Menu
2020-02-15T17:05:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Após imbróglio com os russos

Fertilizantes Heringer homologa plano de recuperação judicial

Segundo Fato Relevante divulgado ontem pela companhia, o plano foi homologado pelo juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Paulínia

15 de fevereiro de 2020
16:55 - atualizado às 17:05
Unidade de produção da Fertilizantes Heringer no Mato Grosso do Sul
Unidade de produção da Fertilizantes Heringer no Mato Grosso do Sul. - Imagem: Divulgação

A Fertilizantes Heringer (FHER3) homologou, na última sexta-feira (14), seu plano de recuperação judicial, aprovado na sua Assembleia Geral de Credores em 3 de dezembro do ano passado.

Segundo Fato Relevante divulgado ontem pela companhia, o plano foi homologado pelo juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Paulínia, no estado de São Paulo.

A íntegra do plano aprovado e a ata da referida assembleia de credores podem ser encontradas na página de Relações com Investidores da companhia e no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Heringer está em recuperação judicial desde fevereiro de 2019. Em setembro do ano passado, a companhia recebeu uma proposta de compra por dois grupos russos, o Uralkali e o Uralchem, o que levou suas ações a dispararem mais de 30% num só dia. Nos últimos 12 meses, as ações acumulam alta de 56,90%.

No entanto, a companha brasileira e os russos acabaram se desentendendo, e a Uralkali chegou a pedir ao juiz da 2ª Vara Cível de Paulínia para não homologar o pedido de recuperação judicial da Heringer em 20 de janeiro, sob a alegação de que o balanço da empresa estaria inflado e apresentaria inconsistências contábeis da ordem de R$ 700 milhões.

No início de fevereiro, a Heringer se manifestou, por Fato Relevante, alegando que os russos adotavam uma "postura questionável" durante as negociações e que vinham atuando de maneira "retaliatória" e "injustificada". A empresa negou as acusações de inconsistências nos balanços e disse estar tomando as medidas judiciais cabíveis contra os russos.

Reestruturação

O quadro de credores da Heringer é majoritariamente composto por fornecedores e instituições financeiras. Os créditos arrolados na RJ totalizam R$ 2,045 bilhões.

Para reestruturar seu passivo, a companhia suspendeu as atividades de nove unidades produtivas no fim de janeiro. Elas deverão ficar em processo de hibernação, mas mantendo suas licenças e manutenções necessárias para operar.

A operação atual conta com sete unidades de mistura, com capacidade instalada total de 2,9 milhões de toneladas por ano.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Magalu anuncia medidas

Magazine Luiza corta salários de executivos em até 80% e poderá suspender contratos

Companhia também disse que iniciou movimento de renegociação de contratos com fornecedores diretos e indiretos, para reduzir custos e ampliar prazos de pagamentos

Seu Dinheiro na sua noite

La bolsa de papel

O roteiro dramático da bolsa nesses tempos de crise do coronavírus muitas vezes me lembra o da série espanhola La Casa de Papel. Para quem não conhece, trata-se da história de um grupo de ladrões que invade a Casa da Moeda para produzir e roubar o próprio dinheiro. A quarta temporada, aliás, acaba de estrear […]

Atualização do covid-19

Brasil registra 667 mortes por coronavírus e 13,7 mil casos

O número representa um aumento de 20% em relação a ontem

Flexibilização de regras

B3 suspende prazo para Oi e outras ‘penny stocks’ ajustarem cotação

Devido ao estado de calamidade pública decretado por conta do coronavírus, a bolsa anunciou uma série de suspensões e prorrogações de prazos para que empresas listadas façam ajustes de forma a se readequar às regras do mercado

Pisando fundo

Mini-rali: Ibovespa desacelera na reta final, mas fecha em alta e acumula 10% de ganhos em dois dias

O Ibovespa ganhou terreno pelo segundo dia consecutivo, amparado pela menor percepção de risco político e pelos dados econômicos domésticos mais animadores — fatores que compensaram o viés mais cauteloso visto no exterior

Precisa ser mais rápido

Luiza Trajano diz que medidas foram adequadas, mas precisam chegar na ponta

Medidas adotadas pelo governo para combater o coronavírus foram adequadas, disse a presidente do Conselho do Magazine Luiza, a empresária Luiza Trajano

Ajuda de emergência

Caixa já tem 10 milhões de cadastros finalizados, diz presidente

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães atualizou na tarde desta terça-feira, 7, as informações sobre a procura por trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) ao cadastro para o recebimento do auxílio emergencial

Mais crédito

BCE anuncia medidas que flexibilizam garantias necessárias para empréstimos

Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta terça-feira, 7, um pacote de medidas que flexibiliza garantias necessárias para empréstimos, com o objetivo de ampliar a tomada de crédito em meio à crise trazida pelo novo coronavírus

Efeito covid-19

S&P muda perspectiva de positiva para estável de instituições financeiras do Brasil

S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil

Efeitos negativos

Com coronavírus, setor de telecom e TI deve perder US$ 15 bilhões na América Latina

Setor de telecomunicações e tecnologia da informação vai interromper o ciclo de crescimento e encerrar o ano em queda devido à crise do coronavírus, de acordo com projeção da consultoria IDC

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements