Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-25T13:21:02-03:00
Estadão Conteúdo
Países pobres

FMI e Banco Mundial pedem que credores suspendam dívida de países pobres

entidades dizem que a pandemia de coronavírus deve ter “consequências econômicas e sociais severas” para essas nações, que abrigam um quarto da população mundial

25 de março de 2020
13:21
Pessoas de máscara na China.
Pessoas de máscara na China - Imagem: Shutterstock

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial emitiram comunicado conjunto para o G-20, solicitando um "alívio da dívida para os países mais pobres". No texto, as entidades dizem que a pandemia de coronavírus deve ter "consequências econômicas e sociais severas" para essas nações, que abrigam um quarto da população mundial e dois terços da população que vive em extrema pobreza.

Nesse quadro, o FMI e o Banco Mundial pedem que os credores bilaterais oficiais dessas nações suspendam os pagamentos de dívida delas, ajudando em suas necessidades imediatas de liquidez para lidar com a crise, além de dar assim tempo para se avaliar o impacto da crise e as necessidades financeiras de cada um deles.

As duas entidades pedem ainda que os líderes do G-20 encarreguem algumas entidades, entre elas o próprio FMI, de avaliar o quadro para identificar quais países têm situação insustentável de dívida, preparando uma proposta de ações abrangentes dos credores bilaterais tanto por meio de financiamento como de alívio nas dívidas.

O FMI e o Banco Mundial dizem que esse alívio nas dívidas dos países mais pobres neste momento daria uma "sensação global de alívio para os países em desenvolvimento, bem como um sinal forte para os mercados financeiros".

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

PROMESSA DESCUMPRIDA

Reforma administrativa não sai antes das eleições, admite relator da proposta na Câmara

O deputado Arthur Maia afirmou que faltou empenho do executivo para garantir que o texto fosse aprovado no Congresso

FOGUETE SEM FREIO

Boeing tropeça e SpaceX, de Elon Musk, garante mais três viagens tripuladas com a Nasa

O plano original era alternar missões com as duas empresas, mas o Starliner, foguete da Boeing, deve ficar impedido de voar até 2023

ALÍVIO NO BOLSO

Sem dizer quanto, Bolsonaro promete que Petrobras (PETR4) anunciará redução no preço dos combustíveis nesta semana

O presidente, que é um dos críticos mais ferrenhos da política de preços da estatal, afirmou que a queda deve seguir por algumas semanas

INVESTIDORES ATENTOS

4 fatos que mexem com o Ibovespa na próxima semana — incluindo Copom e IPO do Nubank

O principal índice acionário brasileiro terá um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias

Alívio no Orçamento

Com receita acima do esperado, Economia reduz estimativa de rombo nas contas públicas em 2022

Considerando todo o setor público, o que inclui Estados e Municípios, as novas projeções da pasta preveem até mesmo um saldo positivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies