Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-31T11:40:50-03:00
Estadão Conteúdo
de olho nas contas

Setor público tem déficit primário de R$ 20,541 bi em setembro, revela BC

Resultado primário consolidado do mês passado veio melhor que a mediana das estimativas de analistas do mercado financeiro

31 de outubro de 2019
11:40
Dinheiro - notas e moedas de real
Imagem: Pixabay

O setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 20,541 bilhões em setembro, informou nesta quinta-feira, 31, o Banco Central. Em agosto, havia sido registrado déficit de R$ 13,448 bilhões.

O resultado primário consolidado do mês passado veio melhor que a mediana das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast. A mediana estava negativa em R$ 21,400 bilhões e o intervalo ia de déficit de R$ 27,500 bilhões a déficit de R$ 18,800 bilhões. O saldo de setembro representa o menor déficit para o mês desde 2015, quando houve resultado negativo de R$ 7,318 bilhões.

O resultado fiscal de setembro foi composto por um déficit de R$ 20,631 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS).

Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado negativamente com R$ 170 milhões no mês. Enquanto os Estados registraram um déficit de R$ 269 milhões, os municípios tiveram resultado positivo de R$ 99 milhões. As empresas estatais registraram superávit primário de R$ 261 milhões.

Acumulado do ano

As contas do setor público acumularam um déficit primário de R$ 42,491 bilhões no ano até setembro, o equivalente a 0,80% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central.

A meta de déficit primário do setor público consolidado considerada pelo governo é de R$ 132,0 bilhões para 2019. No caso do Governo Central, a meta é um déficit de R$ 139,0 bilhões.

O déficit fiscal no ano até setembro ocorreu em função do déficit de R$ 63,166 bilhões do Governo Central (1,20% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um superávit de R$ 19,644 bilhões (0,37% do PIB) no período.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 17,444 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 2,201 bilhões. As empresas estatais registraram um resultado superavitário de R$ 1,031 bilhão no período.

12 meses

As contas do setor público acumulam um déficit primário de R$ 91,428 bilhões em 12 meses até setembro, o equivalente a 1,29% do PIB, informou o Banco Central.

O déficit fiscal nos 12 meses encerrados em setembro pode ser atribuído ao rombo de R$ 102,797 bilhões do Governo Central (1,46% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um superávit de R$ 9,183 bilhões (0,13% do PIB) em 12 meses até setembro.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 10,779 bilhões, os municípios tiveram um saldo negativo de R$ 1,596 bilhão. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 2,186 bilhões no período.

Déficit nominal

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 45,920 bilhões em setembro. Em agosto, o resultado nominal havia sido deficitário em R$ 63,644 bilhões e, em setembro de 2018, deficitário em R$ 39,173 bilhões.

No mês passado, o Governo Central registrou déficit nominal de R$ 41,256 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo negativo de R$ 4,465 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 199 milhões.

No ano até setembro, o déficit nominal somou R$ 326,679 bilhões, o que equivale a 6,19% do PIB.

Em 12 meses até setembro, há déficit nominal de R$ 451,458 bilhões, ou 6,39% do PIB.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve gasto de R$ 25,379 bilhões com juros em setembro, após esta despesa ter atingido R$ 50,197 bilhões em agosto, informou o Banco Central. O Governo Central teve no mês passado despesas na conta de juros de R$ 20,625 bilhões. Os governos regionais registraram gasto de R$ 4,295 bilhões e as empresas estatais, de R$ 460 milhões.

No ano até setembro, o gasto com juros somou US$ 284,188 bilhões, o que representa 5,38% do PIB.

Em 12 meses até setembro, as despesas com juros atingiram R$ 360,030 bilhões (5,10% do PIB).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

dinheiro no caixa

Petrobras vende participação em companhias de energia por R$ 160 milhões

Estatal assinou contratos para a venda de suas participações de 20% na Termelétrica Potiguar (TEP) e de 40% na Companhia Energética Manauara (CEM) para a Global Participações Energia S.A. (GPE)

seu dinheiro na sua noite

Mais micro, menos macro: quando os balanços são o destaque na bolsa

Como investidores, sabemos que os mercados estão sujeitos às mudanças no cenário macroeconômico – e, no caso do Brasil e outros países emergentes, os pregões são particularmente suscetíveis também ao noticiário político. Mas, no fim do dia, a bolsa reflete o desempenho das companhias que ali são negociadas. Nas temporadas de balanços trimestrais, analistas e […]

cardápio do dia

Fleury, EcoRodovias e Localiza: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Companhias registram forte aumento no lucro, confirmando tendência entre empresas do Ibovespa

Fechamento do dia

Bolsa, dólar e juros fecham o dia no vermelho, com balanços no radar e Wall Street em alta

Em movimento raro, bolsa, dólar e juros fecharam o dia no vermelho. É que enquanto o apetite por risco reinava no exterior, os balanços levaram o Ibovespa a um movimento de correção

Vídeos

Elon Musk volta a falar sobre Bitcoin – Confira as últimas notícias sobre o mercado de criptoativos com André Franco, analista da Empiricus

André Franco comenta sobre as principais notícias que estão movimentando esse mercado. Fique por dentro agora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies