A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-25T07:45:46-03:00
Estadão Conteúdo
a saída para contas?

PEC pode dar a Estados ‘chave’ para sair de grave situação fiscal

Ministro da Economia quer enviar ao Congresso uma proposta para permitir que Estados e municípios em acionem mais rapidamente mecanismos para cortar gastos

25 de outubro de 2019
7:45
Paulo Guedes
Paulo Guedes na abertura oficial do Fórum de Investimentos Brasil. - Imagem: Brasil Investment Forum

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer enviar ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para permitir que Estados e municípios em grave situação fiscal possam acionar mais rapidamente mecanismos automáticos para cortar gastos e sair do quadro de dificuldade financeira.

  • Receba um ebook gratuito com os segredos de quem já lucrou muito em diversos cenários e desvende como seguir os seus passos.

A reforma administrativa, que também será enviada na próxima semana, deve permitir que as medidas propostas no texto para reformulação das carreiras possam ser adotadas pelos governos regionais.

As medidas podem favorecer Estados com elevado endividamento e comprometimento da folha de pessoal a acelerarem as medidas de ajuste, como Goiás.

A ideia do ministro é criar a possibilidade de que seja decretado para essas situações o estado de "emergência fiscal" pelo Conselho Fiscal da República, órgão que será criado e terá representantes dos três poderes, como antecipou reportagem do jornal O Estado de S.Paulo em setembro.

Com o enquadramento nessa situação, os Estados poderão congelar salários, progressões automáticas de reajustes aos servidores e criar mecanismos mais eficazes para desligamento por baixa produtividade.

Novo papel do TCU

O pacote vai permitir também que o Tribunal de Contas da União (TCU) possa estender suas decisões sobre limite de endividamento aos Tribunais de Contas Estaduais (TCEs). Hoje não há essa vinculação, isto é, o TCU não tem condão para atuar como um "tribunal dos tribunais".

A medida visa a harmonizar as regras e impedir decisões "mandrakes" dos tribunais estaduais que hoje permitem que determinados gastos, principalmente de pessoal, sejam escondidos. Um prazo de transição será dado aos Estados para que eles se ajustem.

Segundo uma fonte que participa das discussões, em vários Estados há uma interpretação de que muitos gastos com servidores não entram no cálculo, o que tem permitido uma maquiagem nas contas e, consequentemente, nos limites de gasto com pessoal previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A proposta foi costurada com pelo ministro Paulo Guedes com o presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), Fabio Nogueira, e o presidente do TCU, José Mucio Monteiro.

Carreiras

A reestruturação das carreiras de servidores federais deve ser o passo seguinte à ampla reforma administrativa pretendida pelo governo. Essa etapa não requer mudança constitucional e pode ser feita por meio de projeto de lei. Hoje o governo federal tem 117 carreiras. O objetivo é enxugar esse número e dar maior flexibilidade ao gestor para conseguir deslocar servidores, conforme as necessidades da administração pública federal.

Como a mudança só valerá para os novos servidores, o governo analisa se incluirá ou não mecanismos de incentivo para que os atuais façam a migração para as novas carreiras. Segundo uma fonte que participa das discussões, essa é uma possibilidade, mas ainda não há decisão.

Quando o governo criou o fundo de previdência complementar do serviço público, o Funpresp, os servidores que ingressaram depois passaram a ter a aposentadoria limitada ao teto do INSS (hoje em R$ 5.839,45).

Os anteriores, por sua vez, mantiveram o direito de se aposentar com benefício superior, muitas vezes próximo ao teto do funcionalismo, hoje em R$ 39,2 mil. Como essas aposentadorias são mais custosas, o governo criou estímulos para a migração desses servidores para o Funpresp.

O martelo, porém, ainda não está batido, uma vez que a diretriz geral é não mexer nas atuais carreiras. A ideia principal é criar novas e colocar as atuais em processo de extinção.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

COM PASSAGENS DE SAÍDA

Cinco empresas chinesas vão retirar seus ADRs da Bolsa de Nova York — saiba por quê

12 de agosto de 2022 - 17:02

As estatais anunciaram planos de retirada voluntária de seus ADRs ainda neste mês; a decisão acontece em meio à desacordo entre os órgãos reguladores da China e dos EUA

O MELHOR E O PIOR DOS BALANÇOS

Varejo apresenta números fracos, mas Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) dão sinais de melhora e sobem quase 20% — enquanto Americanas (AMER3) fica no vermelho

12 de agosto de 2022 - 16:42

Apesar dos números fracos, as ações descontadas de VIIA3 e MGLU3 sobem forte após as empresas mostrarem melhora na geração de caixa e rentabilidade

ELEIÇÕES 2022

Candidatos ao governo de São Paulo declaram R$ 13,6 milhões em bens; saiba quem tem a maior fatia desse bolo

12 de agosto de 2022 - 15:47

Vale ressalvar que os dados de patrimônio apresentados à Justiça Eleitoral podem estar com valor defasado, visto que alguns candidatos optam por informar o valor da compra de um bem na época, sem fazer a correção da inflação

A FONTE SECOU?

Dividendos ameaçados: como ficam os proventos dos fundos imobiliários de papel com o IPCA negativo e quais FIIs são os mais prejudicados pela queda na inflação

12 de agosto de 2022 - 15:04

Por enquanto, não há motivo para pânico: o repasse não é imediato. Mas o impacto da trajetória descendente do índice já pode ser sentido por alguns cotistas

TURFE NA BOLSA

Hapvida (HAPV3) sai na frente e dispara 18% após balanço — saiba se é hora de comprar a líder do Ibovespa hoje

12 de agosto de 2022 - 14:16

A performance no segundo trimestre não só fez a Hapvida disparar na B3, mas também garantiu que um grande banco melhorasse sua recomendação para o papel HAPV3

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies