A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-04-23T11:38:31-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Inovação

Governo vai propor novo marco legal para estimular startups

As medidas devem trazer mudanças na legislação tributária, trabalhista e também nas regras de compras governamentais de startups

23 de abril de 2019
11:00 - atualizado às 11:38
Caio Megale
Megale defendeu também o projeto de abertura comercial com a redução de alíquotas de importação, uma das bandeiras do ministro da Economia, Paulo Guedes. Imagem: Reprodução / Canal Seguro/ Youtube

A equipe econômica de Jair Bolsonaro está fechando um novo marco legal para estimular as startups. A afirmação é de Caio Megale, secretário de desenvolvimento da indústria, comércio, serviços e inovação do Ministério da Economia.

O objetivo do novo marco legal é destravar as empresas emergentes e focadas na inovação. As medidas devem trazer mudanças na legislação tributária, trabalhista e também nas regras de compras governamentais de startups.

"Hoje é muito difícil para uma startup vencer uma licitação do governo", afirmou Megale, que participou de evento promovido pelo Itaú Unibanco, em São Paulo.

O secretário disse que o governo trabalha em uma série de medidas de modernização e redução de custos da economia. Para além das mudanças na Previdência, ele citou a proposta de reforma tributária, que já está em discussão.

Megale defendeu também o projeto de abertura comercial com a redução de alíquotas de importação, uma das bandeiras do ministro da Economia, Paulo Guedes. "Temos no Brasil alíquotas que são elevadas em relação ao resto do mundo", disse.

O governo também pretende atacar as chamadas barreiras não-tarifárias. Megale citou como exemplo de burocracia que encarece o comércio internacional a chamada TUF, uma tarifa cobrada pelo uso de faróis dos navios que atracam nos portos brasileiros. "Ninguém mais usa farol nos dias de hoje, mas a tarifa continua sendo cobrada."

Em paralelo com a agenda de abertura comercial, o governo trabalha para melhorar a competitividade da indústria. Entre as medidas em estudo está a redução do preço de energia, mais precisamente o gás, que hoje custa quatro vezes mais que no cenário internacional.

Outra preocupação do governo é que as medidas de incentivo à produção não fiquem restritas aos grandes grupos empresariais, segundo o secretário. "O Brasil tem 8 milhões de empresas formais, então é importante que modernização permeie economia como um todo", disse Megale.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

ESTRADA DO FUTURO

Uma das maiores histórias de sucesso do investimento em tecnologia está prestes a se tornar um caso para os amantes de dividendos

11 de agosto de 2022 - 6:29

Google nunca pagou dividendos até hoje, mas a distribuição de proventos num futuro relativamente próximo parece ser o caminho natural da big tech

DE VOLTA AO BAILE

Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3): ainda há espaço para subir mais? Saiba o que esperar dos balanços das varejistas

11 de agosto de 2022 - 6:03

As empresas divulgam resultados do segundo trimestre nesta quinta (11); os números podem dar pistas sobre a manutenção ou não do rali recente das ações

POR QUE NÃO?

Mega Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões; saiba como aumentar suas chances de ganhar essa bolada

11 de agosto de 2022 - 5:48

Embora ninguém tenha acertado o prêmio principal da Mega Sena, 47 apostas cravaram cinco números e vão pagar quase R$ 50 mil cada

BALANÇO

Taesa (TAEE11) vê lucro líquido cair 19,2% no trimestre e anuncia pagamento milionário de dividendos

10 de agosto de 2022 - 20:47

As empresas do setor energético são conhecidas por encherem os bolsos dos investidores de dividendos. Por isso, o mercado olha com atenção para os números da Transmissora Aliança de Energia Elétrica (TAESA-TAEE11) divulgados nesta quarta-feira (10). Mas o balanço não trouxe boas notícias: a companhia encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ […]

O XERIFE TÁ DE OLHO

Petrobras (PETR4) diz que recebeu ofício da CVM sobre anulação de assembleia que elegerá novo conselho; entenda

10 de agosto de 2022 - 20:22

A solicitação foi formulada pela Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários da Petrobras (Anapetro) para suspender AGE da próxima semana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies