🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-08-15T10:44:53-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
FUNDOS

Squadra acerta com aposta na queda de Nubank e IRB, mas tem perda com ações da XP

A aposta na queda das ações do Nubank rendeu a maior contribuição dentro do portfólio short (vendido) da Squadra no primeiro semestre

15 de agosto de 2022
10:44
Imagem de um celular com o logo do IRB (IRBR3) sendo exibido na tela
Imagem de um celular com o logo do IRB (IRBR3) exibido na tela - Imagem: Shutterstock

Responsável por revelar as fraudes contábeis no IRB (IRBR3), a gestora Squadra acertou novamente ao apostar na queda das ações de outra empresa badalada do mercado: o Nubank (NUBR33).

Mas o ganho nas posições vendidas não foi suficiente para reverter a perda dos fundos no primeiro semestre deste ano. A gestora carioca sofreu com a queda do mercado acionário nos primeiros seis meses do ano, mais notadamente com o investimento na XP (XPBR31).

O Squadra Long Biased, fundo que pode operar com posições vendidas, apresentou perda de 7% no primeiro semestre. No mesmo período, a cota do Squadra Long Only recuou 15,6%.

Por que a Squadra apostou na queda do Nubank

A aposta na queda das ações do Nubank rendeu a maior contribuição dentro do portfólio short (vendido) da Squadra no primeiro semestre, de acordo com a gestora.

A Squadra faz parte do grupo de investidores que admira o trabalho do Nubank. Por outro lado, a gestora avaliou que chegou à bolsa caro demais e com projeções "excessivamente otimistas".

“Frente à admiração prévia que possuíamos pela trajetória da empresa, se sobrepôs uma combinação de fatores no momento do IPO que julgamos desfavoráveis a uma evolução positiva do preço de suas ações”, escreveu a gestora, em carta aos investidores.

A aposta se revelou certeira. Depois de estrear como o banco mais valioso da América Latina, o Nubank acumula uma perda de mais de 50% desde a oferta pública inicial (IPO), na Bolsa de Nova York (Nyse). O banco digital também possui recibos de ações (BDRs) na B3, com código NUBR33.

Diante da forte queda, a Squadra decidiu reduzir a posição vendida no Nubank, que divulga o balanço do segundo trimestre nesta segunda-feira, após o fechamento do mercado. Saiba o que esperar nesta matéria.

Assista também: Avalanche de dividendos da Petrobras, vale a pena investir?

IRB: o grande short diminuiu

Além do Nubank, a Squadra reduziu a aposta na queda das ações do IRB (IRBR3). Foi esse grande short que trouxe notoriedade à gestora de Guilherme Aché.

Em fevereiro de 2020, a Squadra provocou um pequeno terremoto no mercado ao publicar uma carta na qual defendia a posição vendida no IRB. Na ocasião, a gestora apontou a existência de inconsistências contábeis nos balanços da empresa de resseguros.

Até então, o IRB era praticamente uma empresa intocável na bolsa. Sinônimo de sucesso desde a oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) em 2017, a resseguradora vinha de um histórico de lucros crescentes e uma rentabilidade de fazer inveja às maiores empresas globais do ramo.

Cinco meses depois do questionamento da Squadra, a empresa reapresentou os balanços de 2019 e 2018, que mostraram um lucro líquido R$ 670 milhões menor do que o apresentado originalmente.

Desde o alerta da Squadra, as ações do IRB acumulam uma queda de quase 95% na bolsa. Sem considerar o aumento de capital de R$ 2,3 bilhões feito há dois anos para sanear o balanço, a perda no valor de mercado da empresa de resseguros chega a 99,5%, de acordo com a Squadra.

Nesta segunda-feira, o IRB anunciou que estuda fazer uma nova oferta de ações para capitalizar a companhia, que está novamente perto do limite mínimo de capital para operar. Além disso, o balanço do segundo trimestre da resseguradora também sai hoje após o fechamento da bolsa.

“Seguiremos com o mesmo foco em oportunidades short, porém não será trivial nos depararmos com outra história como essa em nossas carreiras”, escreveu a gestora.

As principais apostas da Squadra: XP e Mercado Livre

Se as apostas da Squadra na queda de ações se revelaram bem sucedidas, o mesmo não se pode dizer das posições compradas.

A gestora perdeu com a queda das ações da XP, em meio ao cenário mais complicado para as plataformas de investimentos. No ano, os papéis da corretora acumulam queda de mais de 30% na Nasdaq. Mas a empresa também possui BDRs na B3, com o código XPBR31.

Apesar de o resultado ser negativo, a Squadra não só manteve como decidiu aproveitar a queda para aumentar a posição em XP.

Por fim, junto com a corretora, a principal posição dos fundos da Squadra é nas ações do Mercado Livre. A gestora era acionista da empresa de comércio eletrônico e chegou a vender os papéis no segundo semestre do ano passado, diante dos preços altos.

“Na XP, não tivemos a mesma astúcia (ou sorte) e incrementamos uma posição que já era representativa em nosso portfólio. Em ambos os casos, são empresas que figuram entre os melhores negócios disponíveis na bolsa e cuja precificação se reduziu drasticamente de um ano para cá.”

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SEGURO MORREU DE VELHO…

Ação do IRB (IRBR3) pode subir mais de 50%, mas o Safra diz que não é hora de comprar; saiba por quê

26 de setembro de 2022 - 13:07

O banco tem recomendação neutra para os papéis da resseguradora, e cortou o preço-alvo de R$ 2,40 para R$ 1,70 em reflexo da oferta primária de ações que captou R$ 1,2 bilhão no início do mês.

DIVIDENDO E CAPITAL

Localiza (RENT3) vai colocar R$ 346 milhões no bolso dos acionistas, mas pode “tirar” uma parte em outra operação; entenda

26 de setembro de 2022 - 10:34

Localiza (RENT3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP), mas chama acionistas para aumento de capital que pode chegar a R$ 150 milhões

é hora de comprar?

XP inicia cobertura da Eletrobras (ELET3) com recomendação de compra e acredita que o papel pode subir 55%

26 de setembro de 2022 - 10:14

Para a XP, potencial de valorização da Eletrobras (ELET3) tem relação com forte geração de caixa e mudanças trazidas pela privatização

SEM CALMA ANTES DA TORMENTA

Fundador da Terra (LUNA) é procurado em 195 países e bitcoin (BTC) aguarda dados dos EUA: saiba o que movimenta as criptomoedas esta semana

26 de setembro de 2022 - 10:00

Caça ao fundador da Terraform Labs não interfere diretamente nas cotações da Terra (LUNA): o token LUNA salta 5,77% na manhã desta segunda-feira (26)

DÚVIDA CRUEL

Os analistas preferem as ações de shoppings, enquanto os gestores apostam em fundos imobiliários do setor — qual ativo é o ideal para a sua carteira?

26 de setembro de 2022 - 9:34

A retomada do segmento alimenta o otimismo do mercado, mas desperta dúvidas sobre qual é a melhor maneira de aproveitar o bom momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies