A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-10T11:09:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PARALISAÇÃO À VISTA

Petrobras (PETR4): Funcionários aprovam indicativo de greve; saiba por quê

A categoria reivindica reajuste salarial e se posiciona contra a privatização da companha; documento oficial de indicativo de greve deve ser encaminhado à Petrobras e ao Congresso nesta seginda-feira (11)

10 de julho de 2022
9:42 - atualizado às 11:09
Logo Petrobras (PETR4) com uma ilustração de interrogações ao fundo
Imagem: Adobe Stock/Shutterstock/Montagem Giovanna Figueredo

Sai Banco Central (BC) e entra Petrobras (PETR4). Os funcionários da petrolífera aprovaram, neste sábado (9), o indicativo de greve por tempo indeterminado.

Segundo a Federação Única de Petroleiros (FUP), os 12 sindicatos espalhados pelo país rejeitaram a contraproposta da Petrobras para acordo coletivo de trabalho (ACT) e o possível avanço de privatização da companhia.

Além disso, a FUB deve encaminhar um comunicado oficial à direção da Petrobras e aos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado Federal, nesta segunda-feira (11).

Os resultados vieram por unanimidade ou ampla maioria em todo o País. Houve menos de 90% de adesão ao indicativo de greve apenas no sindicato de São Paulo (85,34%) e do Paraná e Santa Catarina (88,36%). No País, a FUP reúne cerca de 24 mil petroleiros.

Vai ter greve na Petrobras (PETR4)?

Até o momento, existe apenas uma possibilidade dos funcionários entrarem em greve. Ou seja, o indicativo de paralisação é a informação de que os colaboradores devem cruzar os braços, mas sem uma data definida.

No caso da Petrobras, o processo de greve está condicionado ao avanço da privatização da companhia pelo governo federal. Ou seja, só deve acontecer se o Executivo encaminhar um projeto de lei desse cunho ao Congresso Nacional.

Além disso, a categoria reivindicam um reajuste salarial de 8,5%, com o objetivo de recompor o poder de compra corroído pela inflação, com base no período entre setembro de 2021 e agosto de 2022. Também, os funcionários demandam uma recomposição salarial de 3,8%, das perdas entre 2016 a 2021.

Contudo a companhia, fez uma contraproposta para um reajuste de 5%, a retirada do plano de saúde do acordo coletivo trabalhista e mudanças relacionadas a banco de horas — o que foi rejeitado pela categoria.

Veja também — Privatização da PETROBRAS (PETR4) é só promessa eleitoral? Veja por que o processo é improvável

Crise institucional?

A alta dos preços dos combustíveis e os reajustes nas bombas têm sido alvo de críticas do governo federal. Desde março, o Executivo trocou três vezes na tentativa de conter os sucessivos aumentos e avançar com a privatização da companhia — pautas eleitorais para reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Vale ressaltar, que após a troca de comando no Ministério de Minas e Energia (MME), a pasta pediu a inclusão da Petrobras na lista de estudos para privatização.

Para tanto, é preciso que o conselho do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) ratifique a recomendação e que o presidente Jair Bolsonaro publique decreto nesse sentido.

Além disso, a companhia está avaliando os novos membros indicados pelo governo para o Conselho de Administração. O Comitê de Elegibilidade (Celeg) deve retomar os trabalhos na próxima quarta-feira (13).

Em posse das avaliações, o Conselho terá que convocar uma nova Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para validar os nomes, o que deve ocorrer em meados de agosto. Entre a convocação e a realização da assembleia é necessário um espaço de 30 dias.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sobe, mas perde o protagonismo para o ethereum (ETH); entenda

12 de agosto de 2022 - 20:29

Além de aproveitar a inflação dos EUA mais branda, o que ajudou as criptomoedas em geral, o ETH se beneficiou dos progressos na direção do The Merge

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magalu (MGLU3) dispara, BC amigo das criptomoedas e outros destaques do dia

12 de agosto de 2022 - 19:07

O mercado financeiro começou a semana olhando aterrorizado para os céus. Já era esperado que os dias fossem marcados pelo avistamento de dragões no ar, mas não se sabia ao certo o tamanho da encrenca que precisaria ser enfrentada.  Com traumas dos episódios recentes, quando a cada mês a ameaça se mostrava maior e mais […]

FECHAMENTO DO DI

Alívio com inflação leva Ibovespa a subir 6% na semana; Magazine Luiza (MGLU3), Hapvida (HAPV3) e Via (VIIA3) disparam após balanço

12 de agosto de 2022 - 18:41

Os indicadores melhores do que o esperado deram um respiro para o Ibovespa nesta semana; dólar caiu quase 2%

SEMANA EM CRIPTO

Ethereum (ETH) rouba a cena e dispara 14%, mas bitcoin (BTC) encerra semana acima dos US$ 24 mil; saiba o que esperar das criptomoedas

12 de agosto de 2022 - 17:56

O otimismo com a atualização do éter, as sanções ao Tornado Cash e o real digital são alguns dos destaque da semana

FEBRABAN TECH 2022

Setor financeiro melhora planos para o metaverso e já fala em criptomoedas como ‘espinha dorsal’ do processo — mas isso vai levar algum tempo; entenda

12 de agosto de 2022 - 17:40

O Febraban Tech 2022 foi realizado entre os dias 9 e 11 de agosto, em São Paulo; confira alguns destaques

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies