Menu
2020-01-03T08:23:44-03:00
levantamento

Bolsonaro dedica 30% da agenda a militar e religioso

Entre condecorações, formaturas e encontros com integrantes das Forças Armadas, o presidente participou de 106 eventos ligados a militares no decorrer do ano

3 de janeiro de 2020
8:23
25/07/2019 Solenidade de entrega de medalhas da Olimpíada Inter
(Manaus - AM, 25/07/2019) Presidente da República Jair Bolsonaro. - Imagem: Isac Nóbrega/PR

Quando não esteve reunido com políticos, o presidente Jair Bolsonaro dedicou cerca de 30% da sua agenda pública em 2019 a eventos com militares e religiosos. Já representantes de sindicatos e movimentos sociais estiveram presentes em 4% dos compromissos do primeiro ano de mandato do presidente. O jornal O Estado de S. Paulo analisou 516 itens listados na agenda pública de Bolsonaro desde sua posse, em 1.º de janeiro. Não foram levados em conta neste levantamento encontros com parlamentares, governadores e prefeitos, nem reuniões com integrantes do governo.

Entre condecorações, formaturas e encontros com integrantes das Forças Armadas, o presidente participou de 106 eventos ligados a militares no decorrer do ano. Além de acompanhar solenidades e se encontrar com autoridades militares, que apoiam Bolsonaro desde os tempos de deputado federal, o presidente também recebeu, em duas oportunidades, em seu gabinete em Brasília, a viúva do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, chefe do DOI-CODI na ditadura militar, condenado por sequestro e tortura.

Eventos religiosos e encontros com líderes de igrejas somam 46 itens da agenda do primeiro ano de governo. Além dos encontros com lideranças, Bolsonaro participou de eventos e celebrações, como a Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil e a 27.ª edição da Marcha para Jesus, tornando-se o primeiro presidente a comparecer ao evento, em São Paulo. A proximidade com evangélicos contribuiu para a eleição de Bolsonaro. Ele pretende utilizar igrejas para coletar assinaturas necessárias para a criação do seu novo partido, o Aliança Pelo Brasil.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Por outro lado, Bolsonaro dedicou 22 encontros a entidades da sociedade civil organizada, como associações de classe, ONGs e sindicatos. O presidente já relacionou a atuação desses grupos a partidos de esquerda e, em outubro, levantou suspeitas de que ONGs poderiam estar por trás de queimadas na Amazônia. O presidente se encontrou, por exemplo, com o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e um advogado de uma cooperativa de mineração indígena.

Encontros com empresários e representantes do agronegócio ocuparam 124 itens da agenda presidencial desde janeiro. Parte do empresariado tem apoiado a agenda econômica do governo federal. Procurado, o Planalto não quis comentar.

Viagens

O Estado também analisou os 74 deslocamentos feitos pelo presidente em 2019. Quase dois terços das viagens (42) foram para o Sudeste, região onde Bolsonaro teve votação expressiva. Em parte dos deslocamentos, Bolsonaro fez acompanhamento médico. O Nordeste, reduto de governadores do PT, foi visitado em sete oportunidades, segundo dados obtidos via Lei de Acesso à Informação.

Ao todo, a Presidência gastou R$ 8 milhões em viagens no ano passado (R$ 5,7 milhões para destinos nacionais e R$ 2,2 milhões para fora do País). A maior despesa foi destinada a um tour de 19 dias por países asiáticos em outubro (Japão, China, Emirados Árabes Unidos, Catar e Arábia Saudita): R$ 1 milhão. Já a viagem com a maior comitiva, em 31 de maio, levou 77 pessoas para Goiânia, onde ocorreram encontros com o governo estadual e a Convenção Nacional das Assembleias de Deus. A Secretaria de Administração, responsável pelas despesas da Presidência, não divulgou as notas fiscais, alegando questões de segurança. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements