Menu
2019-03-28T17:53:22-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Levou pra casa

Rumo vence disputa por lote central da ferrovia Norte-Sul com lance de R$ 2,719 bilhões

Lance superou a proposta da única concorrente, a VLI Multimodal, que tinha oferecido R$ 2,065 bilhões pelo trecho

28 de março de 2019
16:21 - atualizado às 17:53
Trem com o logo da Rumo
Trecho arrematado pela empresa liga Porto Nacional (TO) a Estrela d'Oeste (SP)Imagem: Divulgação

Com uma oferta de R$ 2,719 bilhões, a Rumo venceu a disputa pelo trecho central da Ferrovia Norte-Sul, ao oferecer ágio de 100,92%. O valor mínimo de outorga era de R$ 1,353 bilhão pela concessão por 30 anos. O lance superou a proposta da única concorrente, VLI Multimodal, que ofereceu R$ 2,065 bilhões. Este é o primeiro leilão do setor ferroviário nos últimos 12 anos.

O trecho de 1.573 quilômetros da ferrovia ofertado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) liga Porto Nacional (TO) a Estrela d'Oeste (SP). O empreendimento já recebeu R$ 16 bilhões em investimentos públicos e o edital prevê o aporte de mais R$ 2,8 bilhões ao longo do período de concessão.

O trecho envolvido no leilão foi construído pela Valec, estatal de ferrovia, e ainda não está concluído. Segundo especialistas, será preciso investir uma soma considerável para corrigir erros de execução e de projeto ao longo do trecho já construído da ferrovia.

A estimativa do governo é que, ao final da concessão, o trecho ferroviário tenha demanda equivalente a 22,73 milhões de toneladas.

Tudo está alinhado

Logo depois de divulgado o resultado do leilão, o presidente da Rumo, Julio Fontana, afirmou que o trecho arrematado tem muita sinergia com a operação da companhia.

O executivo disse acreditar que o Brasil vai mudar o ritmo de crescimento. "Temos a esperança que as cargas desse trecho irão alimentar o portfólio dos nossos clientes e do nosso produto, podendo aumentar principalmente a questão de carga geral", afirmou.

Segundo ele, o Brasil ainda é bastante incipiente no transporte deste tipo de produto.

Ao comentar o ágio expressivo pago no certame da Ferrovia Norte-Sul, Fontana afirmou julgar que pelo retorno do investimento valia a pena praticar tal ágio. "Esperamos ter retorno do investimento no curto espaço de tempo."

Questionado sobre os investimentos necessários para terminar alguns trechos da ferrovia o executivo afirmou ter planos de negócios baseado nas premissas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a conta com estudos da companhia. "Consideramos que os riscos são menores que as vantagens", disse.

Com relação aos problemas de origem técnica e de projeto envolvendo o projeto e os investimentos exigidos, Fontana observou que não existe diferença de bitola em toda a Norte-Sul.

"Ela é toda em bitola larga que tem sinergia na confluência com a malha paulista, que é nossa malha. Precisamos concluir construção da ferrovia. Olhar os pontos em que houve problema de construção (apontados pelo TCU), fazer correções e tocar a vida", afirmou ele, durante coletiva de imprensa após o leilão, realizado na bolsa paulista.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Nova esperança?

Estados Unidos planejam investir US$ 3,2 bilhões em antivirais para tratar covid-19 e outras doenças

Segundo o Dr. Fauci, principal conselheiro do presidente Joe Biden no combate à pandemia, novo programa vai acelerar o que já está em andamento

PODCAST MESA QUADRADA

De pintor de parede a chef renomado, Alex Atala diz que competitividade foi empurrão: ‘se não fosse provocado, seria um bundão’

Chef de cozinha fala sobre sua trajetória e comenta crises e investimentos bem sucedidos

Amor e presentes

Demanda por crédito no País sobe 13% em maio, impulsionada por Dia das Mães

Índice Neurotech revela que o aumento das vendas no varejo, especialmente nas lojas de departamento e vestuário durante a data comemorativa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies