Menu
2019-12-09T13:10:56-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).

Vitreo zera taxa de performance de fundos para investir no IPO da XP

Com a decisão, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq

9 de dezembro de 2019
13:01 - atualizado às 13:10
Escritório da XP Investimentos
Escritório da XP Investimentos - Imagem: Divulgação/Facebook

A gestora Vitreo decidiu zerar a taxa de performance cobrada nos fundos criados para investir na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da XP Investimentos. Em menos de uma semana, os fundos captaram R$ 110 milhões em recursos de 6 mil investidores, segundo me contou Patrick O'Grady, sócio da gestora.

A Vitreo lançou dois produtos para aplicar no IPO: um deles voltado para investidores qualificados – com pelo menos R$ 1 milhão para investir – e outro para o varejo. O segundo só poderá ter 20% do patrimônio aplicado em ações da XP para atender à norma da CVM que restringe a exposição de fundos para pequenos investidores no exterior.

Os fundos têm uma taxa de administração residual (de no máximo 0,09% ao ano). O ganho da gestora viria da performance, que era de 10% sobre o que excedesse o Ibovespa ou o CDI – o que fosse maior.

Com a decisão de zerar a taxa de performance, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq.

Isso porque a XP informou na semana passada que não pretende alocar fundos brasileiros como o da Vitreo na oferta. A justificativa é um receio sobre o entendimento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A autarquia informou que, em tese, não há restrição para que um fundo local capte recursos para participar de um IPO no exterior.

Em comunicado em seu site, a Vitreo informou que vai assinar uma carta de conforto (conhecida como “big boy letter”) exigida pelos bancos coordenadores aos fundos locais. "Com esse documento, não há argumento por parte dos coordenadores da oferta para não sermos alocados."

A decisão de zerar a taxa de performance dos fundos também foi tomada para tentar convencer a XP a alocar a gestora no IPO. "Estamos oferecendo uma alternativa totalmente legal e alinhada com os clientes, para que todos possam participar do crescimento da empresa nos próximos anos."

A Vitreo entende, contudo, que seria justo cobrar a taxa de performance. "Fundos de propósito específico são comuns entre os investidores de alta renda. Esses produtos não são fundos passivos, como ETFs."

Caso não consiga ser alocada na oferta, a gestora informou que comprará as ações da XP após o início das negociações na Nasdaq. Saiba mais detalhes sobre o IPO da corretora nesta matéria que eu preparei.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Vítima da guerra das maquininhas

Lucro da Cielo cai pela metade em 2019 e despenca 68% no 4º trimestre

A estratégia deliberada da empresa controlada por Banco do Brasil e Bradesco é sacrificar as margens de lucro para defender a liderança do mercado de maquininhas de cartão. Os números refletem bem esse esforço, para o bem e para o mal

POLÍTICA

Moro diz que quem vai decidir o vice (em 2022) é o presidente; mas ideal é o vice Mourão

O ministro considerou que “pode ser que no futuro lá distante volte a se cogitar isso” e defendeu: “Não acho uma boa ideia”. “Os ministérios juntos são mais fortes.”

APROVADA SEM RESTRIÇÕES

Cade aprova compra da Embraer pela Boeing

A operação analisada pelo Cade prevê duas transações. Uma delas consiste na aquisição pela Boeing de 80% do capital do negócio de aviação comercial da Embraer, que engloba a produção de aeronaves regionais e comerciais de grande porte (operação comercial)

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bolsa contaminada pelo coronavírus

Caro leitor, A semana começou mal para as bolsas do mundo todo. O avanço do coronavírus na China durante o fim de semana colocou os mercados de molho nesta segunda. Já foram confirmados quase 3 mil casos em mais de dez países, sendo a maioria deles na China. Até agora, foram computadas 82 mortes. Os […]

Cautela elevada

Em dia de queda de 3% do Ibovespa com alerta sobre coronavírus, ações de drogaria sobem

A disseminação do coronavírus elevou a aversão ao risco nos mercados financeiros, derrubando o Ibovespa e fazendo o dólar romper a marca de R$ 4,20. Apenas cinco ações do índice subiram, incluindo Raia Drogasil

DE OLHO NO CORONAVÍRUS

‘Índice do medo’ atinge patamar visto no auge da guerra comercial e sobe mais de 25%

Na máxima intradiária, o indicador chegou a bater a casa dos 19,02 pontos, valor que não era visto desde outubro do ano passado quando ele atingiu a marca dos 19,28 pontos

CONCESSÕES

Maia definirá até dia 30 quando lei de concessões vai a plenário, dizem deputados

“Se ele (presidente da Câmara) estiver convencido de que esse texto é um texto bom, que atende a sociedade, eu acho que a gente vota ele rápido”, disse também o deputado João Maria

CRÉDITO

Demanda por crédito do consumidor cai em dezembro e cresce em 2019, diz Boa Vista

Considerando os segmentos que compõem o indicador, o Financeiro apresentou elevação de 6,1% no ano, enquanto o segmento Não Financeiro registrou evolução de 2,5% na mesma base de comparação

primeira avaliação

Quão longe a XP pode ir? Para o BTG, ação da corretora já está bem precificada

BTG Pactual inicia cobertura das ações da corretora com recomendação neutra para os papéis.

DE OLHO NA REFORMA

Reforma administrativa quer acabar com promoções por tempo de serviço

O governo vai propor ainda a vedação das aposentadorias como forma de punição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements