🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Estadão Conteúdo
Fugindo da internet

Walmart decide focar em lojas físicas e encerra shopping virtual

Dois anos atrás, a varejista já tinha encerrado a operação de comércio eletrônico com a venda de produtos próprios

Estadão Conteúdo
10 de maio de 2019
15:41 - atualizado às 18:42
Walmart
Três mil companhias vendiam seus produtos no marketplace do Walmart - Imagem: Shutterstock

O Walmart fechou nesta sexta-feira, 10, o seu marketplace, espécie de shopping virtual, onde eram comercializados online produtos de terceiros. A empresa demitiu 70 trabalhadores. Com isso, a companhia sai, por ora, do comércio eletrônico e passa a focar nas lojas físicas, tanto de varejo como de atacado.

Dois anos atrás, em 2017, a varejista já tinha encerrado a operação de comércio eletrônico com a venda de produtos próprios. Três mil companhias vendiam seus produtos no marketplace da empresa, que empregava 90 pessoas.

Segundo a empresa, as vendas do marketplace era tão pequenas que não passavam de um hipermercado de baixo desempenho.

Por isso, não se justificava a continuidade da operação. O marketplace era tocado por uma diretoria ligada ao segmento de farmácias do grupo.

A decisão da companhia de centralizar os negócios nas lojas físicas faz parte do plano de recuperação da rede varejista, que começou a ser implantado desde que o fundo americano Advent passou a controlar a operação no Brasil em junho do ano passado.

Com a compra de 80% da varejista, o fundo pretende investir R$ 1,9 bilhão até 2021 para reerguer a companhia.

De acordo com a companhia, o retorno ao comércio online deve correr mais para frente e de forma integrada com as lojas físicas.

Em crise, a última vez que a rede divulgou seu faturamento foi em 2017. À época, as vendas somaram R$ 28,1 bilhões. A empresa ocupa a terceira posição no ranking das maiores varejistas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), atrás do Carrefour e do GPA.

No começo desta semana, o diretor de Atacado do Walmart, Beto Alves, disse que a empresa quer voltar ao jogo do atacarejo com a bandeira Maxxi totalmente remodelada.

Até o final do ano que vem, dez lojas de hipermercados com desempenho ruim serão convertidas em atacarejo.

Outras dez serão transformadas em clube de compras, com a bandeira Sam’s Club A partir de agora, o foco dos negócios será o varejo físico e as lojas de atacado (atacarejo e clube de compras).

A primeira loja de hipermercado que será convertida em Sam’s Club será a de Brasília, localizada na Asa Norte, do Distrito Federal. A meta da companhia é manter cerca de cem lojas de hipermercados em funcionamento e metade delas será reformada.

Compartilhe

Rublo em disparada

Apesar de sanções, o rublo está no seu maior patamar em sete anos — mas isso não é uma boa notícia para Putin

23 de junho de 2022 - 11:55

Moeda russa se valorizou quase 250% desde março; entenda o que isso representa para a economia do país

Dias difíceis para o varejo

Westwing (WEST3) perde diretor financeiro e RI; ações da varejista online de móveis e decoração caem mais de 80% desde IPO

20 de junho de 2022 - 11:45

Thiago Deiab renunciou ao cargo após pouco mais de um ano na cadeira de diretor financeiro e de relações com investidores da Westwing; ações reagem em queda

DIMINUINDO A VELOCIDADE

Luz amarela no e-commerce: XP corta preço-alvo de Americanas (AMER3), Magalu (MGLU3), Via (VIIA3) e Enjoei (ENJU3)

9 de fevereiro de 2022 - 14:04

Inflação e juros altos são motivos de tensão para essas empresas, que podem ter na Copa do Mundo e na competição mais racional o ponto de virada para o desempenho deste ano

BATALHA PELO CLIQUE

Mercado Livre lidera, mas Shopee avança em ranking de sites de comércio eletrônico mais acessados em dezembro; confira a lista

18 de janeiro de 2022 - 17:19

Americanas e Amazon completam o pódio dos sites com maior acesso. Site de viagens Booking ganhou oito posições e é o único do setor de turismo na lista

GUERRA DO E-COMMERCE

Shopee ultrapassa Mercado Livre e se torna a queridinha dos clientes brasileiros; Magazine Luiza e Via ficam para trás

12 de janeiro de 2022 - 18:50

Empresa asiática que veio disputar as vendas pela internet no país aparece com o maior índice de satisfação dos clientes, segundo pesquisa do Bank of America; Magazine Luiza e Via patinam

BIG DATA

Inteligência artificial a serviço do consumidor: Infracommerce (IFCM3) compra Tevec e dá mais um passo para disputar espaço com MagaLu, Mercado Livre e Amazon

3 de janeiro de 2022 - 12:01

Com aquisição revelada hoje, Infracommerce reforça sua posição para enfrentar gigantes do comércio eletrônico

A BOLSA COMO ELA É

Black Friday decepciona varejo e é hora de jogar na defensiva na bolsa; veja como começar 2022

30 de novembro de 2021 - 10:58

Resultado fraco de vendas induz revisão das expectativas para o varejo brasileiro no futuro próximo; o momento é de defesa

SEU DINHEIRO CONVIDA

Fortalecimento do e-commerce exige aliar o que há de melhor em mercadorias, abastecimento e informações

11 de novembro de 2021 - 5:55

Empresas devem refletir sobre como podem otimizar seus processos, comparando e gerenciando dados para melhorar significativamente a experiência de compra dos consumidores online

E-Commerce

Amazon acelera atração de lojistas brasileiros

10 de outubro de 2021 - 8:50

Empresa lança plataforma que coletará produtos no endereço dos vendedores; a gigante americana também vai abrir espaço em seu estoque para mercadorias de terceiros

Reflexo da retomada

Demanda em alta: Energisa (ENGI11) registra alta na venda de energia em julho – Veja os números

27 de agosto de 2021 - 7:23

Segundo boletim mensal da companhia, desempenho foi impulsionado principalmente pelos clientes dos segmentos de comércio e indústria

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar