Menu
2019-04-23T12:17:45-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Saneamento

Decisão sobre privatização da Sabesp depende de marco regulatório, diz vice-governador

Rodrigo Garcia se disse liberal e, como tal, afirmou que não há estatal boa. Mas disse que a decisão sobre a privatização da Sabesp vai considerar o interesse público

23 de abril de 2019
12:04 - atualizado às 12:17
Sabesp
Sabesp: Garcia se disse liberal e, como tal, afirmou que não há estatal boaImagem: Shutterstock

A decisão do governo do Estado de São Paulo sobre a privatização ou não da Sabesp, a empresa estadual de saneamento, depende da aprovação do marco regulatório do setor no Congresso. A afirmação é de Rodrigo Garcia, vice-governador e secretário de governo de São Paulo.

Garcia se disse liberal e, como tal, afirmou que não há estatal boa. Mas disse que a decisão sobre a privatização da Sabesp vai considerar o interesse público.

O vice-governador destacou que a Sabesp possui hoje um "belo contrato" com o município de São Paulo, que a estatal usa para subsidiar outras 300 cidades do Estado onde não há interesse da iniciativa privada atuar.

"Se a Sabesp tiver que disputar São Paulo vai perder, porque faz subsídio cruzado nas outras 300 cidades", afirmou, durante evento promovido pelo Itaú Unibanco.

Garcia lembrou que a lei que autoriza a capitalização e a perda do controle majoritário da empresa já foi aprovada na Assembleia Legislativa.

De todo modo, o vice-governador afirmou que a prioridade do governo federal hoje deve ser a reforma da Previdência. "São Paulo aguarda a votação, mas isso não é mais importante que a Previdência", afirmou.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies