Menu
2020-07-14T09:41:21-03:00
Estadão Conteúdo
Comércio global

Ministros das Américas mostram temor com protecionismo e fome durante pandemia

Foi o segundo encontro de cúpula de agricultura realizado desde que foi declarada a pandemia do novo coronavírus, sob a organização do IICA e da Agência das Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO)

14 de julho de 2020
9:41
protecionismo
protecionismo - Imagem: Shutterstock

Representantes de 34 países da América Latina e Caribe, EUA e Canadá, em um encontro virtual de cúpula convocado pela Secretaria de Agricultura do México, realizado nesta segunda-feira, 13, manifestaram preocupações com o aumento do protecionismo e da fome durante a crise de covid-19.

Na ocasião, conforme comunicado do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), ministros e secretários de Agricultura e Pecuária se comprometeram a fortalecer a segurança alimentar, ameaçada pela pandemia, por meio de apoio à produção agropecuária para aumentar a produtividade, facilitar o comércio intrarregional e reforçar a agricultura familiar.

Foi o segundo encontro de cúpula de agricultura realizado desde que foi declarada a pandemia do novo coronavírus, sob a organização do IICA e da Agência das Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO). A primeira aconteceu no dia 22 de abril e foi convocada pelo ministro de Agricultura do Chile.

O secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural do México, Víctor Villalobos, disse que "o propósito da reunião é compartilhar políticas, ações e planos para enfrentar o impacto da pandemia de covid-19 na segurança alimentar, na agricultura, nos sistemas alimentares e na área rural do hemisfério".

O diretor-geral do IICA, Manuel Otero, ressaltou, no comunicado, a maturidade dos países do hemisfério ocidental por rejeitarem medidas protecionistas e pelo apoio à fluidez dos fluxos de comerciais transfronteiriços e intrarregionais mediante a generalização dos certificados eletrônicos, mas advertiu sobre a necessidade de reforçar ao máximo a cooperação continental e alertou para questões que qualificou como "preocupantes", como o fato de países que exijam Certificação Livre de covid-19 para produtos da região. Otero convocou todos a sustentar e apoiar a atividade dos agricultores familiares, responsáveis por até 70% dos produtos que compõem a cesta básica.

De acordo com a ministra da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina, o agronegócio se mantém sob forte pressão, mas continua demonstrando grande resiliência. "O recrudescimento do protecionismo não é o caminho", disse. Segundo a ministra, "o diálogo hemisférico é fundamental para emergir da pandemia mais fortes".

Para Marie Claude Bibeau, ministra de Agricultura do Canadá, "a covid-19 mudou a vida das pessoas e ressaltou as iniquidades, apesar da resiliência da cadeia de alimentos". Ela ressaltou que as mulheres, os jovens e os povos indígenas estão entre os mais impactados, assim como as populações marginais.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

polêmica

Governo barra novo cadastro para auxílio

A estratégia do governo já desperta críticas de organizações da sociedade civil, que consideram urgente a abertura de um novo prazo para pedidos de auxílio

Tombo grande

Elon Musk perde US$ 27 bilhões em uma semana após tombo da Tesla

Mesmo com o tompo gigantesco, Musk segue como segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas de Jeff Bezos, o fundador da Amazon

Expansão

3R Petroleum fecha parceria com DBO para aquisições de campos offshore

Com a parceria, a DBO se tornará acionista minoritária da OP, que seguirá sob controle da 3R

Boletim médico

Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste sábado (6)

ESTRADA DO FUTURO

A mentira envolvendo o Clubhouse e o Tinder que rendeu 400% de valorização

Os mercados estão longe de serem perfeitos, e hoje vou te contar uma história real que envolve duas das empresas mais quentes no setor de mídias sociais: o “Clubhouse” e o “Tinder”.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies