Menu
2019-06-24T13:56:03-03:00
Estadão Conteúdo
sem consenso

Líder do governo elogia projeto de agências reguladoras criticado por Bolsonaro

Para o senador Fernando Bezerra Coelho, o texto, já aprovado pela Câmara, aperfeiçoou o processo de escolha para o comando das agências

24 de junho de 2019
13:56
Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)
Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), defendeu nesta segunda-feira, 24, a proposta sobre a gestão e organização das agências reguladoras que foi criticada no fim de semana pelo presidente Jair Bolsonaro.

Para ele, o texto, já aprovado pela Câmara, aperfeiçoou o processo de escolha para o comando das agências, mas Bolsonaro afirmou que o projeto o deixa como "uma rainha da Inglaterra". A proposta determina que as indicações de integrantes das agências reguladores passam a ser feitas pelo Congresso e não mais pela Presidência da República.

"O projeto aperfeiçoou o processo de escolha, tem algum ruído na informação", afirmou Bezerra ao chegar ao Palácio do Planalto para uma reunião com o presidente. Questionado sobre se Bolsonaro realmente seria uma "rainha da Inglaterra" com a proposta, o senador respondeu: "de jeito nenhum".

Questionado pelo jornal O Estado de S. Paulo no fim de semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o projeto em questão "não tira nenhum poder do presidente e não delega nada novo ao parlamento". "O presidente não perde prerrogativa alguma", rebateu.

O projeto, que aguarda a sanção de Bolsonaro, exige que os novos diretores de cada órgão sejam escolhidos a partir de uma lista tríplice e proíbe a indicação de políticos e parentes de políticos. A seleção dos nomes que integrarão a lista, de acordo com o texto, será feita a partir de uma comissão específica, que deverá ter sua composição e sua forma de atuar regulamentadas pelo Executivo. Além disso, o projeto determina que as agências tenham programas de integridade ("compliance") para combate à corrupção.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies