Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:11:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Turma preocupada

Governadores alertam Guedes sobre a condução da reforma da Previdência

Líderes estaduais afirmam que a reforma da Previdência é uma condição de sobrevivência para União, Estados e municípios

26 de março de 2019
15:22 - atualizado às 14:11
O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da reunião extraordinária no Fórum de Governadores
Fórum de Governadores - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse nesta terça-feira, 26, que os governadores reunidos nesta data em Brasília expuseram ao ministro da Economia, Paulo Guedes, suas preocupações políticas com a condução da reforma da Previdência. Segundo ele, o ministro sinalizou a antecipação de receita de privatizações de estatais estaduais para os governos em dificuldades financeiras.

"Deixamos claras as preocupações dos governadores sobre relação entre governo e Congresso. Queremos que a decisão sobre a reforma da Previdência se dê o mais rápido possível. Se o ambiente político retardar aprovação da Previdência, os Estados terão menos tempo para aprovarem medidas complementares juntos às Assembleias Legislativas", afirmou, após reunião extraordinária do Fórum dos Governadores, no Palácio do Buriti.

O governador gaúcho reforçou que a reforma da Previdência é uma condição de sobrevivência para União, Estados e municípios. "O tempo político para a Previdência é curto, porque teremos eleições municipais em 2020. No fim deste ano muitos parlamentares e partidos já estarão discutindo as eleições para as prefeituras. O governo precisa focar toda a sua energia na reforma da Previdência agora", completou.

Leite disse ainda que o ministro Guedes, apesar de não ser o responsável direto pela negociação política, o tem feito de maneira dedicada. Segundo ele, Guedes teria condicionado divisão aos Estados das receitas do leilão do excedente da cessão onerosa à aprovação da reforma da Previdência.

Já o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), revelou que não há consenso entre os governadores a respeito da proposta de reforma que tramita no Congresso. "O ambiente político atual não é propício para a aprovação da previdência. O ambiente político tenso atrapalha encaminhamento de qualquer proposta", completou, ao fim da reunião.

Recuperação dos Estados

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse que o ministro da Economia prometeu apresentar um plano de recuperação fiscal para os Estados nos próximos 30 dias. Após a reunião extraordinária do Fórum dos Governadores, o governador do Rio Grande do Sul destacou que o chamado "Plano Mansueto" pode incluir a possibilidade de antecipação pela União ao Estados de receitas de privatizações de estatais estaduais.

"Se Estados colocarem ativos como garantia, pode haver uma antecipação de recursos pela União na proporção dessas privatizações que levarão ainda algum tempo para serem estruturadas", explicou Leite. "A discussão sobre a folha de pagamento demora a ter efeito, então o governo federal pode ser suporte para incentivar o ajuste no curto prazo", completou o governador gaúcho.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Analistas respondem

Ações da Vale aprofundam queda no ano com sinais ruins do relatório de produção e vendas no 3º trimestre. Hora de comprar VALE3?

Analistas apontam que, enquanto a produção foi sólida, a venda de minério de ferro veio abaixo do esperado até pelas estimativas mais conservadoras

Puxando os ETFS

Chove bitcoin, molha ETF: fundos de índice brasileiros sobem até 19% em dia de recorde do BTC

Enquanto o primeiro ETF de criptomoeda dos Estados Unidos avança tímidos 3%, na B3, o avanço é de até 19,78%

Cabo de guerra

Sem explicar origem da verba, Bolsonaro confirma Auxílio Brasil em R$ 400 e promete respeitar teto de gastos

Apesar da promessa do presidente, o governo flerta com a flexibilização do teto para conseguir arcar com o valor do benefício

Prévia da estatal

Petrobras (PETR4) anuncia produção do terceiro trimestre hoje, mas os dados da ANP já antecipam o que vem por aí; confira

Os dados chegam ao mercado em um momento de fortes críticas à política de preços da companhia e ameaças de desabastecimento

Exile on Wall Street

Quem não tem teto de vidro? As implicações das ameaças ao teto de gastos sobre seus investimentos

Ameaça ao teto fiscal exige atenção redobrada sobre a necessidade de diversificação e algumas proteções para a carteira – e há possíveis bons hedges para o momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies