Menu
2020-10-25T14:52:26-03:00
Estadão Conteúdo
PANOS QUENTES

‘Apresentei desculpas e colocamos ponto final’, diz Salles sobre atrito com Ramos

Salles e Ramos protagonizaram o mais recente atrito dentro do governo, tornado público após chefe do Meio Ambiente se referir ao general como “Maria Fofoca”

25 de outubro de 2020
14:52
49527495667_611a5d4744_c
(Brasília - DF, 12/02/2020) Ministro de Estado do Meio Ambiente, Ricardo Aquino Salles. Foto: Carolina Antunes/PR -

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, escreveu em sua conta oficial no Twitter que conversou com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, pediu desculpas pelo "excesso" e colocou um "ponto final" na disputa entre os dois.

Salles e Ramos vêm protagonizando o mais recente atrito dentro do governo, que já ocorria nos bastidores e foi tornado público nesta semana após o chefe do Meio Ambiente se referir ao general como "Maria Fofoca".

"Conversei com o Min @MinLuizRamos, apresentei minhas desculpas pelo excesso e colocamos um ponto final nisso. Estamos juntos no governo, pelo Pres. Bolsonaro e pelo Brasil. Bom domingo a todos", escreveu Salles. Neste sábado (24), em entrevista ao Estadão, o chefe do Meio Ambiente já havia dito que o assunto estava "encerrado".



Ontem, um movimento coordenado de parlamentares reforçou o apoio a Ramos. Além do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outras lideranças partidárias e do governo no Congresso, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre(DEM-AP), também endossou a campanha em defesa de Ramos.

Salles, por sua vez, conta com apoio da ala ideológica do governo e do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que hoje criticou indiretamente Maia ao citar no Twitter uma série de Medidas Provisórias que caducaram no Congresso. "Tem gente que é expert em tentar destruir o governo", escreveu Eduardo.

Em um passeio de moto junto ao presidente Jair Bolsonaro, neste domingo, Ramos negou que exista alguma disputa política com Salles.

"Não tem briga nenhuma", disse o ministro da Secretaria de Governo quando questionado durante uma parada no Posto Colorado, na BR-020. "Olha, tem uma definição, briga é quando (tem) duas pessoas", afirmou em seguida, dizendo que não está "brigando com ninguém".

Sobre como está o clima no governo, Ramos se limitou a dizer: "Minha relação com o presidente (Bolsonaro) está excepcional como sempre".

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Estamos em um novo ciclo de alta de commodities?

Por que está se falando tanto em commodities? Isso é o que Matheus Spiess te explica no vídeo de hoje. Observando o histórico de ciclos de alta de commodities, presenciamos ciclos de altas de preços nas matérias primas. E estudos dizem que estamos na beira de um SUPERCICLO. Vamos ao passado: Início de 1900: 2º […]

Controle total

Petrobras: Cade aprova venda da participação da estatal em eólica para FIP Pirineus

Após a assinatura do acordo de R$ 32,97 milhões, o FIP Pirineus passa a deter o controle unitário do empreendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies