Menu
2019-06-06T14:52:35-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dia cheio

Bolsonaro e Macri se encontram na Argentina

Além de visitar a Casa Rosada, o presidente irá até o Congresso e a Corte Suprema do país

6 de junho de 2019
13:24 - atualizado às 14:52
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro - Imagem: Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro visitou nesta quinta-feira, 6, a Casa Rosada, sede do governo argentino em Buenos Aires, para reuniões com a equipe do presidente Mauricio Macri.

A comitiva brasileira era formada pelos ministros Paulo Guedes (Economia), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Tereza Cristina (Agricultura), Bento Albuquerque (Minas e Energia) e Marcos Pontes (Ciência). O grupo ainda contava com Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o senador Luiz Carlos Heinze (PP/RS), e os deputados Marcel Van Hatten (Novo/RS) e Eduardo Bolsonaro (PSL/SP).

Logo após a reunião com Macri, Bolsonaro também visitou o Congresso argentino e a Corte Suprema do país. A agenda também contou com a participação do presidente em um seminário de indústria de defesa, na embaixada brasileira, e um encontro com empresários no fim do dia no Hotel Alvear.

Enfim, acordados?

Durante uma cerimônia com a presença de Bolsonaro, Macri confirmou que Mercosul e União Europeia "estão muito perto de um acordo". A informação já havia sido adiantada pelo ministro Paulo Guedes, que deu prazo de até cinco semanas para concluir as conversas. "O Mercosul está chegando aos 30 anos e nesses 30 anos o mundo mudou", afirmou Macri.

A cerimônia com Bolsonaro ocorreu para a assinatura de uma declaração conjunta de política nuclear e memorando de entendimento em assuntos de mineração e na área de bioenergia e energia.

Direitos humanos

A questão dos direitos humanos também esteve em pauta. Segundo Macri, em reunião de trabalho Brasil e Argentina ratificaram "compromisso com a defesa de direitos humanos e o combate ao tráfico".

"Também falamos do compromisso que temos com a democracia, nesse duro momento que estão vivendo os venezuelanos. Faremos todo o possível para ajudar a restabelecer a democracia", disse.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Auxílio Emergencial

PEC que autoriza auxílio pode deixar ajuste de gastos para 2025

A contenção de despesas pode vir com o acionamento automático de gatilhos, congelamento de salários e proibição de novos subsídios

NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Mortes somam mais de 255 mil e casos, quase 10,6 milhões

Em 24 horas, foram registrados 778 óbitos e 35.743 novos infectados pela covid-19, segundo Ministério da Saúde

Bitcoin no mundo

Sem meio termo: bitcoin pode virar moeda universal ou implodir, afirma Citibank

Entre as dificuldades de adoção da moeda, estão a melhoria dos sistemas digitais e a alta especulação em torno do ativo

DINHEIRO NO BOLSO

Rede D’Or e Irani vão pagar JCP e dividendos; saiba como receber

JCP não são isentos de imposto de renda para os acionistas, sendo tributados na fonte a uma alíquota de 15%

Esquenta dos Mercados

Alteração na regra de contribuição sobre o lucro dos bancos pode afetar bolsa hoje

Exterior pouco favorável e cenário interno caótico podem ser um entrave para o investidor no dia de hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies