Menu
2020-11-16T18:50:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
GIGANTE

China e outros 14 países formam maior bloco comercial do mundo

Tratado de países da região Ásia-Pacífico reúne um terço da economia mundial e 2,2 bilhões de pessoas

15 de novembro de 2020
17:50 - atualizado às 18:50
Porto na China
Imagem: Shutterstock

Após oito anos de negociações, foi formalizado neste domingo (15) um dos maiores acordos de livre comércio do mundo, reunindo 15 países da região Ásia-Pacífico, englobando o equivalente a 30% da população mundial e um PIB consolidado de US$ 26,2 trilhões, um terço da economia mundial.

O tratado chamado Parceria Regional Econômica Abrangente (RCEP, na sigla em inglês) reúne dez países do Sudeste Asiático, assim como Coreia do Sul, China, Japão, Austrália e Nova Zelândia. Ele foi assinado em paralelo à reunião da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

No documento anunciando a assinatura do tratado, os líderes dos países membros afirmam que o acordo “é crítico para a resposta regional à pandemia de covid-19 e vai exercer um importante papel na construção da resiliência da região, por meio de um processo de recuperação econômica pós-pandemia inclusivo e sustentável”.

Pelos termos acertados, o RCEP pretende eliminar tarifas alfandegárias ao longo de 20 anos. Ele traz ainda provisões acerca de propriedade intelectual e questões envolvendo telecomunicações, serviços financeiros, e-commerce e outros serviços.

A assinatura está sendo vista por analistas como uma forma de a China expandir sua influência pela região. Ela também representa um contraponto a uma proposta apresentada pelos Estados Unidos em 2017. A Parceria Trans-Pacífico, promovida pelo então presidente Barack Obama, acabou não saindo do papel depois que Donald Trump se opôs ao acordo.

"Isto [assinatura do RCEP] não é apenas uma conquista marcante da cooperação regional da Ásia Oriental, mas mais importante uma vitória do multilateralismo e do livre-comércio", disse o primeiro-ministro da China, Li Keqiang.

*Com informações de agências internacionais

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Integração

Itaú vai estender consultoria de investimentos a clientes de varejo

Tratamento personalizado hoje dispensado a clientes Personnalité e private será estendido mesmo aos clientes de menor renda

sem gás

Petrobras rejeita proposta da subsidiária da Cosan pela Gaspetro

Oferta da Compass por 51% da distribuidora de gás natural não qualifica para próxima etapa de processo de desinvestimento

Separação de bens

XP estuda fazer proposta por ações com “supervoto” da corretora que estão com Itaú

Objetivo do negócio é eliminar potenciais conflitos de interesse para que apenas os acionistas controladores da XP detenham ações que dão direito a 10 votos cada

diluição?

Notre Dame Intermédica avalia oferta de ações

Operadora de saúde verticalizada pode levantar R$ 2 bilhões com operação, segundo agência de notícias

MERCADOS HOJE

Ibovespa segue clima ameno no exterior e abre o dia em alta; dólar sobe após IGP-M

O cenário de cautela e otimismo se chocam no exterior. De um lado, a China parece se recuperar do coronavírus, de outro, a pandemia ainda parece longe de um fim. Com feriado nos Estados Unidos, liquidez deve seguir baixa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies