Menu
2019-12-09T13:10:56-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).

Vitreo zera taxa de performance de fundos para investir no IPO da XP

Com a decisão, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq

9 de dezembro de 2019
13:01 - atualizado às 13:10
Escritório da XP Investimentos
Escritório da XP Investimentos - Imagem: Divulgação/Facebook

A gestora Vitreo decidiu zerar a taxa de performance cobrada nos fundos criados para investir na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da XP Investimentos. Em menos de uma semana, os fundos captaram R$ 110 milhões em recursos de 6 mil investidores, segundo me contou Patrick O'Grady, sócio da gestora.

A Vitreo lançou dois produtos para aplicar no IPO: um deles voltado para investidores qualificados – com pelo menos R$ 1 milhão para investir – e outro para o varejo. O segundo só poderá ter 20% do patrimônio aplicado em ações da XP para atender à norma da CVM que restringe a exposição de fundos para pequenos investidores no exterior.

Os fundos têm uma taxa de administração residual (de no máximo 0,09% ao ano). O ganho da gestora viria da performance, que era de 10% sobre o que excedesse o Ibovespa ou o CDI – o que fosse maior.

Com a decisão de zerar a taxa de performance, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq.

Isso porque a XP informou na semana passada que não pretende alocar fundos brasileiros como o da Vitreo na oferta. A justificativa é um receio sobre o entendimento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A autarquia informou que, em tese, não há restrição para que um fundo local capte recursos para participar de um IPO no exterior.

Em comunicado em seu site, a Vitreo informou que vai assinar uma carta de conforto (conhecida como “big boy letter”) exigida pelos bancos coordenadores aos fundos locais. "Com esse documento, não há argumento por parte dos coordenadores da oferta para não sermos alocados."

A decisão de zerar a taxa de performance dos fundos também foi tomada para tentar convencer a XP a alocar a gestora no IPO. "Estamos oferecendo uma alternativa totalmente legal e alinhada com os clientes, para que todos possam participar do crescimento da empresa nos próximos anos."

A Vitreo entende, contudo, que seria justo cobrar a taxa de performance. "Fundos de propósito específico são comuns entre os investidores de alta renda. Esses produtos não são fundos passivos, como ETFs."

Caso não consiga ser alocada na oferta, a gestora informou que comprará as ações da XP após o início das negociações na Nasdaq. Saiba mais detalhes sobre o IPO da corretora nesta matéria que eu preparei.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

PANDEMIA NO PAÍS

Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados

Do total de contaminados, 86% se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

Cheiro de pedalada e de drible no teto de gastos

Caro leitor, O governo bem que tentou se safar manejando o cobertor curto, mas pelo menos para o mercado financeiro, não colou. O anúncio do programa social Renda Cidadã nesta segunda-feira lançou um combo de preocupações nos investidores e atirou o Ibovespa na lama, totalmente na contramão do resto do mundo. O dólar, por sua vez, voltou […]

dinheiro à vista

CCR paga R$ 373,2 milhões em dividendos em 30 de outubro

Empresa pagará o correspondente a R$ 0,18477410142 por ação ordinária

Na contramão

Bolsa cai e dólar dispara depois de governo revelar como pretende financiar Renda Cidadã

Ibovespa abriu em alta, mas virou em meio à frustração dos investidores com o financiamento do programa que sucederá o Bolsa Família

em anúncio do renda cidadã

Guedes: Política dá o timing e desoneração está sendo estudada

No anúncio do novo programa social do presidente Jair Bolsonaro, o Renda Cidadã, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a proposta do governo foi feita com a busca da “verdade orçamentária”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements