Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-12T14:27:07-03:00
Estadão Conteúdo
respaldo popular

Avaliação negativa do governo Bolsonaro vai a 43,4%, a maior do mandato

Segundo pesquisa CNT com o Instituto MDA, fatia dos avaliam o governo como ótimo ou bom passou de 34,5% para 32% entre janeiro e maio deste ano

12 de maio de 2020
13:37 - atualizado às 14:27
Jair Bolsonaro durante visita aos Estados Unidos
Jair Bolsonaro - Imagem: Marcos Corrêa/Presidência da República

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o governo Jair Bolsonaro perdeu apoio de parte da população e atingiu as piores avaliações da sua gestão e pessoal desde que assumiu o cargo. É o que mostra pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o Instituto MDA divulgada nesta terça-feira, 12.

A fatia dos avaliam o governo como ótimo ou bom passou de 34,5% para 32% entre janeiro e maio deste ano. A soma de ruim e péssimo cresceu de forma mais expressiva, registrando um aumento de 31% para 43,4% em quatro meses o maior porcentual negativo nos quatro levantamentos feitos durante o governo Bolsonaro. Aqueles que avaliam o governo como regular eram 32,1% e, agora, são 22,9%.

A aprovação do desempenho pessoal de Bolsonaro na gestão recuou de 47,8% para 39,2% no período. Ao mesmo tempo, a desaprovação subiu de 47% para 55,4%, também o mais negativo nos levantamentos CNT/MDA. Os que não opinaram ou não souberam responderam representam 5,4%. Nessa pergunta, o instituto questiona os entrevistados se aprovam ou desaprovam o desempenho pessoal do presidente da República à frente da administração.

Foram feitas 2.002 entrevistas por telefone entre 7 e 10 de maio em 494 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Isolamento

A maior parte da população aprova o isolamento social como medida de combate ao novo coronavírus, diz a pesquisa. Para 67,3% dos entrevistados, o distanciamento deve ser praticado por todos, independentemente de ser ou não do grupo de risco da doença. Outros 29,3% consideram que o isolamento social deve ser feito apenas pelas pessoas que fazem parte do grupo de risco (idosos e pessoas com doenças crônicas) e 2,6% acreditam que não deveria existir isolamento algum.

Diante das divergências na atuação do presidente Jair Bolsonaro e governadores, a pesquisa também consultou os entrevistados sobre as ações tomadas pelo governo federal e pelos governos estaduais durante a pandemia. Neste caso, os governadores (69,2%) têm índice de aprovação maior do que o do governo Jair Bolsonaro (51,7%).

De acordo com a pesquisa CNT/MDA, 51,7% disseram que aprovam a atuação do governo federal no combate à pandemia da covid-19, enquanto 42,3% desaprovam. Enquanto isso, 69,2% das pessoas afirmaram que aprovam a atuação do governo estadual, enquanto 26,8% desaprovam.

Emprego

Uma parte expressiva da população (68,1%) considera que a empregabilidade vai piorar nos próximos seis meses, ante 15,1% que acreditam que vai melhorar. Outros 14,4% consideram que o cenário vai ficar igual.

A expectativa também é negativa quando a pergunta é sobre renda mensal. Para 46,7%, os rendimentos vão piorar nos próximos seis meses. Outros 41,6% acham que vai ficar igual e 8,8% acreditam que vai melhorar.

Na área da saúde, a maior parte (52,3%) dos entrevistados pela pesquisa CNT/MDA avalia que também vai piorar, enquanto 23,3% acham que vai melhorar e 22,7% consideram que vai ficar igual.

O Ministério da Saúde prevê que o período mais crítico do novo coronavírus no Brasil deva ocorrer entre maio e agosto.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

brumadinho

Sindicato recorre e indenização da Vale pode chegar a R$ 3 mi a cada morto em MG

Em nota, a Vale reiterou que está comprometida em indenizar as famílias das vítimas da tragédia de Brumadinho de “forma rápida e responsável”

A bolsa como ela é

3 pegadinhas em balanços de empresas da bolsa que você deve ficar de olho

Não precisa ser um Sherlock Holmes para avaliar os resultados de empresas listadas – embora o trabalho de analista guarde muitas semelhanças com o de um detetive

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies