Menu
2021-03-05T12:58:47-03:00
Estadão Conteúdo
Vendas no Varejo

Varejo cresce 3%, ativado pelo setor de construção e supermercados

Conforme os dados da Fecomércio, o setor da construção registrou, ao final de 2020, crescimento de 18,7% no faturamento, fechando o ano em R$ 67,6 bilhões

5 de março de 2021
12:58
Black Friday magazine luiza, via varejo e b2w v2
Imagem: Shutterstock, com intervenção de Andrei Moraes

Estimulado por lojas de materiais para construção e supermercados, além do benefício do auxílio emergencial, pago pelo governo federal entre abril e dezembro do ano passado, o varejo paulista terminou o ano de 2020 com alta de 3% no seu faturamento em comparação com o ano anterior, como mostra a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Conforme os dados da Fecomércio, o setor da construção registrou, ao final de 2020, crescimento de 18,7% no faturamento, fechando o ano em R$ 67,6 bilhões, enquanto os supermercados tiveram aumento de 13,8%; faturando R$ 297,6 bilhões no período. O crescimento se explica, segundo a instituição, as demandas das famílias em meio à quarentena, seja promovendo pequenas reformas ou porque, diante das restrições impostas pelas autoridades, precisaram cozinhar mais em casa.

A entidade ressalta, no entanto, que o varejo no Estado teria queda de 1,1% no seu faturamento em um cenário sem o auxílio emergencial, benefício que injetou R$ 32,4 bilhões na economia paulista entre abril e dezembro, montante que representa 4% de tudo o que o varejo faturou no ano.

Já os setores como o de vestuário, tecidos e calçados e as concessionárias de veículos registraram quedas expressivas. o setor de vestuário perdeu um quinto do seu tamanho (-20,3) no ano passado, enquanto o setor de concessionárias de veículos encolheu 17,7%.

A PCCV utiliza dados da receita mensal informados pelas empresas varejistas ao governo paulista por meio de um convênio de cooperação técnica firmado entre a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) e a FecomercioSP.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies