Menu
2020-02-25T22:26:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Confira os números

Petrobras, Ultrapar, Marfrig, GPA e Gol: os balanços que mexem com a bolsa nesta quinta-feira

O dia começa recheado de balanços anuais das companhias listadas no Ibovespa

19 de fevereiro de 2020
20:29 - atualizado às 22:26
Petrobras
Imagem: Shutterstock

A quinta-feira (20) começa recheada de balanços anuais das companhias listadas no Ibovespa. Os números mais uma vez devem trazer movimentações adicionais para a bolsa e deixar o mercado de ações mais emocionante.

Na lista de resultados de hoje estão nomes de peso, como Petrobras, Marfrig e Grupo Pão de Açúcar. Do recorde de lucro da petroleira estatal ao tropeço da Ultrapar, confira os destaques de cada uma das empresas:

Petrobras

A gigante estatal fechou mais um ano em grande estilo e ostentando uma alta generosa de 55,7% no lucro líquido em 2019, que atingiu R$ 40,1 bilhões, recorde histórico.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da petroleira também subiu, para R$ 129,2 bilhões. Já a receita líquida caiu 2,6% e ficou em R$ 302,2 bilhões em 2019. Confira aqui os detalhes do balanço da estatal.

  • Lucro líquido (2019): R$ 40,1 bilhões (↑55,7%)
  • Ebitda (2019): R$ 129,2 bilhões (↑12,5%)
  • Receita líquida (2019): R$ 302,2 bilhões (↓2,6%)

Ultrapar

A companhia encerrou 2019 com lucro líquido de R$ 440 milhões, uma queda de 61% na comparação com o ano anterior. Na geração de caixa medida pelo Ebitda, a Ultrapar encerrou o ano em R$ 2,433 bilhões, queda de 9,78%.

  • Lucro líquido (2019): R$ 440 milhões (↓61%)
  • Ebitda (2019): R$ 2,069 bilhões (↓9,78%)

Marfrig

A companhia do setor de carnes conseguiu reverter um prejuízo e lucrou R$ 27 milhões no 4º trimestre de 2019. O Ebitda ajustado fechou o período em R$ 1,618 bilhão (alta de 70,5%). Já a receita líquida da empresa foi a R$ 14,218 bilhões, alta de 23,5%. Detalhes do balanço você confere nesta matéria.

  • Lucro líquido (4tri19): R$ 27 milhões
  • Ebitda (4tri19): R$ 1,618 bilhão (↑70,5%)
  • Receita líquida (4tri19): R$ 14,218 bilhões (↑23,5%)

GPA

O grupo de varejo foi mais um a apresentar crescimento no lucro em 2019. O resultado líquido consolidado dos acionistas controladores fechou o ano em R$ 790 milhões. Se levado em consideração apenas o segmento alimentar do GPA, o lucro foi de R$ 1,092 bilhão, alta de 34,1% na comparação com 2018. A receita líquida subiu 14,7%, a R$ 56,635 bilhões, enquanto o Ebitda ajustado anual caiu 4,6%, a R$ 3,967 bilhões.

  • Lucro líquido dos controladores (2019): R$ 790 milhões
  • Ebitda ajustado (2019): R$ 3,967 bilhões (↓4,6%)
  • Receita líquida (2019): R$ 56,635 bilhões (↑14,7%)

Gol

A Gol registrou em 2019 um lucro líquido de R$ 648 milhões — depois da participação minoritária e com exclusão de variações cambial e monetária. A cifra representa uma reversão do prejuízo de R$ 834,6 milhões do ano anterior.

  • Lucro líquido depois da participação minoritária (2019): R$ 648 milhões
  • Ebitda ajustado (2019): R$ 4,373 (↑91,9%)
  • Receita líquida (2019): R$ 13,9 bilhões (↑21,5%)
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

termômetro

Tesla, Robinhood e GM: as apostas do bilionário Jorge Paulo Lemann

Empresário brasileiro respondeu quais seriam os investimentos de curto e longo prazo, em uma espécie de termômetro sobre a confiança em torno do negócio

escolha da CEO

Criptomeme bilionário, $moda$ de Hering e Arezzo, aposta contra o BC… veja o que bombou na semana no Seu Dinheiro

Você apostaria contra o Banco Central do Brasil?  Não falo de apostas mequetrefes com a turma do escritório, do tipo “quem perder paga uma rodada”.  Estou falando de colocar o seu patrimônio em investimentos que podem dar retornos altos se o BC estiver errado. Pois é justamente o que defende Rogério Xavier, da SPX Capital, um […]

empresa de porto alegre

Startup Zenvia entra com pedido de IPO na Nasdaq

Empresa quer levantar até US$ 100 milhões; oferta terá seus recursos destinados para pagar o montante utilizado na aquisição da startup D1, entre outros

LDO

LDO de 2022 prevê ‘vacinas’ contra manobras do Orçamento

Proposta exclui a possibilidade de indicação das emendas de relator e proíbe o Congresso de subestimar despesas obrigatórias sem aval do Executivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies