Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-06-19T17:11:42-03:00
Estadão Conteúdo
relações diplomáticas

China deseja ampliar operações bilaterais com o Brasil no contexto da pandemia

“Queremos fazer operações bilaterais com o Brasil no contexto da pandemia do coronavírus. Vamos trabalhar para ampliar as parcerias bilaterais sino-brasileiras”, disse o embaixador da China no Brasil

19 de junho de 2020
16:01 - atualizado às 17:11
Bam China
Imagem: Shutterstock

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, usou quase todo o tempo da live organizada pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), da qual foi o convidado principal, para destacar sua visão sobre a dimensão do potencial de crescimento das relações comerciais entre os dois países. Ele disse que, do lado chinês, o governo tem se esforçado para aumentar os negócios entre China e Brasil e que medidas já estão sendo adotadas para que isso aconteça.

"Queremos fazer operações bilaterais com o Brasil no contexto da pandemia do coronavírus. Vamos trabalhar para ampliar as parcerias bilaterais sino-brasileiras", disse o embaixador, para quem existe uma margem grande para crescimento do comércio entre o Brasil e a China.

"Vejo espaço para crescimento de parcerias em infraestrutura, agronegócio, energia e saúde", disse Yang.

O turismo é outra área que o embaixador diz ver grande potencial de crescimento. Ele disse que 60 mil chineses visitam o Brasil anualmente e diz entender que o Brasil poderia simplificar a política de vistos para atrair mais turistas chineses.

Ainda de acordo com o embaixador chinês, na área da Educação há também um vasto espaço para crescimento nas relações entre os dois países. De acordo com ele, o Brasil é uma potência educacional na América Latina e que há um número grande de jovens chineses estudando no Brasil. Mas, no entender dele, poderia ser mais. "Queremos fazer intercâmbios com o Brasil", disse Yang.

Brics

Wanming disse que o governo de seu país gostaria que o Brasil usasse mais os recursos do Banco dos Brics para promover desenvolvimento principalmente neste momento de crise. De acordo com ele, dos cinco países membros do Brics, o Brasil foi o que menos usou recursos do banco.

"Gostaríamos que o Brasil usasse mais recursos do Banco dos Brics", disse o embaixador, para quem o fundo do banco é para ser usado para dar melhores condições de vida às populações dos países que fazem parte do grupo. Yang participa de live organizada pelo Grupo de Lideres Empresariais (Lide).

Ele falou ainda da solidariedade do governo chinês com o mundo neste momento de pandemia do coronavírus e listou algumas medidas adotadas pela China para ajudar os países mais afetados pelo vírus.

Para o Braiil, disse Yang, a China vai enviar o segundo lote de equipamentos para o Estado do Amazonas no mês que vem no valor de R$ 500 milhões.

Relatou ainda que seu país já doou mais de US$ 50 milhões à Organização Mundial da Saúde (OMS) e que seu presidente, XI Jinping, já autorizou ajuda de US$ 50 bilhões à África para os próximos três anos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Tensão EUA-China

Executiva da Huawei detida no Canadá em 2018 volta à China após acordo com os EUA

Confinada à cidade de Vancouver há quase três anos, onde havia sido presa sob acusação de fraude, CFO da Huawei, Meng Wangzhou, protagonizou incidente diplomático entre Canadá, EUA e China

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global. A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do […]

Estimativas

Carrefour (CRFB3) divulga projeção para Atacadão e estima R$ 100 bi em vendas em 2024

A projeção de vendas brutas da rede no exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2021 é de R$ 60 bilhões

PODCAST MESA PRA QUATRO

Da Conga até o Tik Tok: Gretchen conta de sua carreira artística e como administra seu dinheiro

Aos 60 anos, Gretchen relata sobre sua independência financeira e histórias de família e de carreira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies