, que atendia os interesses de outros países".

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Recuperação da estatal

Lucro da Petrobras salta 55,7% em 2019 e chega a R$ 40,1 bilhões, impulsionado pela venda de ativos

A Petrobras fechou 2019 com o maior lucro líquido anual de sua história, sustentada pelos fortes desinvestimentos e ganhos de eficiência na extração de petróleo — fatores que compensaram os menores preços da commodity no exterior

De olho no balanço

Marfrig reverte prejuízo e registra lucro líquido de R$ 27 milhões no 4º trimestre de 2019

No acumulado do ano, o lucro líquido caiu para R$ 218 milhões, ante R$ 1,4 bilhão no ano anterior

Confira os números

Petrobras, Ultrapar, Marfrig, RaiaDrogasil e GPA: os balanços que vão mexer com a bolsa nesta quinta-feira

O dia começa recheado de balanços anuais das companhias listadas no Ibovespa

Recurso da estatal

TRF-4 nega recurso da Petrobras e mantém Odebrecht fora de ação da Lava Jato

No recurso, a estatal buscava o prosseguimento dos réus na ação cível e a manutenção do bloqueio de bens dos executivos

Seu Dinheiro na sua noite

Guedes fora, alta do dólar

Você se lembra de quando o dólar a R$ 4,20 era o grande “patamar psicológico” da moeda americana? Não faz tanto tempo assim, mas esse nível de cotação ficou para trás, e agora parece até um pouco distante. Hoje, o dólar à vista bateu um novo recorde de fechamento. Eu sei que você já leu […]

Mais um recorde: dólar à vista sobe a R$ 4,36 e renova a máxima nominal de fechamento

O dólar à vista subiu mais um degrau nesta quarta-feira (19): pela primeira vez, terminou uma sessão acima dos R$ 4,36, cravando um novo recorde nominal. É a oitava vez em 2020 que a moeda renova as máximas de fechamento

Ainda na liderança

Vitor Hugo crê que permanece como líder do governo; Terra diz não receber convite

O deputado disse que não recebeu sinalizações do presidente Jair Bolsonaro de que poderá ser substituído pelo ex-ministro Osmar Terra

O impasse continua

Após TRT suspender demissões, Petrobras quer negociar desligamentos em fábrica

Encerramento da operação da Ansa é o principal motivo da greve dos petroleiros

Ponto polêmico

Relator mantém trabalho aos domingos na MP do contrato verde e amarelo

Deputado Áureo manteve a permissão para que todos os trabalhadores sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados

Novidade no IR

Programa do IR virá sem dedução da contribuição patronal sobre domésticos

Fim da dedução é a principal novidade para as declarações de IR em 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements